Brasil: [ditadura] Nunca Mais

| 15 julho 2016 | |


Enfim concluí a leitura de Brasil: Nunca mais - um relato para a história, publicado pela Editora Vozes. Tinha escolhido esse livro para o desafio Poisonous [que andei flopando os últimos meses], por ser um título lançado no ano de meu nascimento, 1985. Mas a questão é que demorei bons meses para terminar a obra, não por ser maçante, mas pelo seu teor forte e desconfortante.

"Este era o meu estado físico: não podia me levantar, nem podia andar; hematoma generalizado dos ombros e costas até os dedos dos pés, inclusive os braços e as mãos, que ficaram quase pretas, saindo uma espécie de salmoura debaixo das unhas e das linhas de cada mão; ou ouvidos inflamados; uma costela do lado esquerdo, fraturada; o rim direito afetado; a perna direita com vários ligamentos da coxa rompidos, inclusive o joelho com o menisco fraturado, o que me deixou semi-paralítico por mais de dois meses. (...)". 

O livro trata de depoimentos de familiares e vítimas torturadas nos anos em que houve a Ditadura Militar aqui no Brasil. Professores, padres, intelectuais, políticos de esquerda, jornalistas - até crianças - tiveram suas vidas ameaçadas por um bando de homens fardados sem escrúpulos e de pensamento extremamente fundamentalista e conservador. 

Em tempos de pessoas que vão as ruas bater panelas e gritarem 'fora PT' e ao mesmo tempo, se calam perante a roubalheira da Direita, achei de suma importância trazer minhas impressões sobre essa leitura aqui. Porque, - pasmem, desinformados - a Direita também é corrupta. Se você é daqueles que acha que ter tirado Dilma do poder é o fim da corrupção no Brasil, e que se ajoelha em manifestações pedindo a volta dos militares, essa leitura deveria ser obrigatória pra você.

O livro é dividido em 6 partes, mais um anexo e um prefácio escrito por Dom Paulo Evaristo Arns. No início do livro temos conhecimento do tipo de tortura utilizado [inclusive em grávidas], em que os captores usavam, como choque elétrico, pau-de-arara, afogamento, 'geladeira', insetos e animais, produtos químicos entre outras formas de arrancar confissões forjadas e desconexas de vítimas que falariam qualquer coisa a fim de terem a tortura finalizada. Mulheres sofreram aborto, foram abusadas sexualmente, tiveram seus parentes ameaçados. Foram prisões arbitrárias, sem fundamento, apenas para punir pessoas que criticavam o fascismo do governo da época e lutavam pelos direitos da classe trabalhadora. 

Com o apoio dos americanos [se você não faltou às aulas de História, certamente saberá disso], os militares fizeram 'desaparecer' dezenas de pessoas, e famílias até hoje não sabem onde se encontram seus restos mortais a fim de lhes dar enterro digno. Famílias que ouviram de um senhor calhorda deputado que, hoje, alguns intitulam 'bolsomito' dizer que 'quem gosta de osso é cachorro', mostrando claramente o desrespeito com essas familias. 


Mas, voltando a Brasil: Nunca mais... O livro fala sobre o início do sistema repressivo que ceifou a liberdade do país num período de duas décadas. Dá 'um parecer' do perfil dos perseguidos, fala sobre organizações de esquerda, organizações ligadas ao 'Nacionalismo Revolucionário', sindicalistas, estudantes, como se formavam os processos judiciais, em sua maioria desrespeitando as leis contra tortura e interrogatórios fora de hora. Confissões, Intimidação por meio de tortura psicológica e física, depoimentos forjados, locais onde pessoas foram mantidas em cativeiros, e ao fim uma lista dos desaparecidos políticos, a lista do Araguaia. Cita personalidades que marcaram a história por suas mortes, como o pai de Marcelo Rubens Paiva [Rubens Paiva] e o jornalista Vladimir Herzog, que segundo consta nos autos, 'se enforcou' em sua cela... 

Eu poderia usar o texto como uma aula de História, mas seria demasiado longo escrever tudo que meus conhecimentos acadêmicos permitem aqui... Mas para os interessados no assunto, podem pedir material [sério] que fale a respeito desse período infeliz de nosso país, e eu prontamente terei prazer em disponibilizar... E sobre Brasil: Nunca mais, infelizmente a situação política atual está caminhando a passos largos para um precipício que, espero sinceramente - nós não despenquemos novamente...


10 Comentários:

Morgana Brunner Says:
16 julho, 2016

Oiii Maria, como vai?
Que resenha perfeita garota, realmente você sabe falar destes assuntos sem ser chata porque né HUHAUAHAUAH creio que tu me entenda. Este livro poderia ser uma leitura para todas as pessoas, para terem uma noção do que aconteceu ou esteja acontecendo com nós. Esses livros mexem comigo e despertam meu interesse. Dica anotada.
Beijinhos

Leitora Compulsiva Says:
16 julho, 2016

Adorei a resenha! Acredito que se a população se prestasse a ler mais livros como esse, muitos de nossos problemas político-sociais seriam melhor discutidos e, quem sabe, até solucionados. Não mera idealista, mas acho que apenas "bater panela" contra partido x ou y não adianta. Já vou colocar esse livro na minha lista de leituras e, se tiver outros para indicar, aceito! =)

Blog Lado Escuro Says:
16 julho, 2016

MIGA, ME ABRAÇA! Não há como discordar de você. Eu ainda fico pasma quando vejo pessoas pedindo pela volta da ditadura e apoiando o ''Bolsolixo''. Esse sujeito me causa repulsa. Será que essas pessoas acham que ditadura é brincadeira, faltaram ás aulas de História ou são loucas mesmo? Isso não pode se repetir nunca mais. E cá entre nós? Tenho medo de que essa cara vença as próximas eleições presidenciais, se ele realmente se candidatar. A quantidade de pessoas que infelizmente apoia esse cara é preocupante.
Resenha muito válida e críticas mais válidas ainda. Sem a menor sombra de dúvidas esse livro deveria ser leitura obrigatória para todos. Já entrou na minha lista de ''Desejados'' e ''Quero ler'' do Skoob.
Inclusive eu gostaria de te indicar um livro. Quando vi que você disse que foi uma leitura difícil e demorada, logo lembrei de Holocausto Brasileiro, da Daniela Arbex. É um livro que fala sobre os horrores cometidos contra pacientes de um hospital psiquiátrico em Minas Gerais. O conteúdo é absolutamente revoltante, mas ao mesmo tempo acho importante que as pessoas conheçam uma parte do nosso país que ficou ''esquecida'' no tempo.
Está de parabéns. Parabéns mesmo! ♥
Se não for incômodo, você poderia me enviar materiais sobre o assunto? O e-mail é: contatoblogladoescuro@gmail.com
Desde já agradeço *-*

Stephany Guebur Says:
16 julho, 2016

Que resenha maravilhosa! Já tinha ouvido falar desse livro nas aulas de história na faculdade, porém nunca me interessei em ler...mas a sua resenha UAU me fez pensar que devo ler logo!
As críticas que você fez com base na nossa sociedade atual que é alienada. É muito bom saber o que aconteceu no Brasil durante a ditadura até mesmo para entender o que acontece agora no nosso país!
Dica mega anotada!

Beijos

Gleyse Vieira Says:
17 julho, 2016

Oi Val, achei bem pertinente você trazer essa resenha exatamente em tempo de tanta ignorância e intolerância política. Concordo com tudo que você colocou e sempre que possível pesquiso artigos e documentários sobre o assunto, pois minha mãe, que viveu na época da ditadura, acha que ela deveria voltar, e eu preciso sempre lembrá-la do quanto regredimos naquele período. Parabéns! Bjs

Fabrica dos Convites Says:
17 julho, 2016

Eu sou a favor da saída definitiva de Dilma, mas não sou tola ou alienada a ponto de achar que a direita está limpa de corrupção. Aliás, nossa política está esmagada em corrupção. Isso também não quer dizer que torço pela volta da ditadura, que foi um câncer em nosso país. Este livro deve ser incrível e de uma leitura tensa. Não tem mesmo como fazer uma leitura desta de forma rápida, é preciso pausa para respirar sobre as atrocidades acometidas neste negro período.
Bjs, Rose

Lumartinho Says:
17 julho, 2016

Oi val!!
Concordo com você. Esse povo que fica por ai pedindo a volta da ditadura tá precisando dar uma lidinha em livros como esse. Estudar um pouco não é demais para ninguém, é libertador, na verdade!
Quem dera as aulas de história nos ensinassem um pouquinho a mais do que ensinam hoje em dia! Acho que esse livro deveria ser OBRIGATÓRIO!
Beijos


LuMartinho | Face

Giovanna Hollo Says:
17 julho, 2016

Amo temas históricos e realmente esse livro parece ser bem pesado. Achei que faltou falar um pouco mais do livro em si e das suas impressões... De qualquer forma, irei pesquisar mais sobre o livro.

Déborah Says:
18 julho, 2016

Val, adorei sua resenha.
Não sou de ler livros que falam da nossa história, mas com certeza esse livro está nos remetendo ao tempo em que estamos vivendo e eu leria.
Espero que esse povo sem noção que tanto quer a ditadura novamente caia na real porque fica difícil viver assim.
Acho que seria um ótimo livro pra ser trabalhado em sala de aula.

Lisossomos

Gabriele Lima Says:
19 julho, 2016

Essa foto do bolsolixo eu ainda não tinha visto, chega ser inacreditável. Não entendo quem apoia esse homem, uns dias atrás estava conversando com dois amigos e eles soltaram um "Ah, o cara é foda" e eu fiquei tipo ????
Bom, sobre o livro, eu vou procurar agora mesmo. Quero estudar mais afundo sobre esse período. Estou procurando livros, filmes, documentários e vou dedicar um tempo só para esse assunto; confio muito nas tuas indicações, então, por favor, traga mais dicas pra gente!
Beijos!

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...