12 Meses de Poe: Berenice

| 30 novembro 2016 | |
"Ou a lembrança da felicidade passada é a angústia de hoje, ou as amarguras que existem agora têm sua origem nas alegrias que podiam ter existido."

 

Berenice foi escrito em 1835 por Edgar Allan Poe e faz parte do Projeto 12 meses de Poe, que consiste em ler um conto do autor por mês, ao longo de um ano... 

O conto é narrado pelo personagem Egeu, que de início nos relata como era sua personalidade e de como viveu boa parte de sua vida no solar da família. A partir disso ele fala da prima e de quão diferentes eles eram... Passava o tempo confinado na biblioteca enquanto a garota vivia ao ar livre, contemplando o campo... Egeu é um homem de frágil constituição, ao contrário de sua prima Berenice, desde cedo dotada de extrema saúde e beleza. 

Ambos estavam prestes a se casar quando a moça descobre-se acometida de uma doença, e logo ela enfraquece a olhos vistos... A única parte saudável de Berenice são seus dentes, que despertam estranha adoração em Egeu... O próprio parece isolar-se do mundo, caindo em períodos de 'desligamento'  do que ocorre ao seu redor... E eis que muito em breve a notícia da morte de Berenice lhe chega aos ouvidos... 

A partir daí nos perdemos na linearidade da trama, que envolve o leitor num horror psicológico presente nos devaneios de Egeu, e que conduzem o personagem a atos violadores, beirando o profano... Edgar Allan Poe prende o leitor de maneira intensa nesse conto, que possui uma aura horrorífica e ruma para um desfecho aterrador e surpreendente... Sem sombra de dúvidas, um dos mais icônicos de seus escritos...


14 Comentários:

Morgana Brunner Says:
05 dezembro, 2016

Que conto maravilhoso menina, eu estou bastante animada para ler esse autor, ainda não tive oportunidade, parabéns pela resenha.
Abraços

Faby Souza Says:
05 dezembro, 2016

Olá Valeria, tudo bem?
Li esse e outros contos de Poe na universidade e amei a leitura. Na hora me fiquei toda arrepiada, mas depois consegui absolver o conto kkkk. Amo suas postagens parabéns! Beijos

Bhárbara Andrade Says:
05 dezembro, 2016

Oie!
Acho Poe sempre incrível. Já tive a oportunidade de ler alguns contos dele mas nunca li este que você fez a resenha. Achei muito legal e já vou procurar aqui!
Beijinhos

Mariana Oliveira Says:
06 dezembro, 2016

Parece ser muito tenso. Eu li poucos contos do Ed, mas já sei o que ele causa nas pessoas, haha. Quero ler este conto, mas vou ter que esperar um pouco. Meu coração não suporta essas coisas no momento (drama), haha. Mas é verdade T_T

Thaísa Tavares Says:
06 dezembro, 2016

Oie tudo bem? Ainda não conheço essa obra e tampouco já tinha ouvido falar dela, mas sua resenha me abriu os olhos e me deixou muito curiosa. Quero ler mais contos de Poe!

Cia do Leitor Says:
06 dezembro, 2016

Olá!
Nunca li nada de Edgar Allan Poe, me sinto até envergonhada em assumir isso. Mas, nunca é tarde. Quem sabe eu adira esse projeto. :)
Abs
ni
Cia do Leitor

Tatiana Castro Says:
07 dezembro, 2016

Olá!
Berenice é um nome forte e acredito que muito por causa desse conto. Considero Poe o melhor em matéria de horror psicológico. Esse projeto foi muito bom para os novos leitores conhecerem essas grandes obras clássicas.

Beijos!
Gatita&Cia.

Catharina M. Says:
08 dezembro, 2016

Oie
adoro esse nome, Berenice. Ainda não li do Poe e sempre vjo muito sobre ele por aqui, fico curiosa e acabo nao correndo atras ahhaha que raiva de mim mas muito legal o post, parece ser bem legal a história

Beijos
http://realityofbooks.blogspot.com.br/

Livrai-nos Says:
08 dezembro, 2016

Poe é maravilhoso né? Não li esse conto dele ainda e fico tão feliz de vir aqui e sempre ler alguma coisa sobre ele. Esses dias eu li um soneto: Anabel Lee e virou um dos meus favoritos ever! Adorei o post, bjo.

Liziane Goulart Says:
09 dezembro, 2016

Oi!!
Depois de acompanhar alguns posts desse projeto, resolvi que já é hora de começar a ler os contos.
Beijão!

Débora Costa Says:
11 dezembro, 2016

Eu não conhecia esse projeto ainda, mas achei bem interessante ler 12 poemas desse autor. Eu conheço alguns dos seus poemas, mas não todos.

http://laoliphant.com.br/

Maria Valéria Says:
11 dezembro, 2016

foram 12 contos, não 12 poemas...

Blog Ensaiando Says:
12 dezembro, 2016

Eis um autor intenso que eu gostaria de ler com a mesma vontade que leio - e amo - Nicholas Sparks. Confesso, preciso agregar literatura! Beijos e sucesso, amei o post!

Carolina Gama

Larissa Fernandes Says:
21 dezembro, 2016

Olá, tudo bem?
Admito que não conhecia muito o trabalho dele, porém recentemente comecei a "perceber" o quanto ele é citado em série e filmes e acabei me interessando por seus contos.
Gostei muito do seu post!
Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

╬† Autores ╬†

agatha christie Alan Dean Foster Alan Moore Álvares de Azevedo Ana Cristina César Anaïs Nin Anna Akhmatova Anne Rice Anne Sexton Antônio Xerxenesky Arthur Rimbaud Bob Dylan Bram Stoker Cacaso Caio f. Abreu Cecília Meireles Charles Baudelaire charles bukowski Charles Dickens chuck palahniuk Clarice Lispector clive barker Cruz e Sousa dalton trevisan David Seltzer Dik Browne Don Winslow edgar allan poe Eduardo Galeano Emily Brontë Ernest Hemingway Eurípedes F. Scott Fitzgerald Ferreira Gullar Florbela Espanca Franz Kafka Garth Ennis George R. R. Martin Gilberto Freyre Guido Crepax H. G. Wells H. P. Lovecraft Haruki Murakami Henry James Herman Hesse Herman Melville Hilda Hilst honoré de balzac Horacio Quiroga Hunter S. Thompson Ignácio de Loyola Brandão isaac asimov Ivan Turgueniev J. R. R. Tolkien Jack Kerouac Jack London Jay Anson João Ubaldo Ribeiro Joe Sacco Jon Krakauer Jorge Luis Borges José Mauro de Vasconcelos Julio Verne Konstantinos Kaváfis L. Frank Baum Laura Esquivel Leon Tolstói Lord Byron Luciana Hidalgo Luiz Ruffato Lygia Fagundes Telles manoel de barros Marcelo Rubens Paiva Mario Benedetti Mark Twain Marquês de Sade Martha Medeiros Mary Shelley Michel Laub Miguel de Cervantes Milo Manara Moacyr Scliar Neil Gaiman Nelson Rodrigues Nicolai Gógol Oscar Wilde Pablo Neruda Patti Smith Paulo Leminski Pedro Juán Gutierrez Rachel de Queiroz Rainer Maria Rilke Ray Bradbury Robert Bloch Robert Kirkman robert louis stevenson Roberto Beltrão Rubem Alves Sándor Márai Sófocles Stephen King Stieg Larsson Susan E. Hinton Sylvia Plath Torquato Neto Victor Hugo Virginia Woolf William S. Burroughs Ziraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...