Canção de Amor - Rainer Maria Rilke

| 07 julho 2017 | |
"Como hei-de segurar a minha alma
para que não toque na tua? Como hei-de
elevá-la acima de ti, até outras coisas?
Ah, como gostaria de levá-la
até um sítio perdido na escuridão
até um lugar estranho e silencioso
que não se agita, quando o teu coração treme.
Pois o que nos toca, a ti e a mim,
isso nos une, como um arco de violino
que de duas cordas solta uma só nota.
A que instrumento estamos atados?
E que violinista nos tem em suas mãos?
Oh, doce canção."

11 Comentários:

Morgana Brunner Says:
11 julho, 2017

Ah que postagem maravilhosa Maria, eu não conhecia essa belezinha e fiquei surpreendida, linda postagem!
Beijinhos

Giovana Soares Says:
11 julho, 2017

Oii, tudo bem?
Eu ainda não conhecia esse poema, mas achei ele maravilhoso. Parabéns pela postagem.

Fabrica dos Convites Says:
12 julho, 2017

Encantada pela beleza das palavras, ainda mais porque não as conhecia. Obrigada por me apresentá-las.
Bjs Rose

Gleyse Vieira Says:
12 julho, 2017

Olá, olha gostei, usar a música como metáfora é sempre lindo. A junção dos elementos deixa tudo tão profundo. Amei. Bjs

Mari Says:
12 julho, 2017

Amei conhecer essas palavras! Obrigada por trazê-las para nós.
Beijos
Mari
Pequenos Retalhos

Leituras Compartilhadas Says:
12 julho, 2017

Rilke está, sem nenhuma dúvida, entre os melhores da literatura universal. Que poema encantador! Adorei o post.

Tatiana

Maria Luíza Lelis Says:
12 julho, 2017

Oi, tudo bem?
Eu confesso que não sou muito de ler poemas, mas esse eu achei muito bonito. É daqueles que conseguem realmente tocar a alma.
Beijos!

Yara Guez Says:
12 julho, 2017

Oi Vall!
Adorei esse poema, eu amo poemas, apesar de ler pouco. :)

No Conforto dos Livros Says:
13 julho, 2017

Olá!! :)

Eu confesso que não conhecia este poema ainda, mas e bom quando estamos na internet e nos deparamos com este tipo de produções artísticas! :) Da-se uma pausa! ahah Parabéns pelo trabalho de nos trazeres momentos assim!

Boas leituras!! ;)
no-conforto-dos-livros.webnode.com

Catharina M. Says:
13 julho, 2017

Oie
nossa, que tocante e adorei a imagem, combinou perfeitamente, essa foto é maravilhosa, muito bom

beijos
http://realityofbooks.blogspot.com.br/

Lorena Caribé Says:
16 julho, 2017

Que lindo post e mensagem, parabéns. Muito bom você compartilhar aqui no blog para seus leitores. Muito sucesso, bjo

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

╬† Autores ╬†

agatha christie Alan Dean Foster Alan Moore Álvares de Azevedo Ana Cristina César Anaïs Nin Anna Akhmatova Anne Rice Anne Sexton Antônio Xerxenesky Arthur Rimbaud Bob Dylan Bram Stoker Cacaso Caio f. Abreu Cecília Meireles Charles Baudelaire charles bukowski Charles Dickens chuck palahniuk Clarice Lispector clive barker Cruz e Sousa dalton trevisan David Seltzer Dik Browne Don Winslow edgar allan poe Eduardo Galeano Emily Brontë Ernest Hemingway Eurípedes F. Scott Fitzgerald Ferreira Gullar Florbela Espanca Franz Kafka Garth Ennis George R. R. Martin Gilberto Freyre Guido Crepax H. G. Wells H. P. Lovecraft Haruki Murakami Henry James Herman Hesse Herman Melville Hilda Hilst honoré de balzac Horacio Quiroga Hunter S. Thompson Ignácio de Loyola Brandão isaac asimov Ivan Turgueniev J. R. R. Tolkien Jack Kerouac Jack London Jay Anson João Ubaldo Ribeiro Joe Sacco Jon Krakauer Jorge Luis Borges José Mauro de Vasconcelos Julio Verne Konstantinos Kaváfis L. Frank Baum Laura Esquivel Leon Tolstói Lord Byron Luciana Hidalgo Luiz Ruffato Lygia Fagundes Telles manoel de barros Marcelo Rubens Paiva Mario Benedetti Mark Twain Marquês de Sade Martha Medeiros Mary Shelley Michel Laub Miguel de Cervantes Milo Manara Moacyr Scliar Neil Gaiman Nelson Rodrigues Nicolai Gógol Oscar Wilde Pablo Neruda Patti Smith Paulo Leminski Pedro Juán Gutierrez Rachel de Queiroz Rainer Maria Rilke Ray Bradbury Robert Bloch Robert Kirkman robert louis stevenson Roberto Beltrão Rubem Alves Sándor Márai Sófocles Stephen King Stieg Larsson Susan E. Hinton Sylvia Plath Torquato Neto Victor Hugo Virginia Woolf William S. Burroughs Ziraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...