Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...





"Deixai toda esperança, ó vós que entrais!" Inferno. A divina Comédia [Dante Alighieri]

Páginas

19

Uma narrativa policial e sacana de tirar o fôlego: A comédia mundana, de Luiz Biajoni

A comédia mundana é um livro composto de três novelas ao longo de suas pouco mais de 500 páginas. Escrito por Luiz Biajoni e publicado pela Editora Chiado, traz uma narrativa bastante fluida, e que apesar do tamanho, pode ser concluída em pouco tempo. Trata-se na verdade, de 'três novelas policiais sacanas', como o próprio autor denomina...

Em Sexo Ana* - uma novela marrom, Virgínia namora Luiz, e diz que vai operar as hemorroidas depois de uma boa transa com seu namorado. Mas algo muito estranho e indevido acontece quando ela vai a um consultório médico e seu namoro acaba indo por água abaixo... Virgínia trabalha numa redação de jornal e logo tem a  chance de participar de um caso de estupro e morte envolvendo dois menores e um tal de Santos. Nesse paralelo, Luiz conhece um amigo [também Luiz] do escritório onde trabalha e que tem uma filha, Luciana. Há também Ana, uma amiga de Virgínia que vive dando em cima dela mas ela foge da garota como o diabo foge da cruz. Mas precisa desabafar o que houve com alguém, e ela escolhe Ana...

A narrativa vai se entremeando entre o caso de polícia, o afastamento [e posterior tentativa de reconciliação] do casal protagonista, as investidas do dr. Júlio em Virgínia e  Ana tentando trapacear a própria amiga, quando dá em cima de Luiz, mesmo sendo lésbica. Sem contar a aproximação de Luiz com Luciana, que está metida numa encrenca e na fuga de e Carlinhos, os dois menores assassinos que protagonizam as partes mais 'vingativas' da história. Vírginia tem que lidar com um patrão que dá em cima dela, um médico obcecado por sexo anal, a tara da amiga e com a frustração do seu romance descendo pelo ralo. O autor consegue juntar as tramas paralelas com uma maestria sem precedentes, e o leitor vai se sentindo enredado e sem ter ideia de como a novela vai acabar...

Com relação ao desfecho, inesperado. Cru até.

Em Bocet* - uma novela cor-de-rosa, alguém anuncia que vai operar. Na cena seguinte, nos deparamos com uma família na qual ocorre uma tragédia. Esses fatos estão ligados à Geraldo Assis, do jornal que a personagem Virgínia [da primeira história] trabalhava. Valéria agora é responsável pelas matérias policiais e Beto pede para que ela investigue uma denúncia sobre um desmanche de carros. Entra em cena um escrivão que vai ajudá-la, e logo surge uma série de mortes, que podem ter ligação com o acidente narrado no início. Monique é uma mulher poderosa e tem no marido um capacho drogado que se submete a todas as suas vontades e frequenta uma casa de travestis, onde Assis também visita... Logo, notamos que os personagens estão enredados numa trama de assassinatos, operações ilegais e a polícia e o jornal estão trabalhando para desvendar esses crimes. O autor consegue fazer o leitor devorar com avidez toda a história a fim de conhecer o desfecho surpreendente... Eu me senti indignada, e infelizmente não é algo que fuja da realidade que estamos vivendo... O poder corrompe e compra o silêncio de muitos...

Na trama que fecha o livro, Boquet* - Uma novela vermelha, Virgínia reaparece, vinte anos mais velha e com uma filha adolescente. Carol [a filha de Virgínia] está prestes a se casar com o pastor Fraguinha, mas parece que ele não gosta muito de mulher... Em paralelo, alguém do passado de Assis retorna querendo vingança, e acaba se unindo ao pastor num negócio escuso de drogas... Mais uma vez o leitor se vê hipnotizado pela trama, que culmina em crimes, mortes, relacionamentos proibidos e toda uma sorte de tragédias, recheadas de sexo, crueza e  alienação religiosa. A trama traz críticas as instituições evangélicas que vivem de enganar os fiéis, a polícia e a imprensa, que chegam a ser tão sujas quanto um ponto de tráfico, e dá relevância mais uma vez aos transsexuais que se prostituem, bem como à difícil vida que a sociedade lhes relega. Confesso que os meus personagens preferidos estão no núcleo trans da obra... É através desse personagem marginalizado que o melhor das ações acontece...

As histórias estão entremeadas e existem várias críticas sociais por trás do livro. O sexo inserido na trama não é de forma alguma apelativo, mas serve como pano de fundo para histórias cotidianas que são plausíveis e poderiam acontecer com qualquer um, com seu vizinho, um colega de repartição ou com você mesmo... a homossexualidade é tratada como a sociedade a enxerga, os personagens sofrem os medos e paranoias de um mundo preconceituoso e decisões importantes a serem tomadas conduzem o fio que dá vida ao enredo de A comédia mundana. A tensão está presente em todo o livro. O ritmo da narrativa faz com que o leitor devore as mais de 500 páginas de forma alucinante, numa escrita jornalística deliciosa. Interessante notar a figura do 'herói' Assis, que possui segredos obscuros em sua vida e ainda assim funciona como uma espécie de justiceiro da 'verdade', ele quer que as matérias venham à tona, embora se arrisque bastante nisso...

Relações de poder são marca registrada na narrativa. Personagens que usam e abusam de sua autoridade a fim de conseguirem o que almejam. A imprensa é criticada. A religiosidade e repartições públicas são criticadas. Apesar do clima de suspense policial dos anos 50, a trama nos parece tão atual como o que vivemos hoje em dia.

Aviso aos leitores mais sensíveis: o livro contém trechos violentos, crus, excitantes, entre outras coisas do gênero. Se você curte romances bonitinhos e cheios de 'mimimi', A comédia mundana não é pra você. Mas pra quem quiser sair da zona de conforto, caia de corpo inteiro... É deleite na certa...

19 Comentários:

Gleyse Vieira

Oi Val, parece ser uma história bem pesada, mas cheia de nuances e tramas complexas, e vários dos elementos que citou, eu aprecio muito, pois não gosto dos romances mimimi kkkkk. Mas eu não curto muito quando as histórias tem essa veia jornalistica, na verdade os livros que li com esse tipo de narrativa não me agradaram muito. Mas gostei da premissa e acredito que seja uma leitura muito rica. Bjs

Helana Ohara

Oieee.
as novelas do livro me pareceram super pesadas, aliás os nomes delas já denunciam um pouco disso.
Eu achei interessante, confesso, mas iria ler com certo receio.

Beijinhos, Helana ♥
In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

Maria Neves

Oi, Maria!

Que loucura essas novelas! Não sei se é bem meu estilo, mas achei interessante que em todas elas vários elementos, que parecem não ter ligação, acabam se entrelaçando. Não digo que eu não gostaria de ler, mas acho que não estou no momento pra ele. Quem sabe um dia!

Beijos, Maria.
htpp://nerdsideblog.tumblr.com

Poliana Veloso

Menina sexo, drogas e rock in Roll pra essas novelas. Que nomes pra se colocar em. To boba.
As tramas me parecem realmente muito bem construídas como cenas que não inibem o pensamento da vida cotidiana, e com criticas sociais tudo fica ainda mais interessante.
Não é meu tipo de leitura favorito, mas a sua resenha me deixou muito afim de ler.
Beijo
www.livricios.com

kênia Cândido

Oi Maria, gostei muito da resenha. É um livro que se parecer uma oportunidade de ler não irei pensar duas vezes.

Bjos

http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

Daiane

Oie, tudo bem?

Não conhecia a obra, e confesso que este não é o tipo de leitura que goste muito. Entretanto, sua resenha me deixou bastante instigada em ler a obra.

Beijos,
Dai | www.cheirodelivronacional.com.br

Livros Encantos

Ola Val não conhecia o livro, no momento estou in love com romances e fantasia, por isso acredito não ser o momento para a leitura desse livro. Sua resenha ficou ótima e já deixei a dica anotada. beijos

Joyce
www.livrosencantos.com

Déborah

Valéria, nem de longe esse livro está na minha zona de conforto, mas você falou dele de uma maneira tão instigante que fiquei com muita vontade de sair da minha zona de conforto.
Adorei a ideia das novelas.

Lisossomos

Kétrin Galvagni

Olá, sabe que nunca li novelas? pela sua resenha me parece ser um livro muiito bom, eu adoro esses livros que tiram o leitor da zona de conforto. Adorei e com certeza já entrou para a minha lista!

Beijos

http://www.oteoremadaleitura.com/

Gabrielly Marques

Adoro narrativas carregadas de critica social, além de não me assustar facilmente com textos violentos, como preveniu, então acho que iria gostar dessa leitura. Adoro suspense tbm, então é um prato cheio. Gostei da resenha!! Só não sabia que o livro era tão gordinho, apesar de ser composto por 3 novelas, achei que fosse um pouco menor.
Beijos
http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

Dany

Gostei bastante da proposta, e da sua resenha! Vou anotar aqui, pois sei que não vou me arrepender de ler!

www.thunderwave.com.br

Brubs.

Já vi resenha em outro blog desse livro, e acho que foi resenha sua, no blog em que vc é colunista, ou to enganada? kkkk
Como sempre vc tras livros diferentes, pelo menos para mim é, e a cada resenha sua eu me interesso pelos livros, esse não foi diferente, gostei do livro, dos três novelas que contem, sairia da minha zona de conforto e seria bem legal, na verdade é o mais ando fazendo. Anotei o nome do livro. Quem em 2016 eu leia
http://marifriend.blogspot.com.br/

Larissa Fernandes

Ola, tudo bem?
Achei o livro bem diferente por trazer três tipos de histórias. Porem não gosto de livros neste estilo então não sei se leria.
Gostei muito da sua resenha!
Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

Gustavo Mendes

Oi!
Apesar dos elogios não consegui gostar muito da obra, acho que definitivamente não faz meu estilo.

Abraços
http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

Kelly Alves

Olá!
Gostei bastante da sua resenha, mas confesso que o livro não me conquistou :(
Talvez tenha sido a capa, já que tenho um fraco por elas!!!

Beijokas

Larissa Stewart

Olaa. Que capa diferente haha Gostei da sua resenha apresentou muito bem toda a premissa mas acho que nao leria esse livro, que pena 😒 Obrigada pela dica

Beijão da Lari
brilliantdiamond-bg.blogspot.com.br

Francine Porfirio

Wow, adoro ver diferentes contextos e personagens em interação. Gosto de ser surpreendida, de reconhecer valores morais e sociais em debate num enredo bem trabalhado. Com certeza, esse livro me atraiu e pretendo lê-lo.

Beijos!
http://www.myqueenside.blogspot.com

Aline Gonçalves

Oie, tudo bom?
Sinceramente não é um livro que eu leria. Apesar disso, entendi a proposta da trama por usar o sexo como crítica social. Vendo desse ponto, a narrativa tem muito a acrescentar.
Beijos,
http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

Ariana Silva

woooowwww
Minha nossa!!! kkkkk
Nunca li com nada parecido... Primeiro que nem sou fã de novelas e não tenho nenhum preconceito com quem gosta. Mas achei interessante alguns pontos. Infelizmente não seria um livro que leria neste momento, pode ser que algum tempo me surtisse a curiosidade em conhecer
Beijos
Ariana Silva
http://ariabooks.blogspot.com.br/

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...