Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...





"Deixai toda esperança, ó vós que entrais!" Inferno. A divina Comédia [Dante Alighieri]

Páginas

9

O amor, as mulheres e a vida - Antologia de Poemas de Amor...

A antologia O amor, as mulheres e a vida é uma compilação de poemas escritos pelo poeta uruguaio Mario Benedetti. Em sua maioria, são versos que apresentam a figura da mulher que possui força,  que usa do amor como uma espécie de antídoto para suportar as agruras da morte.

Benedetti é um dos nomes mais conhecidos da literatura espanhola. A inspiração para o título veio a partir de uma obra de Arthur Schopenhauer, mas Benedetti faz a assimilação da mulher com a figura da vida,  e não da morte, como havia escrito Schopenhauer... Expõe o amor como elemento que representa várias situações na vida, desde a sua brevidade ou longitude à construção ou espontaneidade com a qual se desvela.

"Varão urgente
fêmea repentina

não percam tempo
queiram-se

deixem tudo no beijo
apalpem a carne nova
gastem o coito único
destruam-se

sabendo

que o tempo passará
que está passando

que já passou
para os dois
urgente velho
anciã repentina."



Há certo caráter sexual em alguns trechos, metamorfoses que revelam tal sentimento sem cair no pieguismo, mostra também o amor por ideias revolucionárias, por amigos e pela liberdade. A escrita do poeta se conecta com o leitor, por interpretar tão bem os sentimentos humanos. Benedetti dá voz aos pensamentos que não se articulam verbalmente. E com maestria ao usar tais palavras...

Em suma, foi uma bela descoberta literária, e logo pretendo ir além em sua obra... Recomendo a todos que precisam de  palavras encantadoras, que sentem urgir dentro de si mesmas algo que não conseguem aplicar na verbalidade, mas que ganham vida nas palavras do autor... 



9 Comentários:

Marcio Silva

Que poema bonito! Não sou muito de ler esse tipo de escrita, mas até que gostei do que escreveu... Não conhecia essa obra e espero um dia poder desfrutar dela.

Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

Faby Souza

Ola Valeria, tudo bem?
Nossa que fofo. Não conhecia essa obra, mas amei o poema que você nos apresentou. Suas impressões deixaram claro que esse é um livro que desperta emoções. Exatamente o tipo que eu gosto. Obrigada pela dica. beijos. Feliz ano novo!

Livrai-nos

Não conhecia o autor e adorei o fato de você ter nos apresentado. O trecho trazido por você é muito bonito e me deixou curioso para ler outros, estou aprendendo a gostar de poesia aos poucos e está sendo uma boa experiência.
Beijo.

Débora Costa

Eu não sou leitora de poemas, infelizmente. Já tentei me aventurar em livros assim, mas não é uma leitura que realmente me prende. Ainda assim, é um bom livro para indicar para quem gosta.

http://laoliphant.com.br/

Joyce Souza

Eu adoro poemas de amor, mas ainda não conhecia esse autor. Bacana você o ter trazido para o blog. Só senti falta de mais detalhes sobre a obra, como a quantidade de páginas, o que achou da diagramação, sua nota para o livro e etc, mas tirando isso, a resenha está muito bem escrita!

Beijo,
http://subscrevendome.blogspot.com

Maria Valéria

raramente faço resenhas mais 'técnicas'. ainda mais com livros de poesia...

Sandra Mendes

Hey, Maria!

Feliz ano novo! :D

Que bonito esse poema.
Já houve uma fase da minha vida em que eu lia muuuuuitos poemas, mas depois passou e acabou que, hoje em dia, é muito raro eu ler algum. Já não gosto mais tanto quanto gostava antes.

Beijos!

Licavargas

Sabe quando você começa a ler uma resenha e pensa "ok, não é meu tipo de livro então provavelmente irei passar a leitura?" era o que eu estava pensando no começo da sua postagem.
Mas aí fui lendo e a forma como você fala do livro me deixou muito curiosa e querendo muito ler e conhecer a obra do autor. Com certeza está na lista!!!!
Beijinhos,
Lica
Amores e Livros

Catharina M.

Oie
não é bem o tipo de livro que leria mas com certeza fiquei curiosa, alias, quero muito testar coisas novas nesse ano e já sei por onde começar, belos elogios

beijos
http://realityofbooks.blogspot.com.br/

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...