#MLV2017 - Os relógios, de Agatha Christie

| 17 janeiro 2017 | |


Concluí mais um título escolhido para minha TBR da Maratona Literária de Verão 2017... A obra da vez é intitulada Os relógios, um dos romances policiais da grande autora Agatha Christie. Na casa de uma deficiente visual, um cadáver é encontrado por uma garota, que tinha ido a esse endereço chamada supostamente pela moradora para um trabalho de estenografia. Ao sair na rua pedindo ajuda, esbarra em Colin Lamb, agente do Serviço Secreto Inglês que estava nas redondezas por outro motivo, e que logo se vê investigando esse  assassinato...

Vizinhos e prováveis testemunhas são ouvidas, sem muito sucesso... Logo as coisas pioram quando mais um cadáver se junta ao primeiro. Colin se vê enredado numa espécie de beco sem saída, e é nessa hora que ele resolve contar com a ajuda de Hercule Poirot, já conhecido e famoso protagonista da narrativa de Christie... 

Apesar dos fatos se mostrarem sem nexo, logo Poirot vai amarrando os pontos a fim de se  descobrir quem está por trás destes crimes, bem como descobrir a identidade do homem encontrado morto. Tudo isso praticamente sem esforço algum por parte do detetive belga. O que pode parecer intricado para os investigadores e para o leitor, logo se debruça de  maneira óbvia no desfecho, nos deixando com as questões do tipo 'como não havia visto tal pista ali antes?'

Certamente Os relógios possui uma narrativa ágil que conduz o leitor a chegar  ao final sem querer abandonar o livro antes disso. Não chega a ser uma descoberta surpreendente, mas sem sombra de dúvidas tem coerência para se chegar a tal 'resultado'. Recomendo aos fãs da escritora e até para aqueles não familiarizados e que possuem curiosidade de iniciar em seu universo de crimes bem estruturados... 

Os relógios foi escolhido de acordo com o desafio de escolher uma obra que foi indicada por um dos canais organizadores da #MLV2017. Achei o título na estante do Skoob de Gabriel Maremoto e como possuía o exemplar no acervo, uni o útil ao agradável... Espero que tenham curtido a resenha, e me falem nos comentários se almejam fazer tal leitura. Vamos trocar figurinhas ;)
Beijos e até o próximo post...


10 Comentários:

Livros em Retalhos Says:
21 janeiro, 2017

Olá adoro os livros da Agatha, mas ainda não li este, adorei a resenha vou anotar o nome para procurar o livro, valeu a dica...Bjs

Fabrica dos Convites Says:
21 janeiro, 2017

Só mesmo Poirot para ir amarrando fatos sem sentido e ainda conseguir ver lógica neles. Este livro da Agatha eu não li ainda. Aliás, acho que vou reativar o projeto que eu fazia dela.
Bjs

Viviana Mendonça Silva Says:
22 janeiro, 2017

Eu vou dizer uma coisa, me sinto envergonhada o que vou escrever, mas já tive uma boa parte da coleção de Agatha Christie, hoje tenho uns dois livros dela, só que ainda não li, quero muito, mas sempre acabo atropelando e deixando pra depois. Mas toda vez que vejo resenha ou algo que lembre os livros, eu fico perdidona, por que digo pra mim mesma, não na proxima eu pego pra ler...e nada.
Sempre curto as resenhas de qualquer livro da Autora.

Beijos

Viviana

Michele Lopez Says:
22 janeiro, 2017

Olá,
Fiquei sabendo dessa maratona e achei bem interessante, porém não pude me comprometer para participar porque já tinha outros projetos em mente.
Adorei conhecer suas impressões e fiquei bem intrigada para saber como esse corpo foi parar na casa da deficiente visual e como o detetive conseguiu desvendar o caso!
Ainda não li nada da Agatha e a cada dia estou aumentando minhas indicações da autora.

http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

Rayanni kellsin Says:
23 janeiro, 2017

Olá, tudo bem?
Adoro esse livro, foi um dos primeiros que li da autora e com certeza me apaixonei a partir dele.
Bela resenha!
Um beijo.

Amanda Mello Says:
23 janeiro, 2017

Adoro as histórias da Agatha e não conhecia essa obra ainda, mas é claro que já entrou para a minha lista de desejados. Impossível não gostar de um livro que tem Hercule Poirot.

Beijos e até logo! ;)

Raquel Cavasini Says:
23 janeiro, 2017

Oi maria, eu sou completamente apaixonada pelas obras da Agatha...principalmente quando Poirot está envolvido, kkkkk

Esse eu ainda não li e já fiquei interessada.

Abraços

Angélica Lima Says:
25 janeiro, 2017

Oi, tudo bem?
Ganhei este e-book numa ação do Amazon (compre um e ganhe outro) e agora sua resenha me animou para iniciar esta leitura!! Só li um livro da autora e gostei muito do Poirot!
Bjs

Andréa Fundo Falso Says:
26 janeiro, 2017

Olá Valeria!

Eu li só dois livros da autora até hoje! Minha irmã leu muitos e sempre me recomendava títulos, porém esse eu desconhecia!
Gostei da aparente "simplicidade" da obra, vou lembrar o titulo quando finalmente começar a ler suas obras!

Bjus

Roberta Gouvêa Says:
27 janeiro, 2017

Oi, Val. Td bem?
Eu flopei totalmente nessa maratona. Até li bastante, mas nenhum dos livros que tinha colocado na TBR haha Faz tempo que não leio Agatha Christie, lembro que quando eu era adolescente eu devorava os livros dela. Que saudades! Gostei da dica, pois ainda não conhecia Os Relógios.
Beijos <3

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

╬† Autores ╬†

agatha christie Alan Dean Foster Alan Moore Álvares de Azevedo Ana Cristina César Anaïs Nin Anna Akhmatova Anne Rice Anne Sexton Antônio Xerxenesky Arthur Rimbaud Bob Dylan Bram Stoker Cacaso Caio f. Abreu Cecília Meireles Charles Baudelaire charles bukowski Charles Dickens chuck palahniuk Clarice Lispector clive barker Cruz e Sousa dalton trevisan David Seltzer Dik Browne Don Winslow edgar allan poe Eduardo Galeano Emily Brontë Ernest Hemingway Eurípedes F. Scott Fitzgerald Ferreira Gullar Florbela Espanca Franz Kafka Garth Ennis George R. R. Martin Gilberto Freyre Guido Crepax H. G. Wells H. P. Lovecraft Haruki Murakami Henry James Herman Hesse Herman Melville Hilda Hilst honoré de balzac Horacio Quiroga Hunter S. Thompson Ignácio de Loyola Brandão isaac asimov Ivan Turgueniev J. R. R. Tolkien Jack Kerouac Jack London Jay Anson João Ubaldo Ribeiro Joe Sacco Jon Krakauer Jorge Luis Borges José Mauro de Vasconcelos Julio Verne Konstantinos Kaváfis L. Frank Baum Laura Esquivel Leon Tolstói Lord Byron Luciana Hidalgo Luiz Ruffato Lygia Fagundes Telles manoel de barros Marcelo Rubens Paiva Mario Benedetti Mark Twain Marquês de Sade Martha Medeiros Mary Shelley Michel Laub Miguel de Cervantes Milo Manara Moacyr Scliar Neil Gaiman Nelson Rodrigues Nicolai Gógol Oscar Wilde Pablo Neruda Patti Smith Paulo Leminski Pedro Juán Gutierrez Rachel de Queiroz Rainer Maria Rilke Ray Bradbury Robert Bloch Robert Kirkman robert louis stevenson Roberto Beltrão Rubem Alves Sándor Márai Sófocles Stephen King Stieg Larsson Susan E. Hinton Sylvia Plath Torquato Neto Victor Hugo Virginia Woolf William S. Burroughs Ziraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...