Menina Má, de William March

| 26 abril 2017 | |
olá, leitores! Trago para vocês mais uma resenha de um título que adquiri recentemente na Amazon, publicado pela DarkSide Books. Trata-se do livro Menina Má, escrito em 1954 por William March. A história fala sobre Rhoda Penmark, uma menina aparentemente dócil e educada que se mudou há pouco tempo para uma pequena cidade, mas o pai vive viajando devido ao seu trabalho. Christine vai tentar uma vaga numa escola renomada para sua filha, mas logo percebe que algumas coisas incomuns e uma atmosfera hostil envolvem o circulo social de sua filha...

As pessoas parecem evitar a pequena Rhoda. Desde muito cedo seus pais perceberam que ela era diferente de outras crianças, meio apática até, não demonstrando afeto e amorosidade, a não ser em alguns momentos demasiadamente calculados... Rhoda é também uma criança ambiciosa e por vezes egoísta, e esse comportamento frio e racional para uma menina de 8 anos acaba causando estranheza e certa aversão por parte das pessoas do local onde moram, exceto uma ou outra pessoa, que se encanta com seu jeito polido.


 Numa competição da escola - devido ao seu comportamento - ela pensava que iria ganhar uma medalha de reconhecimento mas esta acaba indo para um menininho. Porém, Rhoda não aceita esse resultado e deseja a medalha para si. Num piquenique realizado pelas professoras da escola, um acidente acontece e a menina parece esconder algo importante... Após o ocorrido, sua mãe começa a descobrir mentiras contadas pela filha, evasivas na hora de investigar o caso e percebe que pode ter em casa um problema muito maior do que o comum...

A temática abordada pelo autor no período em que escreveu o livro rendeu inúmeras críticas sobre o comportamento sócio/psicopata infantil. Há uma perfeita construção dos personagens que compõem o enredo, tornando a história muito crua e repleta de detalhismos, que em momento algum se revelam enfadonhos ao leitor... Apesar de ser a protagonista da história, conhecemos a obra até seu desfecho por meio da visão da mãe, Christine. Ela descobre não apenas a maneira sórdida em que sua filha lida com pessoas que 'cruzam' seu caminho, dificultando seus objetivos, mas também coisas referentes a seu passado, que podem servir de explicação para o comportamento de Rhoda. A fragilidade de Christine ao ter que lidar com esse segredo sozinha, pois o seu marido se encontra ausente, é o que mais deixa o leitor compadecido de seu dilema moral. 

A frieza e calculismo diante de insinuações, ameaças e afins por parte de Leroy - zelador inescrupuloso do prédio em que vive - toma proporções perversas. Christine liga pontos do passado da filha em outros locais onde moravam, a atitude de pessoas depois de alguns acidentes e percebe que o caso do menino Claude não é o princípio de tudo... 

Com relação às decisões que Christine toma no decorrer da trama a fim de resolver a questão podem irritar algum leitor mais racional, mas convém lembrar que se trata de uma mãe lidando com uma criança capaz de ferir pessoas, até o mais alto grau, uma menina de especificamente oito anos de idade... No lugar dela, qualquer um se encontraria perdido, sem saber como agir...

A editora Darkside fez um trabalho primoroso com a edição. Há uma adaptação que ainda não tive a oportunidade de assistir, mas em breve verei... No Brasil, ela recebeu o titulo de Tara maldita, ao invés de A semente do mal, título original do livro... Esse filme data de 1956, dois anos após a publicação da obra... Para aqueles aficionados por histórias com enredo enxuto, bem estruturado e com personagens bem caracterizados, Menina Má é uma excelente pedida, ainda mais se você aprecia estudos sobre psicopatia, crianças criminosas e afins...



22 Comentários:

F Says:
26 abril, 2017

Olá
Esse livro está na minha lista de desejados, sem contar que acho essa edição fantástica. Tenho curiosidade em conferir esse desenvolvimento e as atitudes da menina. Espero poder ler em breve!
Beijos, F

Lauri Brandão Says:
26 abril, 2017

Oi. :)
Adoro os livros maravilhosamente lindos da Darkside, pois livros de capa dura é só amor.Não curto muito esse gênero, mas esse livro eu fiquei curiosa pra ler.
Adorei a resenha, parabéns.
Blog As Meninas Que Leem Livros.
Bjs.

Crislane Barbosa Says:
26 abril, 2017

Oi, Maria!
Essa edição da DarkSide é muito linda e estou louca para ler esse livro! Fio imaginando como essa história vai acabar.
Não sabia que tinha filme! :O
Ah! Adorei o seu layout!
Beijão!
http://www.lagarota.com.br/
http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

Jessica Alves Says:
27 abril, 2017

Olá!
Nossa, pesado o enredo hein?! Acho interessante o tema, mas não sei se leria por ser tão "psicológico". Eu até gosto do gênero e tal, mas quando é criança envolvida, fico um pouco pertubada. Creio que futuramente eu venha me interessar mais na leitura, então não descarto a indicação. Gostei da resenha, bjs e até mais!!!

http://lovereadmybooks.blogspot.com.br

Ivi Campos Says:
28 abril, 2017

A capa deste livro é bizarra, mas é impossível não achar master caprichosa. Coloquei este livro para ser lido ainda este mês e espero gostar.
MEU AMOR PELOS LIVROS
Beijos

Marijleite Says:
28 abril, 2017

Olá, eu tenho vontade de ler Menina Má, Fico curiosa para saber mais sobre o que a garota foi capaz de fazer e sobre o que a mãe fará quando descobrir quem realmente é a filha. Ótima resenha!

Jéssica Christina Says:
30 abril, 2017

Oie, tudo bom?
Gente, eu amoooo as capas da darkside, as edições são maravilhosas. Na ultima promo da editora, eu comprei esse livro mais pela capa e ainda não pude conferir a obra. Depois de ler sua resenha, fiquei morrendo de vontade, afinal imaginei pela sinopse que se trataria mesmo de um caso de criança psicopata, mas quero conferir com meus próprios olhos!

Carla Says:
30 abril, 2017

Oie!
A edição dessa editora é potima! A cada publicação fico ainda mais encantada com que vejo. Ainda não tive a oportunidade de ler o livro, mas estou bem curiosa para conferir.
Bjks!
Histórias sem Fim

Pintando as Letras Says:
30 abril, 2017

Olá!

Acho essa edição maravilhosa ... mas nunca parei para ler a sinopse ou alguma resenha sobre ela, adorei saber sobre o que fala e confesso que fiquei um pouco assustada mas curiosa ao mesmo tempo , já quero ler!

Beijos!
Jess
www.pintandoasletras.com.br

Cia do Leitor Says:
01 maio, 2017

Olá!
Comprei esse livro e ainda não consegui lê-lo, apesar de ter assistido esse filme quando criança (e não lembrar mais). Todas as resenhas que leio, inclusive a sua, são positivas. Isso não podemos negar. DarkSide sempre acertando em suas apostas.
Abs
nizete

Amanda Colares Says:
01 maio, 2017

Olá!!
Também adoro a temática da psicopatia e é minha área preferida de estudos desde que entrei na faculdade de psicologia. Agora, formada, continuo lendo e me interessando por tudo ligado ao tema.
Também comprei esse livro recentemente na Amazon e estou ansiosa para ler. Porém não sabia da existência de um filme também... Vou procurar!
Obrigada pela dica!
Um beijo

www.asmeninasqueleemlivros.com

No Conforto dos Livros Says:
01 maio, 2017

Olá!! :)

Eu ja conhecia este livro mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura... Tenho bastante curiosidade dem avançar, mas espero pela publicação aqui... :P

Enfim, ainda abem que tem tanta frieza e calculismo, e que o cuidado com a parte física do livro corresponde! :)

Boas leituras!! ;)
no-conforto-dos-livros.webnode.com

Ana Paula Medeiros Says:
01 maio, 2017

Oi! Estou com vontade de ler esse livro desde que lançaram essa edição da Darkside, pois antes eu não era tão fã de terror, então não sabia que ele foi escrito há décadas.
Faz tempo que não leio nada sobre psicopatas e afins, então parece ser uma ótima pedida.

Brooke S. Says:
01 maio, 2017

Oi, essa é uma histpória que me encanta por se tratar de um tema tão importante e diferente... afinal, não é nada normal se deparar com uma menina de 8 anos capaz de tamanhas maldades, e eu consigo entender o porque da mãe não saber como lidar... Infelizmente é algo complexo e difícil, definitivamente é uma que eu quero ler!
Um beijo
www.brookebells.com

Profissão: Leitora Says:
01 maio, 2017

Você adquiriu há pouco tempo e eu comprei no lançamento e ainda ñ li :/ . Se tem um tema que eu adoro é sobre psicopatas. Já li muita coisa, mas ainda tem outros tantos pra serem lidos. Adorei seu ponto de vista sobre a obra, e isso só fez eu me sentir mais em dívida com esse livro.

;D
Nelmaliana Oliveira

Paula Sesterheim Says:
01 maio, 2017

Oii, tudo bem?
Tenho muito interesse em ler a obra, ainda mais por tratar de psicopatia. Não sabia que era contada pelo ponto de vista da mãe, achei interessante.
Obrigada pela dica.
Bjos.

Gabrielly Marques Says:
02 maio, 2017

Oii Val, tudo bem? Eu li esse livro mas não gostei muito, esperava algo mais complexo em se tratando do desenvolvimento da personagem da Rhonda, e também mais tensão no enredo. Foi uma leitura super rápida, mas esperava algo realmente aterrorizante, e para mim não foi nada disso. Amei tua resenha!!
Beijos

Tamires Marins Says:
02 maio, 2017

Olá, Maria

Quando esse livro foi anunciado eu quis muito lê-lo, mas conforme o tempo foi passando essa vontade foi diminuindo, mas ainda existe.
Eu adoro livros do gênero, ainda mais quando crianças são as capirotas, pois acho que as coisas tornam-se muito mais assustadoras.
Fiquei curiosa acerca das decisões de Christine. Lerei o livro quando estiver com as leituras mais organizadas.

Beijos

Our Brave New Blog Says:
02 maio, 2017

A edição está linda mesmo, mas infelizmente, para mim, foi só isso.
Tive sérios problemas com esse livro... Achei bem fraquinho. Hoje em dia não tem mais o impacto que deve ter tido quando foi lançado. Eu pensei que veria muito da Rhoda no livro, mas ela quase não aparece e a narradora é chata demais hahaha. Até vendi meu exemplar :/

Nayara Borges Says:
02 maio, 2017

Olá!
Sabe o que esse livro me lembra? Um caso de uma menina, acho que americana, que falava em uma entrevista, para o repórter, que queria matar os seus pais e falava como queria matar e ferir as pessoas próximas a ela. Tudo saia da boca dela de um jeito frio, um olhar duro, como se tudo aquilo fosse mega normal. Eu gosto de ler histórias assim, porque não são casos literários, realmente existe e é bem chocante, por isso quero muito ler esse livro.
Beijos,
Nay
Traveling Between Pages

Nay Sartor Says:
02 maio, 2017

Oie! Tudo bem?

Eu quero muito realizar a leitura de algum livro dessa editora, mas não sei se começaria por esse livro, tenho uma pequena sensação que meu psicológico não irá se acertar com a história do livro, mas não nego que sinto vontade de realizar a leitura dele em algum momento!

BJss

Renata Cezimbra Says:
03 maio, 2017

Oi Maria Valéria, como está?
Primeiramente e menos importante, tens o nome de uma das filhas da Sissi, XD.
Segundo e o que realmente interessa: acho a proposta desse livro extremamente interessante e inovadora, considerando a época em que foi publicado. Só imagina o choque das pessoas nessa ocasião. Com certeza quero lê-lo!
Abraços e beijos da Lady Trotsky...
http://rillismo.blogspot.com

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...