Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...





"Deixai toda esperança, ó vós que entrais!" Inferno. A divina Comédia [Dante Alighieri]

Páginas

1

Resenha: Rockfeller - Alexandre Apolca



Recebi como cortesia do autor parceiro Alexandre Apolca o livro Rockfeller, e a princípio achei tratar-se de uma história de terror, com toques sobrenaturais ou coisa do tipo, mas acabei me surpreendendo logo no início da narrativa com o que a obra realmente se propõe. 

Beto Rockefeller tem uma banda de rock, junto com alguns amigos. E depois de umas confusões com a polícia, em que ele é preso por engano, tem sua vida mudada quando se muda pra uma cidade do interior de Minas Gerais, e seus amigos resolvem acompanhá-lo. Em São Thomé das Letras, cidadezinha com ares místicos, eles logo começam a trabalhar, arrumam um canto pra viver e logo começam a aparecer aventuras, noites de drogas e bebedeira e diversão com garotas... E Beto se sente fisgado por Anita, e logo descobre que ela namora Gringo, um de seus companheiros de quarto e banda...

Eles engatam um caso sem ninguém desconfiar e a cada dia, ele se vê ainda mais apaixonado pela namorada de seu amigo inglês. Mas então Anita se vê numa situação de vida ou morte, e tendo Gringo voltado para a Inglaterra, pondo fim ao relacionamento com Anita, Beto comete uma loucura a fim de salvar a sua amada. E é ai que sua vida muda pra pior, realmente...

A escrita de Alexandre é alucinante, e pelo fato dos capítulos do livro serem curtos, o leitor não consegue pausar a leitura. Ele mistura alguns elementos cômicos [como a Síndrome de Mão alheia que me rendeu algumas risadas] meio que para 'quebrar' os momentos mais tensos da trama. E não faz isso de forma a desestruturar a narrativa, é na medida certa a fim de prender ainda mais o leitor... 

Há também uma boa construção dos personagens, e mesmo os secundários conseguem cativar quem lê a obra. É possível imaginar-se junto a eles, vivendo suas aventuras e confusões. Existe um elemento 'sobrenatural', pois Beto vez ou outra vê um corvo [uma referência a obra de Edgar Allan Poe] como se a amaldiçoá-lo e por vezes você fica tão perdido quanto o personagem, sem saber se as visões que ele tem são de algum delírio por causa de drogas, esquizofrenia ou fantasmas... 

Ao longo de toda a sua vida, as desgraças o permeiam e quando ele tem um instante de felicidade, logo o corvo aparece e parece tirar tudo o que ele conseguiu [re]conquistar. O absurdo se mescla com a realidade, tornando o personagem bastante verossímil. 

Em suma, se você curte uma leitura regada a referências a literatura, bandas de rock n' roll e com clima de cidade do interior dos anos 80, certamente vai se agradar dessa história. Junte uma porção de misticismo, personagens cativáveis e um romance com drama e teremos Rockfeller... Mas não limito a obra a isso apenas, há muito mais na narrativa de 184 páginas, que compensam bem as horas reservadas a sua leitura... 

1 Comentários:

Danielle Rodrigues

Olá Valéria deu para sentir bem a dinâmica do livro, logo que vi o título me chamou atenção. Vou anotar a dica. Bjs

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...