Lendo Sandman - Estação das Brumas [4º arco]

| 05 maio 2016 | |
Trago mais uma postagem do Projeto literário #LendoSandman que está sendo organizado por Raquel Moritz no blog Pipoca Musical. Disparado, Estação das Brumas foi meu arco preferido até o momento, e compreende as edições 21  a 28. O início do arco nos apresenta Destino, um dos irmãos Perpétuos, que recebe a visita das Mulheres cinzentas em seu jardim, e profetizam algo que faz com que o Perpétuo convoque os seus irmãos...



Nesse conclave aparecem o misterioso Morpheus [Sonho]. o sexy e provocante Desejo, a horripilante Desespero, a insana Delírio e... Morte. O último irmão não comparece a reunião de família... Em dado momento, Desejo provoca a ira de Morpheus, ao criticá-lo sobre seu romance com Nada, condenada ao Inferno por rejeitar o amor de Sonho... Morte tenta aconselhá-lo e ele percebe que ela concorda com Desejo, e a partir daí ele resolve reparar a injustiça cometida contra Nada, há dez mil anos... Eis o prelúdio do que está por vir na história...

Sandman parte para o Inferno a fim de resgatar sua amada, mas antes toma algumas precauções. Sua última estada na morada do sofrimento eterno não foi amistosa, e ele teme que Lúcifer o puna pela visita anterior. Munido de seu elmo ele parte para as Terras sombrias e nada do que imaginava aconteceu. Ele se depara com um lugar praticamente vazio e um Lúcifer decidido a partir para sempre dali, mas não antes de entregar em suas mãos um poderoso presente/artefato. 

"Aos amigos ausentes, amores perdidos, velhos deuses. E à estação das brumas; e que cada um de nós sempre dê ao demônio o que lhe é merecido."
Particularmente acho incrível o trabalho de Neil Gaiman em reunir personagens já apresentados anteriormente na história, com elementos místicos, religiosidade e fantasia de maneira primorosa. Ele nos convida a um passeio pelas terras nórdicas do Ragnarok, faz referência a personagens de outras tramas do universo dos quadrinhos. O artefato que Morpheus recebe de Lúcifer acaba sendo alvo de disputa de diversas divindades, entre elas Anúbis, Odin, o Chaos, a Ordem, entre outros...

Mortos e condenados vagam pela Terra e Morte está tendo um certo trabalho em colocar tudo em ordem, e nesse ínterim, conhecemos Charles, um garoto que mora no internato e que logo descobre que os antigos moradores que tiveram suas vidas ceifadas entre aquelas paredes ainda perambulam por ali... Ele descobre o quão perversos alguns deles podem ser... 

Retomando o fio condutor de Estação das Brumas, na mansão do Sonho, o anfitrião recebe tentadoras propostas de seus convidados para conseguirem o artefato, que vão de subornos, trocas de favores a ameaças sem sentido. Ele se dá conta de que aquele presente não facilitou em nada sua existência...

A trama vai seguindo rumo ao desfecho que, confesso - me deixou emocionada em dado momento... Ele vai reencontrar sua amada e recuperar o seu amor? O Destino reservou um final poético para seu irmão e Nada... Para que mãos o artefato vai seguir? Uma decisão impensada pode comprometer o funcionamento de todo o plano físico e etéreo... Mas Morpheus não tem muitas horas para decidir... O tempo corre implacável, mesmo para os eternos'...

Uma referência digna de nota logo no prelúdio é com a obra de Jorge Luis Borges - O jardim dos caminhos que se bifurcam. Todo o arco é sobre escolhas, que engendram em perdas, não importando que caminho é escolhido a se percorrer... Uma escolha anula todas as outras possibilidades.... Achei bem interessante essa alusão ao conto do escritor argentino... 

Em suma, foi meu arco preferido, por toda a alusão a mitologias que ele traz, pela própria busca de Morpheus por Nada e pela aparição dos demais Perpétuos... Sobre o ausente, ainda não há indícios que apontem o porquê de seu desaparecimento/isolamento... Se houve, passou despercebido por mim... 

Espero que tenham curtido a resenha... Em breve trarei uma postagem sobre as edições 29, 30 e 31... Não percam e continuem me acompanhando nesse Projeto... 


Postagens relacionadas:


7 Comentários:

Andrea Morais Says:
07 maio, 2016

Morro de vontade de ler Sandman, mas nunca mais encontrei para vender!! =( Vou acompanhar esse seu projeto para conhecer melhor a história já que não posso lê-la por enquanto! Bjss

Gislaine Oliveira Says:
07 maio, 2016

Oi Maria, tudo bem?
Eu não conhecia a história, mas confesso que fiquei bem curiosa. Acho que ela tem várias coisas que me agradam :)
Mas não consigo ler HQs onlines :P E não estou podendo comprar nada :P
Beijooos
http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

Thatyane Says:
07 maio, 2016

Oi, tenho uma certa curiosidade para ler Sadman,mas onde moro não tem todas as edições e muitas vezes nem tem :/
Vou tentar ler online já que estou sem dinheiro e sua resenha me despertou a curiosidade, vou anotar a dica e colocar na lista dos desejados.
bjus

Kris Oliveira - Conversas de Alcova Says:
08 maio, 2016

Oiee Val,
Eu não consigo definir qual arco de Sandman eu gosto mais, acho que gosto de todos e simplesmente gosto e ponto. hauhauha
Ler as tuas resenhas me dão uma vontade gigantesca de ler tudo de novo, acho que o farei em breve. Beijos

Profissão: Leitora Says:
08 maio, 2016

Eu sou enlouquecida por Nel Gaiman, e me arrependo até o último fio de cabelo de não ter comprar o absolute quando ainda estava disponível. Mas, enfim. Já li praticamente tudo dele, menos... Sandman... :/ Vi o projeto do Pipoca e achei muito massa, mas como não tinha os livros e meu inglês não é lá essas coisas, acabei deixando pra depois. Mas muito bacana você estar participando. Bom saber que gostou do arco.

;D
Nelmaliana Oliveira

Fabrica dos Convites Says:
09 maio, 2016

Oi Maria, acho que já te falei que li uma obra do Neil e detestei, por isso estou evitando livros dele no momento. Mas acompanhando este seu projeto, vejo que é importante dar uma chance a outra leitura dele.
Bjs, Rose

Interessante de Ler Says:
10 maio, 2016

Oi :)
Achei o projeto bem interessante apesar de não ter lido nada do autor :/ Achei bem interessante essa resenha por se tratar de algo que tem a mitologia nórdica <3
Abraço
http://interessantedeler.blogspot.com.br/

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

╬† Autores ╬†

agatha christie Alan Dean Foster Alan Moore Álvares de Azevedo Ana Cristina César Anaïs Nin Anna Akhmatova Anne Rice Anne Sexton Antônio Xerxenesky Arthur Rimbaud Bob Dylan Bram Stoker Cacaso Caio f. Abreu Cecília Meireles Charles Baudelaire charles bukowski Charles Dickens chuck palahniuk Clarice Lispector clive barker Cruz e Sousa dalton trevisan David Seltzer Dik Browne Don Winslow edgar allan poe Eduardo Galeano Emily Brontë Ernest Hemingway Eurípedes F. Scott Fitzgerald Ferreira Gullar Florbela Espanca Franz Kafka Garth Ennis George R. R. Martin Gilberto Freyre Guido Crepax H. G. Wells H. P. Lovecraft Haruki Murakami Henry James Herman Hesse Herman Melville Hilda Hilst honoré de balzac Horacio Quiroga Hunter S. Thompson Ignácio de Loyola Brandão isaac asimov Ivan Turgueniev J. R. R. Tolkien Jack Kerouac Jack London Jay Anson João Ubaldo Ribeiro Joe Sacco Jon Krakauer Jorge Luis Borges José Mauro de Vasconcelos Julio Verne Konstantinos Kaváfis L. Frank Baum Laura Esquivel Leon Tolstói Lord Byron Luciana Hidalgo Luiz Ruffato Lygia Fagundes Telles manoel de barros Marcelo Rubens Paiva Mario Benedetti Mark Twain Marquês de Sade Martha Medeiros Mary Shelley Michel Laub Miguel de Cervantes Milo Manara Moacyr Scliar Neil Gaiman Nelson Rodrigues Nicolai Gógol Oscar Wilde Pablo Neruda Patti Smith Paulo Leminski Pedro Juán Gutierrez Rachel de Queiroz Rainer Maria Rilke Ray Bradbury Robert Bloch Robert Kirkman robert louis stevenson Roberto Beltrão Rubem Alves Sándor Márai Sófocles Stephen King Stieg Larsson Susan E. Hinton Sylvia Plath Torquato Neto Victor Hugo Virginia Woolf William S. Burroughs Ziraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...