"Deixai toda esperança, ó vós que entrais!" Inferno. A divina Comédia [Dante Alighieri]

Páginas

15

Wall - E e a crítica por trás de um amor entre robôs...

Certamente você já viu ou ao menos ouviu falar no Desenho animado da Pixar/Disney, de um robozinho fofinho que cata lixo e se apaixona por uma robozinha branca que guarda uma plantinha, não é? Mas, se por um acaso você não for do planeta Terra [acontece!] será a primeira vez que você verá uma menção sobre Wall - E. E ouso ir mais além mostrando a vocês que passam por aqui, que além da animação de sucesso, temos também uma HQ da história do filme. Ficou curioso[a]? Então continue lendo aqui...

Claro que - como fã da animação - não poderia deixar passar a chance de adquirir meu exemplar em mangá. Em 2105, os humanos foram viver no espaço, deixando o planeta Terra para trás, cheio de escombros, sujeira e ruínas. Milhares de robôs se encarregaram de fazer uma limpeza geral e só quando o planeta estivesse limpo novamente, os humanos retornariam ao planeta. Uma pena que a limpeza nunca acabou... Mais de 700 anos depois conhecemos um robô Wall-E [Waste Allocation Load Lifter - Earth Class, Transportador e Compactador de lixo terrestre, numa tradução livre], que passa seus dias a vagar pelas montanhas de lixo, sem plantas, sem água, sem vida. Ele funciona como uma espécie de catador, recolhe objetos que acha interessantes e os organiza em sua 'casa'. As demais coisas são compactadas e empilhadas. Além do lixo, ele tem uma pequena barata por companhia, Hal.

Ao contrário do que muitos podem pensar, Wall-e tem sentimentos e é muito fofo. Mas um belo dia, ele encontra uma plantinha e logo aparece uma nave pousando perto dele e dela sai uma robô branquinha e arrendondada, com um designer mais 'arrojado' do que nosso pequeno protagonista, feito de 'remendos de sucata'... Essa robô se chama Eve [Eva] e seu dever é encontrar vestígios de vida no planeta. Logo, ambos embarcam numa aventura regada a desafios, danças no espaço e uma importante crítica ao ser humano e sua imundície...


Os humanos que conhecemos não passam de parasitas que vivem às custas de robôs, entregues por completo ao consumismo e comodismo, chegando ao ponto de nem virarem a cabeça para se cumprimentar, vivendo numa nave onde um mecanismo tenta impedir que qualquer sinal de vida os leve de volta para a Terra. A história, seja no filme ou no quadrinho, nos coloca em reflexão acerca do quanto a modernidade e tecnologia nos torna estéreis e frios. As relações humanas há muito se perderam, bem como o contato com a natureza. Tudo é artificial, e quando surge a plantinha verde, uma esperança renasce junto com ela... Seria muito tarde para salvar o planeta? Serve como um verdadeiro alerta sobre o lixo que produzimos em nosso 'lar azul'... 


A trama funciona bem para adultos, crianças, pessoas de todas as idades. Por trás do 'romance' entre Eva e Wall-e, se desenvolve uma bonita história que nos faz refletir e repensar nossos hábitos e valores... Em suma, a novelização é bem fiel ao desenho animado, não trazendo nada de novo para quem viu o filme. Mas achei bem válido ter na estante... A obra é uma publicação da Editora Abril...

15 Comentários:

Morgana Brunner

Oiii Maria, tudo bem?
Menina fiquei chocada em saber que tem um livro desse filme, eu já assisti uma vez e estou procurando para assistir novamente <3 a história é fofa demais.
Beijinhos

Thatyane

Oi, não assisti esse filme por inteiro e fiquei surpresa ao saber que tem um livro desse filme, e já fiquei curiosa para ler e assistir o filme desde o começo, já que é muito elogiado. Amei a postagem e o modo reflexivo que você abordou sobre esse filme/livro.
bjus

Jess Leite

Olá!
Eu não assisti o filme, peguei só umas partes aleatórias e achei o robozinho uma graça.
Não sabia que existia uma novelização e achei legal que seja fiel ao filme. Vou contar pro meu namorado, ele que sempre me perturba pra assistir Wall-e, haha.
Vou ver se tiro um tempo para conferir o filme por completo, a trama parece bem legal e quero conferir os pontos abordados em relação a tecnologia, relações humanas e natureza.
Beijos!

Danielle Rodrigues

Oi Valéria tudo bem, eu quero muito essa edição em quadrinhos, onde achou? Esse filme Wall-E é muito lindo, ele transmite uma mensagem tão profunda em forma de desenho que fiquei admirada. Mostra como as pessoas ficam totalmente dependente de tecnologia e como nosso planeta padece. ADOREI!!!

Luan Sampaio

Oi, Valéria! Tudo bem?
Fiquei feliz em saber que não fui o único aqui dos comentários que não assistiu ainda está animação - mas calminha, eu gosto de ficção científica, então brevemente estarei vendo -, não sabia a existência dessa história em quadrinho, mas adorei, hein? Já quero! Nunca tive percepção a respeito como você comentou - pois para mim era apenas um robô que se apaixonava por outra, porém é muito mais do que isso, adorei -. Ótima postagem! <3

Beijos,
Luan | http://www.entreutopias.com/

carool santos.

Não acrediro que tem mangá de Wall-e <3 Amo o filme e sempre adorei o personagem e todo universo em volta. Acho que foi um doa filmes que fez miinha infância. Adorei conhecer esse informação nova.
Beijos;
https://diariasleituras.blogspot.com.br/

Francine Porfirio

Oi, flor!
Eu não sabia que havia o mangá de Wall-e! Eu fiquei muito interessada em ler e concordo com você que os humanos sejam mesmo parasitas nesse contexto. Tenho muito medo do que o futuro nos reserva considerando que provavelmente seremos cada vez mais dependentes da tecnologia. :/ Eu senti falta de ver ilustrações do mangá (rs). Poderia postar no Instagram algumas fotos? É só me marcar por lá (@francine.porfirio). Adoraria ver a beleza desse mangá.

Beijos!
www.myqueenside.com.br

Nuccia De Cicco

De fato, essa pra mim é uma das melhores animações da Disney, pois gosto muito quando elas transmitem esses ensinamentos, quando nos fazem pensar junto com a diversão. Wall-E mostra como os humanos são despreocupados com o futuro, que consomem e produzem em excesso, somos seres que não sabem lidar com seu lixo e pouco se importam com a vida que nos sustenta. Espero que as gerações futuras entendam 'a moral' da história e cuidem melhor do planetinha... ;)

Cia do Leitor

Au amei esse filme, me senti assistindo um filme de Chaplin da atualidade (por ser mudo) lindo demais e bem expressivo. Mangá de Wall-e Grande novidade!
Amei a postagem.
Bjocas
Ni
Cia do Leitor

Bárbara Prado

Esse filme é incrível, não sabia que tinha um livro. Adorei
Beijos

http://blog-myselfhere.blogspot.com.br/?

Débora Costa

EU gosto muito da temática dessa animação e da forma leve como eles tratam esse tema. Eu não sabia que tinha um livro, mas com certeza eu vou comprar.

http://laoliphant.com.br/

Barbara Montechiare

Maria, também adoro o Wall-E, mas só sabia do filme! Não fazia ideia que existia uma HQ dele. Lembro que a primeira vez que eu vi o filme eu achei o roteiro sensacional, as críticas são bem construídas e pautadas. Mas mesmo tendo esse lado negativo e pesado - que tenta nos fazer abrir aos olhos quanto ao cuidado com o nosso planeta - o Wall-E deixa a história toda mais leve e divertida. Amo esse filme <3

Um Metro e Meio de Livros

Ju

Não sabia nada sobre Wall-E além da existência dele, nem dessa robozinha branca nunca tinha ouvido falar... rs... Não sabia da existência da novelização, mas não curto esse tipo de leitura. Mas o filme fiquei com vontade de ver, achei legal abordar o enorme problema do lixo.

Beijo.

Ju
Entre Palcos e Livros

Catharina M.

Oie
eu nunca assisti a animação mas tenho bastante curiosidade por só ver elogios e parece ser bem diferente do que as animações que estamos acostumados, muito legal sua critica

Beijos
http://realityofbooks.blogspot.com.br/

Kátia Moura

Olá!
Flor, eu sou a louca dos filmes animados e eu amo de paixão esse ai. Eu não sabia que tinha o livro também, vou querer ler em breve!

Oxente,Leitora!

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...