Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...





"Deixai toda esperança, ó vós que entrais!" Inferno. A divina Comédia [Dante Alighieri]

Páginas

20

Crítica e Tradução, um dos legados importantes deixados por Ana Cristina Cesar...

Ana Cristina César, homenageada ano passado na Feira de Paraty, marcou toda uma geração na poesia brasileira. Era formada em Letras (Português-Literatura) pela PUC do Rio de Janeiro. Desde criança teve contato com as letras, recitando poesias para a mãe, antes mesmo de saber ler ou escrever...

Além da poesia, Ana contribuiu para a literatura através de ensaios, traduções e artigos acadêmicos na área. Seu material foi reunido na obra Crítica e Tradução, publicada ano passado pela Editora Companhia das Letras... 

Com mais de 500 páginas, a obra divide-se em Escritos no Rio, escritos de seu período morando na Inglaterra, cartas e algumas poesias traduzidas por ela... Ana escreveu sobre o cinema brasileiro, o movimento musical político-social dos anos 1960 no Brasil, discorreu sobre o processo de tradução de autores/poetas consagrados e que fazem parte do cânone da literatura mundial. 

"Em Literatura não é documento, resultado do curso de mestrado em Comunicação na UFRJ, concluído em 1979, Ana analisa filmes documentários produzidos no Brasil sobre escritores.Vai desde os projetos político-culturais patrocinados pelo governo do Estado Novo, passando pelos anos de militância da esquerda na década de 1960, até chegar ao governo Geisel. A proposta é encontrar padrões que se repetem e estabelecem, nas palavras dela, uma "determinada visão de literatura."."

A edição ainda conta em seu fim com uma cronologia sobre a vida de Ana C., abreviada tristemente por ela mesma no ano de 1983...

Katherine Mansfield foi inspiração na obra de Ana C., e ela chegou a traduzir seu poema Bliss. Crítica e Tradução trata-se de uma leitura densa, que sorvi aos poucos ao longo de algumas semanas, a fim de compreender a escrita de Ana. Muito de sua obra pessoal é fruto de um espelhamento nas obras que estudou e analisou por anos...

Fez críticas sobre a literatura feminina, trouxe um estudo minucioso do processo de tradução, que vai desde a utilização de palavras para compor os versos respeitando as entonações e musicalidade dos textos à pesquisas realizadas durante seu mestrado na UFRJ. Há também alguns trabalhos póstumos inseridos no livro, como ensaios que foram publicados pela imprensa ente a década de 1970 e 1980. 

A tradução do conto Bliss, de Mansfield, lhe rendeu o título de Master of Arts, na Universidade de Essex, na Inglaterra. Sylvia Plath, Emily Dickinson e Walt Whitman são citados e referenciados ao longo do livro, além de outros autores não menos importantes...

Crítica e Tradução é mais voltado para o público admirador de Cinema, literatura e tradução no Brasil, mas também pode ser apreciado pelo leitor que deseja conhecer mais da figura poética de Ana Cristina Cesar...

20 Comentários:

Meu cantinho literário

Olá!
Adorei a dica, pois amo poesia e acho que nunca tinha visto nada dessa autora que você citou. Achei bastante interessante conhecê-la e vou procurar este livro para ler
Adorei!
Beijo
Cássia Pires..

Angélica Lima

Oi, tudo bem?
Pra falar a verdade nem sabia que era Ana Cristina, gostei de saber um pouco sobre ela mas não leria o livro não.
Bjs

Marcia Lopes

Olá! Eu gosto tanto de poesias, mas vc acredita que não conhecia Ana Cristina? Vou procurar algo dela pra ler! Valeu!
Bjs

Carla A.

Oi, Maria Valéria!
Uma autora com uma obra super rica e eu sequer tinha ouvido falar a respeito. Não sei se leria o livro, mas gostei de saber sobre a Ana Cristina através da sua resenha.

Beijos, Entre Aspas

Cia do Leitor

Ola!
Amore, dessa vez eu deixo passar. Não curto muito o gênero. Mas, pelo que entendi a autora é muito aclamada por suas poesias e essa obra parece ser muito incrível, pelo ao menos foi essa impressão que você me passou numa resenha tão empolgante e bem escrita.
Parabéns
Abs
Ni
Cia doLeitor

Wesley Italo

Percebe-se claramente o quanto esse legado foi importante para nossa literatura. Não a conhecia, e provavelmente irei estudar sobre ela na universidade já que curso Letras Português, e achei essa obra incrível apesar de não ser algo que eu costume ler. Beijos do Wes ^^

Cidália Maria Milani

Uma homenagem merecida, certamente! É uma lástima que eu ainda não tenha lido nenhuma poesia dessa autora. Através do seu texto pude conhecê-la um pouco, obrigada!
Beijo,
Cidália.

Bruna Verastegui

Adoro Ana Cristina César, tanto como leitora, quanto estudante de Letras também ♥ Gostei muito desse livro, como você disse, é uma boa oportunidade para conhecer mais da autora!
Beijos
http://encontrosliterarioslivros.blogspot.com.br/

Lilian Farias

Val, pra mim, a ideia desse livro é uma obra-prima, eu achei sensacional, apesar de considerar que não seja uma leitura rápida, você sabe como sou apreciadora da autora, essa, certamente, é uma obra que necessito em minha estante. Ana era marginal até do marginal de sua época, ela não seguia nem os padrões da época dentro do conceito de marginal, isso é fabulosa.

Bruno Marukesu

Oi, Ana ^^
Desconhecia a existência da Ana e é sempre bom conhecer os tradutores que batalham para trazer um material bom vindo de fora. Vejo muito como ainda um trabalho escondido, que você só encontra o tradutor se dar uma bela pesquisa nas redes sociais.
Acredito que precisamos ter umas discussões a cerca desse tema e trazer os tradutores para a mídia, fazê-los ser tão reconhecidos como são os escritores pois sem eles não conseguiríamos ler os best-sellers de fora.
Fico feliz em ver que a Companhia das Letras teve o cuidado em trazer essa biografia da poetiza/tradutora para o mundo.
Parabéns pelo post e obrigado por me apresentar a Ana Cristina Cesar, Maria. ^^
Bjs

Lu - @justificou

Oi, tudo bem?
Não me canso de adorar o layout deste blog, que lindo! Bom, achei bem válida a sua iniciativa, acredita que eu não conhecia ela? Então desde já parabéns pela postagem! Gosto de poesias e tenho certeza que seria um livro que eu leria! Achei as cores da capa muito legais! Bom, irei deixar essa dica anotada!

Beijos,
Lu - @justificou

Thaísa Tavares

Oie tudo bem? Poxa vida, adorei a proposta do livro e fiquei com muita curiosidade pra ler. Espero que consiga realizar a leitura em breve!

Rayanni kellsin

Olá, tudo bem?
Não conhecia a autora, mas sua obra parece uma ótima dica de leitura e com um rico conteúdo.
Já anotei aqui, um beijo.

Fabrica dos Convites

Eu lembro da homenagem feita em Paraty pela autora, mas confesso que não li nada de sua autoria ainda. Legal que a editora reuniu a obra dela nesta edição, uma boa oportunidade de conhecer o seu trabalho.
Bjs

Garotos Perdidos

Oi Maria,
Não conhecia o trabalho da autora. Infelizmente, o livro não faz muito meu estilo. Compreendo a importância do livro, e acredito que deve ser lido por todos que curtem poesia e estudantes de letras, jornalismo e cinema.
Beijos, André
Garotos Perdidos

Catharina M.

Oie
ainda não conheci o trabalho da autora mas já ouvi falar muito bem e rola uma curiosidade, quem sabe eu não arrisque, não é um gênero que eu esteja adaptada mas parece que vale a pena arriscar

beijos
http://realityofbooks.blogspot.com.br/

Paac Rodrigues

Essa obra parece mega boa, mas tem cara de que é uma obra difícil de ler, gostei de conhecer a autora, pois nao conhecia, e meso achando o livro curioso nao leria =/

carool santos.

Olá, tudo bem? Nossa sempre tive curiosidade sobre ler o processo de tradução e gostei de saber que aqui temos isso. Fora a questão da crítica feminina. Fiquei bem curiosa!
Dica anotada :D
Beijos,
http://diariasleituras.blogspot.com.br

Liziane Goulart

Oi!
Eu não conhecia essa autora e imagino que seja porque não sou muito ligada em poesia, foi muito bom conhecer um pouco dela aqui e confesso que fiquei curiosa com relação ao livro lançado pela Companhia das Letras.
Beijão!

Amanda Marques

Oi Maria, tudo bem?

Não conhecia a obra nem a Autora, por ser um gênero que não tenho um hábito literário. Gostei muito de ler seu posicionamento a respeito da obra.

Vou anotar a dica para uma eventual oportunidade! Abraços (:

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...