"Deixai toda esperança, ó vós que entrais!" Inferno. A divina Comédia [Dante Alighieri]

Páginas

13

[Projeto de leitura] - Livros de Sangue 1 - Clive Barker

E trago para vocês a primeira resenha do Projeto Livros de Sangue em seis meses, que consiste em devorar os contos de Clive Barker daqui até junho/2017, trazendo algumas referências de sua obra no cinema, entre outros veículos da cultura pop... Livros de Sangue 1 é formado de seis histórias onde o sobrenatural se entrelaça com o cotidiano de lugares conhecidos com ar de decadência, numa escrita elaborada de horror e violência, narradas com maestria, transformando o macabro em arte. 


Numa casa assombrada, palco de horrores há tempos atrás, uma professora do paranormal e seu assistente investigam fenômenos que na verdade foram criados pelo médium que os acompanha. Mas sem saber, a doutora acaba abrindo uma brecha para o outro lado, e aquele charlatão descobre da maneira mais dolorosa verdades ocultas naquelas paredes - intersecções para a comunicação dos mortos - tendo seu corpo servido como O livro - de sangue - para os testemunhos e tormentos das almas que ali transitam...


"Aquela fresta que ela havia aberto; sem saber, ela aos poucos, lentamente conseguira abrir. Seu desejo pelo garoto tinha feito aquilo,seu pensamento constante, sua frustração, seu desejo e o desgosto com esse desejo haviam aumentado a fresta."

Há uma adaptação mais ou menos recente do conto que abre o primeiro volume do Livros de Sangue e vocês podem conferir a película completa abaixo...

Livro de Sangue

"Nos seus poucos meses em Nova York, Kaufman já tinha visto suas ruas inundadas de sangue.
Na verdade, não eram tanto as ruas, mas os túneis abaixo delas."

Em O trem de carne da meia noite, uma viagem de trem esconde segredos que habitam os subterrâneos da cidade de Nova York. Crimes misteriosos são cometidos por um assassino até então desconhecido, e que está deixando a polícia e população em polvorosa...Mas ele simplesmente não deixa rastros de sua identidade - diferentemente de seus crimes... Kaufman vai em busca de respostas e o que encontra pode ser denominado O horror...

"Kaufman ouviu os passos do Açougueiro na direção da porta. Agachou-se, uma bola de pânico, contra a parede entre os dois carros, percebendo de repente que seus intestinos estavam cheios."
Há também um filme chamado O último trem, baseado no conto de Barker. Infelizmente não consegui um link para postar por aqui. Apesar de distinto do conto em muitos aspectos, a adaptação até que cumpre seu papel, com ápices de suspense na dosagem certa para agradar os fãs de filmes de terror... 


Paciência é seu maior 'atributo'. Jack é tentado por um demônio - Yattering - que mesmo com suas investidas para tirar do sério o morador daquela casa, incluindo aqui cenas aterradoras com os gatos do protagonista - o demônio está quase a entregar seu 'posto'. Mas sabe que isso pode custar-lhe mais que uma reclamação nos níveis inferiores... Então ele aproveita uma noite de natal para abusar de sua ousadia... O conto nos revela um tremendo duelo para saber qual deles vai sucumbir à ira primeiro: o demônio ou o seu alvo... 


O Yattering e Jack tem momentos bastante cruéis e contados de maneira sutil e despretensiosa. Fiquei horrorizada com algumas descrições e fiz um comparativo de quantos 'Yattering' não existem por aí - de carne e osso... Há uma adaptação roteirizada pelo próprio Barker para a série americana intitulada Tales from the Darkside, em 1986... [episódio 76 - Temporada 4].


" - Bem, isso tem de servir por enquanto - disse Jack com descuidada finalidade. - O Natal começa agora. Não queremos estragá-lo falando de duendes, queremos?
Os três riram.
Duendes. Era um pouco demais. Chamar aquela cria do inferno de duende."

Blues do sangue de porco certamente foi o conto mais bizarro de Livros de Sangue. Um professor se vê envolvido numa espécie de culto aos mortos, envolvendo porcos... Uma vítima é dada em sacrifício... Naquele estranho lugar, é possível confiar em alguém ou todos estão loucos? Como sair dali vivo e ao mesmo tempo entender o que se passa?

"Redman sentiu que alguma coisa passava por seu cabelo. Uma chuva de vermes caiu no seu rosto e erguendo os olhos viu Henessey, ou o que restava dele,ainda dependurado na viga do chiqueiro. O rosto era uma massa negra e amorfa. O corpo estava devorado até a altura dos quadris,e as entranhas pendiam da carcaça fedida, balançando em movimentos sinuosos de vermes na frente do rosto de Redman.
Se não fosse pela fumaça espessa, o cheiro do corpo seria insuportável."
Um espetáculo de teatro. Uma peça a ser representada. Um personagem misterioso aborda o diretor, enigmático, falando sobre o futuro do teatro, que se aproxima de maneira apoteótica... Sexo, morte e luz das estrelas nos evoca a filmes de fantasmas e zumbis ao estilo George Romero da década de 1980. Impossível não ler e visualizar os detalhes de cada cena, os diálogos soturnos e bem construídos que compõem este conto inteligente e audaz. Lichfield almeja dar seu próprio espetáculo. Tece os fios de acordo com o que está fadado a acontecer...

Os demais personagens do conto aos poucos se veem enredados aos acontecimentos, e nada parece fora do comum, e tudo está caminhando para o ápice da peça Noite de Reis, há décadas já encenada naquele mesmo palco do Elysium...

"O Elysium está ficando velho. Nós todos estamos ficando velhos. Nós estamos rangendo. Sentimos a idade nas juntas; nosso instinto é deitar e desaparecer." 
O palco é cenário para a morte dar "vida" à peça...

Fechando o livro temos Nas Colinas, as cidades. Um casal de férias pela Iugoslávia presencia uma batalha de gigantes, formados por duas cidades - os membros delas, amontoados - numa espécie de engenharia de carne dando vida a seres gigantescos, que se digladiam em disputas de dez em dez anos no alto das colinas que circundam aquela terra inóspita. A sanidade dos personagens Mick e Judd parece ruir com o mar de sangue e corpos que presenciam.... Apesar da quantidade de sangue derramado neste conto, seu desfecho beira o poético...


"A poucos metros de onde estavam, a trilha havia escurecido misteriosamente, e uma torrente se movia devagar para o carro, um rio de sangue espesso e profundo. A razão de Judd contorceu-se e deu voltas para interpretar de qualquer outro modo o que via, para fugir à inevitável conclusão. Mas não podia ser explicado de outro modo. Era sangue mesmo, numa abundância insuportável, sangue sem fim...
E agora, na brisa,havia o odor de carcaças recém-abertas,os cheiros das profundezas do corpo humano,meio doces, meio picantes."





3 dos contos que compõem o primeiro livro da série fazem parte de uma série de quadrinhos chamada Tapping the Vein [The midnight meat train, Pig Blood Blues e In the Hill, the cities] Posteriormente, The Yattering and Jack também ganhou sua versão em quadrinhos...

Blues do sangue de porco

Clive Barker possui uma escrita maravilhosa, nos presenteando com contos aterradores, apavorantes e que nos tornam parte do cenário, devido ao fato de colocar personagens comuns em que o leitor poderia até se identificar com alguns deles. Possuidor de uma linguagem viva, erótica e angustiante, Barker é um gênio no que faz. Certamente é um dos grandes nomes da literatura de horror da atualidade... 

Então é isso, se gostou, continue acompanhando as redes sociais do blog pois as seguintes leituras sairão ao longo dos meses até junho... Caso queira participar da discussão, não esqueça de usar a #LivrosDeSangueEmSeisMeses
Em fevereiro trarei as impressões dos contos Pavor / A corrida do Inferno / O testamento de Jacqueline Ess / As peles dos pais / Novos assassinatos na Rua Morgue.

Livros de Sangue na Estante Virtual;
Posts relacionados a Clive Barker aqui no Torpor - Lançamento DarkSide  |  Hellraiser | Projeto de leitura Livros de Sangue em seis meses





13 Comentários:

Carolina Fernandes

Muito legal que você esteja participando de um projeto literário.
Este não é o tipo de leitura que eu curto (sou muito medrosa) então por hoje passo a dica. =)

Vícios e Literatura

Fabrica dos Convites

Oi Maria, não demorou nada para você vim com a resenha. Lembro quando você fez a postagem sobre este projeto. Este detalhe de fazer o leitor se identificar com o personagem deixa a leitura mais intensa e por conta disso, um pouco mais aterrorizante. Acredito que muitos devem correr do livro por conta disso :)
EU no entanto não tenho problemas com isso. Dica anotada.
Bjs

Beatriz Andrade

Que projeto interessante! Eu não gosto muito desse gênero mas algumas obras me atraem. Embora eu ache que ficaria apavorada durante a leitura, eu até que fiquei interessada.

isa louca por livros

Que projeot legal Maria!! infelizmente esse não é meu gênero sabe? sou aquelas meninas clichê que adora romance, comédia, e comédia romântica kkkkkk ridiculo, eu sei. parabéns pelas dicas!! esse tipo de gênero não é muito divulgado! é legal porque quem gosta tem mais opções boas de leitura!
beijos, isa

Maria Valéria

não é ridículo, cada um com seu gosto,né?^^

Cidália Maria Milani

Muito legal esse projeto de leitura!
Até gosto de terror, mas não tão aterrorizante, com rituais macrabros e etc. Nos filmes fecho os olhos em determinadas cenas, rsrsrsrs.

Bjos!

Thaís

Oie
Pra quem gosta do gênero, esse projeto é bem bacana.
Eu leio bem pouco esse tipo de leitura, pois não me agradam tanto. Fiquei um pouco agoniada com alguns detalhes que escreveu... kkkkk talvez seja por isso que não procuro tanto esses livros... kkkk
Bjo

Pensamento Literario

OI!!


Meu comentário anterior não foi. Enfim, diferente de você não sei se conseguiria participar desse projeto literário, pq não tenho estômago para ler continuamente alguns gêneros, preciso de uma pausa. Entretanto alguns desses me interessaram e irei ler e resenhar. Beijos!!

Amanda Mello

Não conhecia o autor, mas que criatividade para histórias hem? Gostei!
Alias um dos contos dele que virá no próximo post eu já escutei falar, to falando sobre Novos Assassinatos na Rua Morgue!

Boas leituras!

Angélica Lima

Oi, tudo bem?
Nossa, eu admiro muito você por conseguir participar de todos esses projetos! parabéns!
Quanto ao livro, eu achei bem interessante. Não conhecia o autor.
Bjs

Nina Spim

Oi, tudo bem?

Acho legal vir aqui e sempre descobrir novos projetos literários dos quais você faz parte ^^ Eu gostaria de participar de mais, mas prefiro diversificar entre escrita, fotografia e literatura.
Não gosto nem um pouco do gênero, então, não conhecia o autor. Não sinto vontade de ler, mas espero que goste dos outros livros que vai ler. Eu gosto de contos, acho que contribui para mim (talvez, fosse mais suportável ler o gênero com histórias curtas).
Boa sorte do projeto :)

Love, Nina.
http://ninaeuma.blogspot.com/

Grazi Souza

Ãlguns dos contos me pareceram mais macabros do que tô pronta para aguentar agora xD Vou me preparar psicologicamente e pegar os que me parecerem mais leves hahah O projeto parece legal, mas é muito compromisso!

Literaleitura


Olá, adorei a postagem...ótimo texto repleto de informações e imagens de arrepiar.

Adorei o projeto.

Abraços

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...