Fora de Mim, de Martha Medeiros

| 03 abril 2017 | |


Martha Medeiros começa um monólogo descrevendo um acidente de avião como uma metáfora para o fim de um relacionamento. Relacionamento esse que iremos adentrar ao longo de suas pouco mais de cem páginas, no título Fora de Mim...

O leitor é uma espécie de ouvinte da personagem, mulher acima dos 40 anos que se vê abandonada pelo grande amor de sua vida, restando apenas para ela as lembranças desse relacionamento, e a dor de sua falta... Dividido em três importantes momentos do fim, conhecemos a história assim que ela se encerra, o período em que a protagonista se entrega a vivência da dor, e por fim a etapa de aceitação em que ela resolve seguir em frente [ou tenta], inclusive adentrando em outro  relacionamento...

Por vezes, as passagens nos soam familiares e cruéis, mas a escrita de Martha tem um quê de poético. É pelo fim que conhecemos o começo de tudo, e de que como se deu a queda desse amor. A narrativa
nos soa como uma manhã de domingo com chuva, melancólica e apática...

"por ora, não existe futuro, não existe passado, não existe o tempo,  eu olho a chuva pela janela e ela existe lá fora, eu não existo aqui dentro."

A história vai se entremeando com vivências futuras da narradora, e que incluem até uma 'amizade' com o 'pivô' da separação. Parece improvável, mas a autora sabe conduzir tal fio como ninguém... A briga maior é da narradora consigo mesma, com as decisões que precisa tomar, com as decisões que precisa deixar... O desfecho é abrupto, seco... mas não nos impede de ficar reticentes...




8 Comentários:

Michele Lopez Says:
06 abril, 2017

Olá,
Ainda não tive o prazer de ler nada da Martha, mas tenho muita vontade pelo fato de ter visto vários elogios.
Fora de mim é uma leitura ousada e inusitada que pretendo fazer. Toda essa briga da narradora consigo mesma sobre quais decisões tomar me deixou bem intrigada para saber quais caminhos irá seguir.
Adorei saber suas impressões.

LEITURA DESCONTROLADA

Faby Souza Says:
06 abril, 2017

Olá Valeria, tudo bem?
Eu ainda não conhecia esse livro, mas fiquei muito curiosa por essa leitura. Sua resenha intensa parece de um livro mais intenso ainda e o fato da autora colocar o leitor como ouvinte, ou seja, literalmente inclui-lo na leitura deixa o livro ainda mais instigante.
Amei a dica e a resenha.
Parabéns!

Rayanni kellsin Says:
07 abril, 2017

Olá, tudo bem?
Eu ainda não li esse livro, mas tenho na estante, e o adquiri pelo fato de a narrativa ser de uma mulher mais velha e madura.
Chega um hora que cansa ler uma história pela narrativa de jovens de 20 anos.
Adorei o post, um beijo.

Fabrica dos Convites Says:
07 abril, 2017

Oi Maria, é sempre complicado o fim de um relacionamento, ainda mais quando temos algum pivô no meio da história. Não sei se conseguiria vim a ser amiga desta suposta pivô, em todo o caso, o livro me parece interessante, principalmente para conhecer as fases que ela passa e como passa por elas.
Bjs

Yara Guez Says:
07 abril, 2017

Oiee ! Mulher nunca li nada da Martha, mas tá nas minhas metas de leituras futuras. Gostei desse, vou inserir na wishlist.

Gleyse Vieira Says:
08 abril, 2017

Oi Val, nossa, essa leitura não me agradou. Não parece um livro agradável de ler, além de não fazer meu estilo. Sei que a escrita da autora tem essa coisas mais trágica, mais real, mas não curti essa história em si. Bjs

Lilian Farias Says:
08 abril, 2017

Eu amo esse livro, li três vezes, e a forma como a autora conduz tudo é tão perfeito. e a forma como ela conversa com o leitor, parece que fazemos parte da história, me rememorando João Ubaldo.

Literaleitura Says:
11 abril, 2017

Oi Maria, nunca li nada da marta, mas pelo que você comentou parece ser uma leitura ótima...adoro enredos dramáticos.

Abraços

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

╬† Autores ╬†

agatha christie Alan Dean Foster Alan Moore Álvares de Azevedo Ana Cristina César Anaïs Nin Anna Akhmatova Anne Rice Anne Sexton Antônio Xerxenesky Arthur Rimbaud Bob Dylan Bram Stoker Cacaso Caio f. Abreu Cecília Meireles Charles Baudelaire charles bukowski Charles Dickens chuck palahniuk Clarice Lispector clive barker Cruz e Sousa dalton trevisan David Seltzer Dik Browne Don Winslow edgar allan poe Eduardo Galeano Emily Brontë Ernest Hemingway Eurípedes F. Scott Fitzgerald Ferreira Gullar Florbela Espanca Franz Kafka Garth Ennis George R. R. Martin Gilberto Freyre Guido Crepax H. G. Wells H. P. Lovecraft Haruki Murakami Henry James Herman Hesse Herman Melville Hilda Hilst honoré de balzac Horacio Quiroga Hunter S. Thompson Ignácio de Loyola Brandão isaac asimov Ivan Turgueniev J. R. R. Tolkien Jack Kerouac Jack London Jay Anson João Ubaldo Ribeiro Joe Sacco Jon Krakauer Jorge Luis Borges José Mauro de Vasconcelos Julio Verne Konstantinos Kaváfis L. Frank Baum Laura Esquivel Leon Tolstói Lord Byron Luciana Hidalgo Luiz Ruffato Lygia Fagundes Telles manoel de barros Marcelo Rubens Paiva Mario Benedetti Mark Twain Marquês de Sade Martha Medeiros Mary Shelley Michel Laub Miguel de Cervantes Milo Manara Moacyr Scliar Neil Gaiman Nelson Rodrigues Nicolai Gógol Oscar Wilde Pablo Neruda Patti Smith Paulo Leminski Pedro Juán Gutierrez Rachel de Queiroz Rainer Maria Rilke Ray Bradbury Robert Bloch Robert Kirkman robert louis stevenson Roberto Beltrão Rubem Alves Sándor Márai Sófocles Stephen King Stieg Larsson Susan E. Hinton Sylvia Plath Torquato Neto Victor Hugo Virginia Woolf William S. Burroughs Ziraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...