Agatha Christie - Morte na Praia

| 23 fevereiro 2016 | |
  Um lindo hotel paradisíaco na costa inglesa. Uma mulher estonteante, uma enteada que detesta a madrasta, um casal em crise porque o marido está de olho na mulher estonteante, um marido carrancudo, um padre maluco, uma velha mexeriqueira. Eis alguns dos elementos que compõem Morte na Praia, mais um dos bons títulos de Agatha Christie que tive o prazer de ler... E lógico, ocorre um crime. Quem matou 'tal vítima' desta vez? E claro que o mais famoso detetive das histórias da Rainha do Crime está no local certo para desvendar mais um assassinato...

Rodeado de pessoas e suas conversas insípidas [sou daquelas que não consegue simpatizar com nenhum personagem das tramas de Agatha], Hercule Poirot mais uma vez usa de sua habilidade para desvendar um crime, ocorrido em plena luz do dia, numa praia próxima ao hotel Jolly Roger. Ele está tentando curtir suas férias, num merecido descanso mas logo precisa investigar quem matou uma pessoa, e existem várias outras com motivos suficientes para terem cometido o ato... Mas como chegar ao assassino sem culpar alguém inocente? As peças do quebra-cabeça não estão se encaixando... O fator Tempo é primordial para desmanchar esse enigma...

Mais uma vez Agatha consegue prender o leitor ao longo de pouco mais de 200 páginas, e é preciso estar atento às pistas que ela lança ao longo da narrativa... Confesso que novamente cheguei perto de uma coisa que tinha tudo pra ser, mas não foi. E só então percebo as minúcias que entregavam o[a] criminoso[a] no decorrer dos capítulos. Eis uma prova do talento da autora em conduzir o leitor para um caminho que na verdade surpreende por ser o oposto...



Os diálogos dos personagens, suas características e ações fazem parte de uma colcha de retalhos que parece não ter harmonia alguma. Mas então o detetive belga de bigode peculiar pensa o que ninguém mais consegue, e chega a um desfecho de surpreender e empolgar... Minha edição é da antiga Editora Nova Fronteira, publicada aqui no Brasil na década de 1970. Foi um belo deleite, e sem dúvida mais uma das histórias bem intricadas que me permitiram adentrar profundamente em suas folhas... Aos fãs e aos marinheiros de primeira viagem nas tramas da Rainha do Crime, eis uma ótima pedida... 


19 Comentários:

Nerd Book Says:
23 fevereiro, 2016

Os livros da Agatha são incríveis, eu estou lendo Um corpo na biblioteca, e não consigo parar de pensar no final do livro. Eu não conheço muito bem a escritora e quais são seus livros, mas vou adicionar Morte na praia como minhas preferências para ler ainda esse ano.
https://nerdbookblog.wordpress.com/

Gleyse Vieira Says:
24 fevereiro, 2016

Oi Val, adoro a Agatha Christie e recentemente adquiri um box de livros dela, mas ainda não tive oportunidade de ler. Assim como você, eu também não simpatizo por nenhum dos personagens que a autora cria, acho que é porque todos são suspeitos e tem histórias meio obscuras, o que só nos deixa mais perdidos para tentar descobrir os assassinatos. Eu adoro tudo isso na escrita da autora e já fiquei com saudades de ler. Acho que vou abrir meu box kkkk. Bjs

Morgana Brunner Says:
24 fevereiro, 2016

Oiii, acho que a maioria dos livros que eu tenho da Agatha são deste mesmo ano que o seu, na verdade são minhas edições favoritas >3
Este eu não conhecia e adorei ter tido a oportunidade de conhecer mais uma obra assim.
Beijão

Livros da Beta Says:
24 fevereiro, 2016

Sou suspeita para falar dos livros da Agatha... simplesmente adoro! Ainda não conhecia este, mas fiquei curiosa já no início da resenha, quando mencionou "alguns dos elementos" que compõem a trama rsrsrs... quero ler o quanto antes!

Bjs
www.livrosdabeta.blogspot.com.br

Andrea Galvão Says:
24 fevereiro, 2016

Eu amei todos os livros de Christie e com Poirot que eu já li, e não tenho dúvidas de que também vou adorar "Morte na Praia"! Acho que as edições que eu tenho dos livros da autora devem ser as mesmas que as suas, já que todos os livros são da época da adolescência da minha mãe!
Beijos,
Déia
Own Mine

Déborah Says:
24 fevereiro, 2016

Valéria, nunca consegui ler nada da Agatha, pois as tramas nunca conseguiram me prender.
Mas você falou tão bem dessa história que eu fiquei até um pouco curiosa.
Talvez mais pra frente eu dê uma chance.

Lisossomos

Patrícia Says:
24 fevereiro, 2016

Os livros dela são fantásticos, comecei a ler quando criança e não parei desde então. Esse eu ainda não li, mas está na minha lista de futuras leituras.

Bjs.

Ciadoleitor.blogspot.com.br

Raquel Cavasini Says:
24 fevereiro, 2016

Olá, adoro as obras da autora, já li várias mas essa ainda não pude conferir...já está na lista!

Beijokas da Quel ¬¬
Literaleitura

Saga Literaria Says:
25 fevereiro, 2016

Olá,

adoro os livros da Agatha Christie, acho fantásticos! Então sou meio suspeito para falar. As edições que tenho acho que não são do mesmo ano do seu, são mais recentes. www.sagaliteraria.com.br

Livia Castro Says:
25 fevereiro, 2016

Agatha é maravilhosa, sou suspeita pra comentar sobre os livros dela, pelo menos os que li nunca me decepcionaram! :D
Esse ainda não li, mas coloquei na lista com certeza já que sua resenha me fez ter saudade de ler algo dela.

Beijão!
www.escritacolorida.com.br

Catharina M. Says:
25 fevereiro, 2016

Oie
sempre ouço falar da autora mas nunca arrisquei ler nada dela, gosto bastante do gênero apesar de não ler tão frequentemente, pretendo ler alguma coisa mais para frente

Beijos
http://realityofbooks.blogspot.com.br/

Lumartinho Says:
26 fevereiro, 2016

Oie Val!!
Ainnn, já é o segundo comentário que vou fazer aqui dizendo que não gosto de alguma coisa.... Desculpa!!
Eu não sei muito bem o que a Agatha tem, mas ela não me prende, nem me chama atenção... Não sei porque, mas apesar dela escrever um dos gêneros que mais gosto, nada dela me cativa... Até já desisti de tentar.
Beijos


LuMartinho | Face

Francine Porfirio Says:
26 fevereiro, 2016

Oi, flor!
Nunca li nada da autora, ainda, e tenho por aqui três de suas obras clássicas. Nunca ouvi falar desse livro, em especial, mas gostei muito do enredo e anotei a dica. <3 Sendo um livro tão curto, acho que a leitura será breve e agradável.

Beijos!
http://www.myqueenside.blogspot.com

Gabrielly Marques Says:
26 fevereiro, 2016

Adorei sua resenha, Val! Me deixou curiosa para fazer essa leitura. Quero ler outros livros dela que não sejam protagonizados pelo Poirot pois confesso que estou um pouco saturada kkk. Mas quero ler esse mesmo assim.
Beijos!!

Livros & Tal Says:
26 fevereiro, 2016

Oii sou muito fã dos romances da Agatha!!
Esse está na minha lista, mas ainda nao tive a oportunidade de lê-lo. Adorei a sua resenha.

beijos
Livros & Tal

Blog Leituraterapia Says:
26 fevereiro, 2016

Olá. Agatha está na minha lista de leituras há tempos. Preciso urgentemente criar vergonha na cara e começar a ler esta autora que 99,99999% falam super bemmm!!! Você já leu outros livros dela, tem algum que você indica para ler primeiro??? Tem alguma ordem?
-
Bj
Keyla - http://blogleituraterapia.blogspot.com.br/

Gabriel Ribeiro Says:
27 fevereiro, 2016

Oiie,
Eu nunca li nada da Agatha, mas eu quero muito ler! Vejo todo mundo falando bem, falando para eu ler e talz. KERO!

Abraços!
http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

Lucas Fagundes Says:
02 março, 2016

Oi, tudo bom?

A Agatha escreve o meu gênero favorito, mas acredita que enunca li nada dela? Preciso mudar essa situação o mais rápido possível. Tenho o Conto dos Dez Negrinhos aqui, que acredito ser um dos mais conhecidos, e pretendo começar por ele, quem sabe eu não coloque Morte na Praia logo na sequencia?

Parabéns pela resenha!

Abraços,
http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

Karina Erika Says:
03 março, 2016

Oi, ainda não seguia seu blog, mas já estou seguindo-o <3
Ainda não li nenhum livro dessa autora. Assustador, eu sei, mas pretendo mudar essa realidade me breve.
Amo um bom suspense. Adoro quando os autores vão distribuindo pistas ao longo da história, daí vamos adiando o culpado (pessoa que a pista aponta), só para no final descobrir que estávamos completamente errados. Só um autor com muito talento consegue amarrar a trama desse jeito.

Abraços,
Karina do blog Eu e Minha Cultura.

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...