Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...





"Deixai toda esperança, ó vós que entrais!" Inferno. A divina Comédia [Dante Alighieri]

Páginas

14

A sombra de Innsmouth, de H. P. Lovecraft [MLI2016]

Geralmente costumo escolher para leituras noturnas e chuvosas algum exemplar de suspense ou terror de meu acervo... Aproveitando a Maratona Literária de Inverno, onde acrescentei o livro A sombra de Innsmouth a minha TBR, achei pertinente iniciar sua leitura aproveitando a noite fria e soturna do dia anterior ao qual escrevo essa resenha... E me entreguei a leitura, ficando absorta por boas horas...



Recebi esse exemplar da Editora Hedra em parceria com eles. De autoria do aclamado mestre do horror e do Mito de Cthulhu - H. P. Lovecraft -  trata-se de uma novela escrita em 1931 e única obra publicada em vida do escritor... Lovecraft andava frustrado depois de inúmeras recusas de seu trabalho no mercado editorial, que desejava aparar-lhe a liberdade de escrita, e acabou escrevendo o texto sem pretensões de publicá-lo, era apenas para satisfazer seus critério de escrever ficção. O que resultou desse trabalho foi uma obra marcante, perturbadora e cheia de detalhes que fascinam e horrorizam o leitor, como se o narrador contasse algo que aconteceu a nós mesmos...

Numa viagem a Nova Inglaterra, Robert [o narrador] resolve fazer uma parada numa cidade/vilarejo há muito abandonada pelo tempo... Além de não aparecer nos mapas, tem em suas sombras um mistério envolvendo seres estranhos, bizarros e que fogem à compreensão humana... O protagonista se vê obrigado a passar uma noite em Innsmouth, e esta acaba sendo a noite mais alucinante de sua vida... Em algumas passagens dessa noite infernal, fica a dúvida se o que o narrador nos revela é algo real ou se a loucura se apossou de sua mente e toda aquela paranóia tenha ocorrido apenas dentro de sua cabeça... Seriam delírios ou um perigo real e milenar?

Ele havia conversado com um homem da cidade que todos julgam como louco, e este lhe contou vários fatos ocorridos ali, envolvendo rituais e sacrifícios, entre outras bizarrices. A própria população do local se revela pouco amistosa com seu visitante e a todo momento, Robert se sente observado por aquelas figuras que o deixavam inquieto e apreensivo... 
"as pessoas eram ainda mais repugnantes e disformes  [...] que inúmeras vezes vi-me assolado por impressões ameaçadoras de algo absolutamente fantástico que eu não conseguia definir."

Dividida em poucos capítulos, a narrativa se encaminha para um final que deixa o leitor surpreso, e é necessário se atentar a um ou outro detalhe se quiser descobrir esse fator 'surpresa' antes que a história chegue ao fim... Nessa edição há uma carta do autor onde ele fala sobre as recusas das revistas que cercearam suas publicações, e uma árvore genealógica do protagonista da história...



Sobre a introdução, sugiro que leiam após concluir a leitura da obra. Ela traz informações importantes sobre a trama, bem como referências ocultas sobre as ideologias racistas do autor, como se numa espécie de alegoria escrita ele pudesse canalizar seus sentimentos simpatizantes a 'superioridade ariana' e 'miscigenação racial'... Em A sombra de Innsmouth, a miscigenação da população nativa com Criaturas Abissais seria uma espécie de aberração e degeneração da Humanidade, sendo este o motivo de serem repulsivos a habitantes de cidades vizinhas dali, onde só viviam homens que nunca 'se misturaram'... 

Afora esse pensamento [infeliz] do autor, o livro é uma pequena raridade, que possui peculiaridades típicas de seus escritos, o que o difere de outros autores do gênero por trazer a questão do contato do Homem com algo aterrorizante, vindos de outro planeta, de outra dimensão ou da própria mente do personagem... É uma leitura que recomendo aos fãs e aos que desejam começar mas não fazem ideia de como imergir em sua escrita...

Caso queira adquirir um exemplar, é só visitar esse link... 

A sombra de Innsmouth
H. P. Lovecraft
132 páginas
Preço: 29,90
Editora Hedra

14 Comentários:

Ana Luiza Ferreira

Oi Val,

sou louca para ler as obras do autor, já ouvi falar muito bem delas. Uma pena realmente que o autor era racista e tenha tentando colocar esse sentimento em suas obras, mas se você fala que mesmo assim o livro vale a pena, claro que quero lê-lo! Ótima resenha!

Beijos!
Visite o Mademoiselle Loves Books
http://www.mademoisellelovesbooks.com/

Literaliza

Que legal! As edições da Hedra para o Lovecraft são bem caprichadas e eu gosto muito dele! Seguindo o blog, beijos

literalizza.blogspot.com

Gleyse Vieira

Oi Val, adoro quando vc traz resenhas de livros que não são best-sellers, mas que são riquíssimos em enredo e qualidade. Achei a história um tanto esquisita, mas como gosto do gênero, adoraria conhecer mais da obra desse autor. Bjs

Priscila Soares

Olá! Não tenho o costume de ler livros desse gênero, por isso não sei se leria. Apesar disso, a história me pareceu interessante, mesmo com esse deslize do autor sobre a "miscigenação racial". Se decidir ler um livro desse estilo um dia, vou lembrar desse.
Beijos!

Felipe Dieperd

Assim como Edgar Allan Poe, o H. P. Lovecraft é um autor que eu queria muito ler as obras. Até comprei na Amazon um ebook da obra completa dele... só que é em inglês, e tipo é um inglês bem requintado pro meu paladar linguístico. Vou esperar amadurecer o meu idioma e tudo mais, mas de qualquer for, achei muito interessante a premissa do livro. Aliás, odeio essas introduções que contam tudo por trás do livro. Eu não sabia que elas davam spoiler e fui ler a de Peter Pan, e sério, contou até o final do livro. Custa colocar no final? </3 Mesmo assim, beijos e até mais.

Déborah

Valéria, morro de curiosidade para ler algo do Lovecraft, parece ser uma leitura maravilhosa.
É uma pena o comentário infeliz do autor.

Lisossomos

Roberta Gouvêa

Oi Val, tudo bem?
Eu não curto terror, na verdade até curto, mas sou muito medrosa e durmo sozinha rs, então leituras do gênero acabam não entrando na minha lista. Mas, tem uma colaboradora no blog, a Tamara, que AMA terror, com certeza vou indicar A Sombra de Innsmouth pra ela e passar a dica de ler a introdução só depois. Realmente, muito infeliz o pensamento desse autor :(
Beijos <3

Morgana Brunner

Oiii Maria, como vai?
Eu fiquei louquinha pela obra que escolheste para a sua maratona, ótima escolha hein <3 quero saber logo o resultado disso e em relação da obra quero realmente ler, amo gêneros de terror despertam muito meu interesse.
Beijinhos

Thatyane

Oi, já ouvi falar nesse autor, mas não sabia que ele escrevia terror, e eu não curto livros de terror, por isso, não leria esse ou outros livros do autor, mas para quem curte, como por exemplo, quem é fã de Edgar Allan Poe é uma ótima pedida. Ótima maratona para você (também estou participando)
bjus

Leituras Compartilhadas

Já tem algum tempo que quero ler essa obra, mas não sabia que era melhor ler a introdução por último, valeu pelo toque. Nada melhor do que criar um clima para uma leitura de terror e suspense. Uma noite chuvosa é perfeita.

Tatiana

Fabrica dos Convites

Poucas pessoas escolheriam um livro como este para tempos assim, mas não vejo problema algum, e pelo visto é um bom livro para o gênero. Obrigada pela dica da introdução, pois não sabia disso.
Bjs!

Brubs.

Não conhecia o livro e confesso que não pegaria para ler, não faz muito meu tipo de leitura, mas vc deixou claro o quanto é rico o livro quase um classico né?! Obrigada pela dica e se um dia eu for começar a ler algo assim lembrarei com certeza de vc ;D

Bruna Souza

oi, tudo bem?
gostei da premissa e fiquei curiosa com o livro. Adoro tramas bem conduzidas e que surpreendem. E obrigada pela dica da introdução.
beijos
http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

Viviana Mendonça Silva

Não sei se é forma que tu resenha, mas sempre fico curiosa com os livros resenhados, sempre anoto um ou outro e com esse não foi diferente. Até mesmo para poder compreender o que de fato o autor quis passar.

Beijos

Viviana

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...