Contos Brasileiros Contemporâneos

| 08 fevereiro 2016 | |
Aproveitando esse feriado quente de carnaval, resolvi participar da Carnatona e dentre os títulos escolhidos para leitura, peguei um livrinho de contos que comprei recentemente no sebo... Trata-se de um compilado de histórias de alguns autores que eu já tinha o prazer de ter lido, e outros que eu desconhecia, entre eles Luiz Vilela e Osman Lins... São 14 contos ao todo, cada um de um autor diferente...

 O livro traz ainda um pequeno resumo da vida e obra de cada autor, e o primeiro que dá o ar de sua graça na obra é Feliz Aniversário, de Clarice Lispector. Trata-se de uma festa de aniversário para uma velhinha de 89 anos, que está achando tudo insípido demais ao seu redor, enquanto seus parentes - vulgo família fracassada aos olhos da velhinha - mantém as conveniências sociais... Em dado momento da festa a velhinha exprime de alguma maneira o seu desagrado...


A seguir, Dalton Trevisan nos presenteia com o conto Clínica de repouso, em que uma filha coloca sua mãe num asilo por esta não permitir seu novo relacionamento. Cru, à maneira de Trevisan, o conto reflete algo bastante corriqueiro em nossa realidade. E o autor não poupa um soco firme em nosso estômago, numa narrativa simples, direta e incômoda, muito próxima do nosso 'ao redor'...

Os músculos é o conto de Ignácio de Loyola Brandão, Guardador é o conto escolhido de João Antônio, e A máquina extraviada é de autoria de José J. Veiga. Além destes, temos também A caçada, de Lygia Fagundes Telles - uma narrativa envolta no fantástico - e Luz sob a porta, de Luiz Vilela. Nesse conto, Nelson precisa sair de uma festa em que seus amigos o prendem para ir dar um abraço de aniversário em sua velha mãezinha... Não se deixe enganar pela aparente 'simples premissa', mas essa história foi uma das que mais me deixaram desconfortável e assustada em como o tempo e velhice podem ser cruéis ao ser humano, trazendo consigo nada mais que solidão...

Finalmente tive minha estreia com a escrita de Marina Colasanti, com o conto A moça tecelã, que traz - assim como o conto de Lygia - uma interessante metáfora mesclada com fantasia... No retiro da figueira é o conto de meu querido Moacyr Scliar, Botão-de-rosa, de autoria de Murilo Rubião, Noivado, de Osman Lins e Circuito fechado, de Ricardo Ramos. Confesso que dentre os contos, o de Ramos foi o que menos gostei... Achei confuso e não entendi sua 'proposta'... 

Encerrando a antologia, temos o conto Composição II, de Sério Sant'Anna e Nunca é tarde, sempre é tarde, de Silvio Fiorani, um looping em que o leitor se perde entre as idas e vindas da personagem Su, que não sabe se está dormindo ou acordada... 

Em suma, é um bom livro para descobrir autores que você nunca ouviu falar, ou para saborear aqueles que você já conhece, mas não pretende ler uma obra inteira dele... Digo com satisfação que foi uma boa leitura de carnaval... Espero que tenham gostado da resenha... Até a próxima postagem... ;)

11 Comentários:

Nádya Macário Says:
08 fevereiro, 2016

Sinceramente adoro livro com contos, crônicas ou textos diversos justamente por conta dessa pluralidade literária. Excelente achado! Beijos!
http://www.lostgirlygirl.com

Reeducação Alimentar "Sem Desculpas" Says:
08 fevereiro, 2016

Gostei muito! Gosto de livros de contos, e livros de Biografias também.
Um abraço! http://emagrecendonovoestilodevida.blogspot.com.br/

Raquel Cavasini Says:
08 fevereiro, 2016

Olá, adoro livros de contos, vou procurar saber mais sobre essas títulos <3

Beijokas da Quel ¬¬
Literaleitura

Ana Luiza Ferreira Says:
09 fevereiro, 2016

Oi Val,

eu gosto muito de contos (apesar de acabar não lendo muitos) e fiquei curiosa por esse livro!

Beijos!
Participe do Sorteio de Carnaval
http://www.mademoisellelovesbooks.com/

Leituras Compartilhadas Says:
09 fevereiro, 2016

Que pérola que você encontrou nesse sebo, hein! Só autores de primeira! Eu gosto muito de ler contos, pois, geralmente, são textos muito intensos. Adorei a dica!

Dany Says:
09 fevereiro, 2016

Gosto muito de livros de sebo, acabamos encontrando verdadeiras relíquias ali. Gostei desse livro, são contos de ótimos autores. Dica anotada!

Déborah Says:
09 fevereiro, 2016

Valéria já vi livro assim em sebo, mas não sei se era esse nome.
Desses só li Clarice.
Gostei muito da ideia do livro e super leria.

Lisossomos

Isa Pasqualini Says:
10 fevereiro, 2016

Olá!
Também fiz carnatona e, olha, vou recomendar pra TODO MUNDO ano que vem... nunca tive tanto tempo pra ler depois que entre pra faculdade hahahaha
eu tenho um livro com uma capa parecida, Escrava Isaura, a diagramação é muito boa, li quando era pequenininha!
bjss

http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br

Blog Leituraterapia Says:
11 fevereiro, 2016

Nossa que achado sensacional hein Maria!!! Adorei a dica e vou procurar a respeito, pois faz tempo que não leio contos, crônicas .... e amei a sua resenha!!!

Bj
Keyla - blogleituraterapia.blogspot.com.br

Blog Resenhando Says:
13 fevereiro, 2016

Oii,

Que interessante esse livro.
Não conhecia mas já estou morrendo de curiosidade de conhecer esses contos.

beijos

Felipe Cunha Says:
14 fevereiro, 2016

Oe, tudo bom?
Livros de contos sempre são bons para uma leitura mais leve.
Esse em questão parece ter uns contos muito legais, e com bons significados.
Adorei o post!
Até mais!

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

╬† Autores ╬†

agatha christie Alan Dean Foster Alan Moore Álvares de Azevedo Ana Cristina César Anaïs Nin Anna Akhmatova Anne Rice Anne Sexton Antônio Xerxenesky Arthur Rimbaud Bob Dylan Bram Stoker Cacaso Caio f. Abreu Cecília Meireles Charles Baudelaire charles bukowski Charles Dickens chuck palahniuk Clarice Lispector clive barker Cruz e Sousa dalton trevisan David Seltzer Dik Browne Don Winslow edgar allan poe Eduardo Galeano Emily Brontë Ernest Hemingway Eurípedes F. Scott Fitzgerald Ferreira Gullar Florbela Espanca Franz Kafka Garth Ennis George R. R. Martin Gilberto Freyre Guido Crepax H. G. Wells H. P. Lovecraft Haruki Murakami Henry James Herman Hesse Herman Melville Hilda Hilst honoré de balzac Horacio Quiroga Hunter S. Thompson Ignácio de Loyola Brandão isaac asimov Ivan Turgueniev J. R. R. Tolkien Jack Kerouac Jack London Jay Anson João Ubaldo Ribeiro Joe Sacco Jon Krakauer Jorge Luis Borges José Mauro de Vasconcelos Julio Verne Konstantinos Kaváfis L. Frank Baum Laura Esquivel Leon Tolstói Lord Byron Luciana Hidalgo Luiz Ruffato Lygia Fagundes Telles manoel de barros Marcelo Rubens Paiva Mario Benedetti Mark Twain Marquês de Sade Martha Medeiros Mary Shelley Michel Laub Miguel de Cervantes Milo Manara Moacyr Scliar Neil Gaiman Nelson Rodrigues Nicolai Gógol Oscar Wilde Pablo Neruda Patti Smith Paulo Leminski Pedro Juán Gutierrez Rachel de Queiroz Rainer Maria Rilke Ray Bradbury Robert Bloch Robert Kirkman robert louis stevenson Roberto Beltrão Rubem Alves Sándor Márai Sófocles Stephen King Stieg Larsson Susan E. Hinton Sylvia Plath Torquato Neto Victor Hugo Virginia Woolf William S. Burroughs Ziraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...