Contos do maravilhoso Trevisan: Quem tem medo de vampiro?

| 18 março 2016 | |
E mais uma vez eu volto aqui trazendo uma excelente obra de Dalton Trevisan, Quem tem medo de vampiro?, um livro de contos publicado pela Editora Ática e que faz o leitor mergulhar numa leitura intensa entre personagens que não tem definição específica, são joões, marias e franciscas que podem viver perto de você, que podem ser você ou pessoas com quem você nunca teve contato antes... Nomes que não possuem rosto mas tem voz, em nome de tantos outros milhares...

São maridos traídos, mulheres que só pensam em dinheiro, velhos abandonados à solidão, jovens amargurados e feridos de amor. Vítimas e algozes convivendo num mesmo corpo,  que vencem na vida e os que nela vivem perdidos... Ao todo, o compilado traz 23 contos do genial 'Vampiro de Curitiba', e em alguns momentos vulneráveis na histórias destes personagens, o leitor pode se encontrar...



A narrativa de Trevisan dispensa suavidades, ele é implacável quando nos apresenta cenários desgraçados, personagens em frangalhos e situações cotidianas com toques de dura urbanidade. O fracasso do indivíduo é o tempero de seus monólogos. 

Aos novos leitores, ou que nunca ouviram falar do autor, não se enganem achando tratar-se de um romance nacional sobre vampiros. Nada há de sobrenatural aqui. O vampiro do título, alter ego do autor - é na verdade um sugador de 'meandros sombrios da alma humana', é aquele que busca a desgraça e infelicidade do ser que vive no mais completo [des]amor, [des]esperança e [des]alento...

Apelo é sobre alguém que foi embora, e fica alguém sofrendo de saudades. Tio Galileu pode ser aquele velhinho que você conheceu e que deu seu último suspiro devido à ganância de parentes mal-intencionados. O duelo - um de meus preferidos pelo seu desfecho - é o homem de bem e pai de família que vai á igreja aos domingos e mata gato envenenado. Mas o que se faz, aqui mesmo se paga...

E quem não já viveu ou conheceu a história de 'O senhor meu marido', em que ela cai de amores por um malandrão e o homem chora de dor e amor pelo abandono. Mas quando ela volta desiludida, ele acolhe passando por cima da vergonha e humilhação? Há muitos Joões e Marias mundo afora...

Pedrinho é o grito da mãe que perde um filho para as moléstias infundadas da vida. Sem remédios, sem entendimento, a morte vem e leva, não importa a idade... A comadre sempre paga a dívida do marido, ainda mais quando é a ausência dele que torna o pagamento prazeroso... Destaquei alguns de meus contos preferidos... 

Ao fim do livro, ainda temos uma entrevista com aquele que odeia entrevistas. Arredio, não se deixa fotografar, não recebe visitas, não sai de casa. É um escritor com manias peculiares. As respostas para as perguntas são tiradas de sua ficção [tão real que nem parece ficcional...]

Em suma, Trevisan é para poucos, mas os poucos que queiram apreciar a sutileza de palavras para a dureza de suas 'tramas'... 


18 Comentários:

Déborah Says:
18 março, 2016

Valéria, infelizmente nunca tive o prazer de ler nada do autor, mas conheço muito bem sua fama.
Adorei sua resenha e fiquei bem interessada em ler o livro. Acredito que vou gostar muito, ainda mais por se tratar de contos.
Já estou encantada só pelo que você falou.

Lisossomos

Morgana Brunner Says:
19 março, 2016

Oiii Maria, tudo bem?
Eu achei bem interessante tudo que falaste em relação ao livros. Porém, não sei se realizarei a leitura, estou cansada de livros de contos, acho que li demais este ano e ano passado, prefiro estórias completas.
Beijão <3

Lurdes Zwierzykowski Says:
19 março, 2016

Oi!

Já li esse livro e realmente se engana quem acha que se trata de temas sobrenaturais. Gostei muito dos contos, a escrita do Dalton é ótima e diferenciada.
Ótima resenha!

Saga Literaria Says:
19 março, 2016

Olá Maria, tudo certo?

Gosto de contos e confesso que não lembro desse livro, parece ser bem legal, achei interessante seu ponto de vista sobre o livro, vou pesquisar mais sobre essa obra. www.sagaliteraria.com.br

Suzzy Chiu Says:
19 março, 2016

Hello!
Não conhecia o trabalho de Trevisan, mas apesar dos elogios nao é meu estilo de leitura.
E eu tb nao gosto mto de contos, prefiro um livro unico com mais detalhes e personagens que possamos explorar mais.
Sempre trazendo o diferente, parabéns ao blog.
Beijos!

Livros e Sushi • Facebook InstagramTwitter

Aline Souza Says:
20 março, 2016

Ainda não ló nada do autor e sinceramente não sei se leria, pois não curto muito livros que aborda o tema vampiro. Gostei da sua resenha...

Catrine Vieira Says:
20 março, 2016

Ooi
Até gosto de obras sobre vampiros mas esse não me agradou muito. Além disso não curto muito contos. :(
Beijoos!

www.estantemineira.blogspot.com

Dany Says:
20 março, 2016

Não sou muito fã de contos e não aguento mais vampiros, por isso a obra não me chamou atenção. Mas adorei a resenha, está maravilhosa! Parabéns pelo trabalho.

Samantha Pinheiro Says:
20 março, 2016

Gosto muito de contos e esse livro me pareceu interessante e profundo. Parabéns pela resenha. Bjs

www.pegueumaxicarablog.com

Marijleite Says:
21 março, 2016

Olá, eu ainda não li nada do autor e nem conhecia esse livro, mas após ler sua resenha, certamente lerei a obra se puder, já que gosto bastante de contos e os destacados por você me pareceram bem interessantes e justamente do estilo que gosto.

Catharina M. Says:
21 março, 2016

Oie
sua resenha ficou bem legal e parece ser um livro ótimo para amantes do gênero, não sei se leria ou compraria mas quem sabe né° fiquei um pouco curiosa por curtir contos

Beijos
http://realityofbooks.blogspot.com.br/

Raquel Cavasini Says:
22 março, 2016
Este comentário foi removido pelo autor.
Milena Lais Says:
22 março, 2016

Oie!
Adorei sua resenha! Fiquei morrendo de vontade de ler.
Existem muitos vampiros por aí, quem nunca ouviu ou viveu uma história parecida não é?
Adoro livro de contos, vou procurar ele pela internet.
Abraço!

Lumartinho Says:
22 março, 2016

Oi Val!!
Poxa, não gosto de livros de vampiros, sabe? hahahahah Brincadeiras a parte....
Bom, eu adoro contos, mesmo!! Não era chegada, mas tenho lido uns tão bons que agora sou a doida dos contos, se eu acho um por ai já vou lendo. Eu adoraria conhecer a escrita do Dalton, parece que ele sabe escolher os personagens!!
Beijos

LuMartinho | Face

Raquel Cavasini Says:
23 março, 2016

Olá Maria, adoro livros de contos, pois temos diversas histórias em um único livro. Eu não conhecia essa obra, mas me interessei bastante.
Acho super bacana pegar pessoas comuns e relatar acontecimentos do dia a dia...situações que podem acontecer com qualquer um de nós ou com algum conhecido.

Abraços
Literaleitura

Ingrid Faria Says:
24 março, 2016

A ideia do livro é muito boa, mas acabo de ler (tá, já faz um mês hehe) um livro de contos bem desinteressante então não sei se leria um por agora. Agora uma coisa que me deixou instigada foi o nome do autor. Sinto que eu conheço ele de algum lugar.

Lucas Fagundes Says:
24 março, 2016

Oi, Valéria, tudo bom?

Se eu não tivesse lido a sua resenha, já ia achar que o livro era sobre vampiros, o que não é o caso (ainda bem!). Eu achei as ideias dos contos que você destacou bem legais, pois é algo bem real e recorrente na sociedade em que vivemos. Não sei se o leria agora no momento, pois estou numa vibe diferente, mas certamente, se a oportunidade surgir algum dia, o leirei.

Abraços,
http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

Rob Camilotti Says:
17 novembro, 2016

Maria Valéria, como vai?

Acho que você curou uma certa ignorância que eu tinha sobre a pessoa de Dalton Trevisan há anos, rsrs.

Explico o caso: Então, VAMPIRO de Curitiba, o apelido de Trevisan, não tem nada a ver com aqueles malvadões afanadores de sangue, mas sim com aqueles que sugam nossa energia, foi isso mesmo que eu entendi na resenha?

Não sei se ficou confusa a minha pergunta, rsrs. Em todo o caso, valeu a resenha.

Sucesso p/ teu blog.

Tô seguindo...

_________


Obs: Escrevi um conto em meu blog que acho que vai gostar. Fica o convite.

http://robertocamilotti.blogspot.com/2016/11/conto-quilometro-cinza.html

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

╬† Autores ╬†

agatha christie Alan Dean Foster Alan Moore Álvares de Azevedo Ana Cristina César Anaïs Nin Anna Akhmatova Anne Rice Anne Sexton Antônio Xerxenesky Arthur Rimbaud Bob Dylan Bram Stoker Cacaso Caio f. Abreu Cecília Meireles Charles Baudelaire charles bukowski Charles Dickens chuck palahniuk Clarice Lispector clive barker Cruz e Sousa dalton trevisan David Seltzer Dik Browne Don Winslow edgar allan poe Eduardo Galeano Emily Brontë Ernest Hemingway Eurípedes F. Scott Fitzgerald Ferreira Gullar Florbela Espanca Franz Kafka Garth Ennis George R. R. Martin Gilberto Freyre Guido Crepax H. G. Wells H. P. Lovecraft Haruki Murakami Henry James Herman Hesse Herman Melville Hilda Hilst honoré de balzac Horacio Quiroga Hunter S. Thompson Ignácio de Loyola Brandão isaac asimov Ivan Turgueniev J. R. R. Tolkien Jack Kerouac Jack London Jay Anson João Ubaldo Ribeiro Joe Sacco Jon Krakauer Jorge Luis Borges José Mauro de Vasconcelos Julio Verne Konstantinos Kaváfis L. Frank Baum Laura Esquivel Leon Tolstói Lord Byron Luciana Hidalgo Luiz Ruffato Lygia Fagundes Telles manoel de barros Marcelo Rubens Paiva Mario Benedetti Mark Twain Marquês de Sade Martha Medeiros Mary Shelley Michel Laub Miguel de Cervantes Milo Manara Moacyr Scliar Neil Gaiman Nelson Rodrigues Nicolai Gógol Oscar Wilde Pablo Neruda Patti Smith Paulo Leminski Pedro Juán Gutierrez Rachel de Queiroz Rainer Maria Rilke Ray Bradbury Robert Bloch Robert Kirkman robert louis stevenson Roberto Beltrão Rubem Alves Sándor Márai Sófocles Stephen King Stieg Larsson Susan E. Hinton Sylvia Plath Torquato Neto Victor Hugo Virginia Woolf William S. Burroughs Ziraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...