Um verdadeiro dossiê sobre assassinos reais: Serial Killers - Anatomia do Mal

| 09 novembro 2015 | |
Algumas pessoas conhecem meu fascínio mórbido por histórias de assassinatos em série. O primeiro contato com um deles me vem à mente ao ver qualquer notícia relacionada ao assunto, seja na internet, em livros, filmes ou TV... O canibal de Milwalkee, que matou e canibalizou corpos de jovens negros numa cidade americana... Jeffrey Dahmer seria a alavanca que impulsionou minhas horas intermináveis em sites especializados no assunto durante minha adolescência...



 Além dele, temos o nosso famoso Chico Estrela, assassino 'tupiniquim' que estuprou e estrangulou várias mulheres, após enganá-las com uma seção de fotos na mata, com a promessa de que elas ficariam famosas... Era criança na época mas lembro do noticiário como se fosse hoje... Assim como as cenas das cabeças no freezer de Dahmer, a trilha na mata em que o motoboy Francisco de Assis Pereira percorria com suas vítimas ainda é nítida na mente...

Sendo assim, não é espanto eu querer comprar qualquer livro interessante que aborde o tema. E quando vi a DarkSide Books lançando Serial Killers - Anatomia do Mal, de Harold Schechter, foi a primeira obra da editora que quis ter na estante... Não foi a primeira, mas é a melhor devorada até então... Fui sorvendo a obra em goles intensos, grifando, marcando, fazendo anotações, relembrando casos dos assassinos mais famosos, que já tinha visto em filmes e outros livros, absorvendo todo esse compilado de informações sobre centenas de vítimas que em um péssimo dia, cruzaram com esses maníacos...


Nomes como Ted Bundy, Richard Ramírez, Charles Manson, Zodíaco e Aileen Wuornos dão o ar de sua [des]graça... O livro é dividido em nove partes, explicando a origem do termo serial killer, categorias de assassinato, o sexo perverso e a psicologia que explica tais depravações em tantos assassinos, aos perfis criminais, áreas de caça e conjecturas sobre o porquê deles matarem...

H. H. Holmes
Existem tipos bizarros que praticavam necrofilia, envenenadores, filhos que - maltratados pelas mães - acabavam por matá-las, métodos padrões para escolher as vítimas... Em suma, uma série de fatores que levam o leitor a adentrar cada vez mais fundo na mente perturbada desses indivíduos... Algumas descrições são extremamente chocantes para os estômagos mais sensíveis...

"Uma puta se afogou no próprio vômito enquanto me via estripar a amiga." Gerard Schaefer.

"Excitado pela visão de vísceras humanas, Dahmer, segundo se diz, abria o ventre de suas vítimas e [...] fodia as entranhas." 

A obra é bem ilustrada, traz várias photos dos serial killers, de algumas vítimas e de símbolos que alguns utilizavam. Traz também vários trechos de cartas sobre os casos, e o mais hediondo deles seria a carta que Albert Fish escreveu para a mãe de Grace Budd, menina de 12 anos que ele matou e comeu...

"Eu a asfixiei até a morte, então a cortei em pedacinhos para poder levar a carne para meus aposentos. Como era doce e tenro seu pequeno lombo assado no forno. Levei nove dias para comer seu corpo inteiro."

Para os aficionados por assassinos em série, o livro é indispensável de ter na coleção. Alguns trechos me deixaram revoltada, outros me colocavam em reflexão, em praticamente todos me pus no lugar dos assassinados... E me pego pensando em como a mente humana pode ser doentia, no pior sentido do termo... E levando em conta o que a maioria dos psicopatas passaram na infância, é de se 'entender' o quão monstros eles se tornavam na idade adulta [embora alguns deles tenham já matado ainda adolescentes ou crianças]... É de sentir pena e asco ao mesmo tempo... 

O destino de alguns foi a prisão perpétua, outros, como Ed Gein, viver o resto da vida em clínicas psiquiátricas, mas muitos deles eram condenados à morte na cadeira elétrica, enforcamento ou decapitação, devido a sordidez e brutalidade de seus crimes. Haviam os que matavam em dupla, em grupos, os que jamais tiveram suas identidades descobertas. O livro dá ênfase aos mais notórios e explana os casos mais dignos de nota... 

John Wayne Gacy era um pai de família e cidadão respeitável, que se vestia de palhaço para alegrar crianças num hospital. Seu lado sombrio matou mais de 30 adolescentes meninos ao longo de seis anos. Ted Bundy matou dezenas de mulheres em vários estados americanos, e seu fim foi na cadeira elétrica. Mary Bell - uma menina que era estuprada pelos clientes da mãe e posteriormente se tornou uma assassina, matando dois meninos de 3 anos, Andrei Chikatilo, a besta russa que "cometia atrocidades tão grandes com suas vítimas - retalhava seus rostos, extraía seus olhos, removia suas línguas, arrancava suas entranhas, devorava seus órgãos genitais - que investigadores que trabalharam no caso tiveram que receber tratamento psicológico.", entre vários outros casos tem sua 'participação' nas quase 500 páginas que compõem o livro...


Finalizando, acho importante frisar as referências do livro na literatura e no cinema que trazem ao leitor/espectador esse lado cruel do ser humano. Contudo, esses monstros das telas e dos livros em nada se comparam à bestialidade desprovida de remorsos desses assassinos de carne e osso... Anatomia do Mal é uma leitura para quem tem estômago... 

18 Comentários:

Jessica Santos Says:
09 novembro, 2015

Nossa, adorei sua resenha! Já havia visto este livro por aí e por aqui mas não me preocupei em saber mais. Depois dessa resenha fiquei com uma mega vontade de ler! Vou me sentir a própria investigadora!
Beijos
relicariodepapel.wordpress.com

Cassia Says:
10 novembro, 2015

Esse realmente não é o tipo de livro pra mim. Provavelmente, se eu lesse, ficaria paranóica pra andar na rua kkkkkk.

Carolina Valeriano Says:
10 novembro, 2015

Rapaz, eu também fico com certas características humanas. E sempre que posso reviro o banco de dados de grandes criminosos, para tentar entender suas mentes. Resenha incrível Val. :D

Beijos
http://abordodanavemae.blogspot.com.br/

Poliana Veloso Says:
10 novembro, 2015

Oi Maria Valéria, como vai?
Sempre quis comprar esse livro, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre ele.
Gosto da ideia de conhecer as pessoas por trás do monstros que se tornaram. Sofrimento gera sofrimento.
Achei muito bem feita sua resenha. E vou com toda a certeza colocar ele na minha lista de compras.
Beijo
www.livricios.com

Morgana Brunner Says:
10 novembro, 2015

Oii, tudo bem?
Este é um livro no qual eu quero muito ler, está na minha lista de compras, mas só encontros em lojas virtuais, infelizmente. Pretendo ler ele <3 adorei a sua resenha e as fotos, foram bem legais, eu gostei.
Beijão
http://segredosliterarios-oficial.blogspot.com.br/

Julia Martins Says:
11 novembro, 2015

Oi, Maria!
Estou com esse livro na estante a muito tempo e confesso que estou com medo da grossura dele hahaha A Paac até me marcou num desafio que deveria ler esse livro, mas ainda não tive sucesso. Estou reorganizando minhas leituras para poder colocar todos os queridinhos da Darkside na lista de lidos ;)

PS. Os quotes que escolheu me deram medo D:

Beijos
http://www.breakingfree.blog.br/

Lilian Farias Says:
11 novembro, 2015

"Para os aficionados por assassinos em série", faço parte desse clã, mas não conhecia o livro: vergonha absoluta! a única coisa que me deixa receosa é sobre a abordagem teórica do livro...

leticia vieira Says:
11 novembro, 2015

Eu to começando agra a ler livros de serial killer o primeiro que eu li ate agra foi eu vejo kate e graçs a ele eu to conseguindo aler varios livros do gênero eu ainda não conhecia.

Dany Says:
11 novembro, 2015

Estou louca para ler esse livro! Estava interessada pelo conteúdo mesmo, sou outra viciada no assunto, mas ver na sua resenha que ele é lindo também só me deixou com mais vontade!

www.thunderwave.com.br

Larissa Stewart Says:
11 novembro, 2015

Ola. Ja percebi esse seu fascínio haha e admiro eu gosto mas não tanto assim kkk Livro interessante uma ótima leitura pra você imagino. Ótima resenha!

Beijão da Lari
brilliantdiamond-bg.blogspot.com.br

Gleyse Vieira Says:
11 novembro, 2015

Oi Val, algumas histórias nos causam um misto de sensações e acho que esse livro mostra as varias versões da mente humana. Não sou tão fissurada nesse tipo de história, mas acho interessante desvendar o que se passa na mente desses psicopatas durante a leitura. Bjs

Déborah Says:
12 novembro, 2015

Valéria, com certeza eu não teria estômago para ler esse livro.
Já senti um embrulho só em ler esse trecho da carta de Albert Fish.
É incrível como o ser humano pode ser terrível.

Lisossomos

Evellyn Cardoso Says:
12 novembro, 2015

Só está faltando ele pra minha coleção de assassinos da Dark Side. <3

Livros & Tal Says:
12 novembro, 2015

Oii é super interessante livros assim, sem a menor sombra de dúvidas, porém esse livro não é pra mim.
Eu morro de medo dessas coisas e imagine ainda vendo que é real?
Porém meu boy ia amar esse livro... ele é meio doido kk

beijos
Mayara
Livros & Tal

Confraria Cultural Says:
14 novembro, 2015

Muito interessante a proposta do livro, fiquei com bastante vontade de lê-lo.
Gosto da temática, então é claro que vou adicioná-lo à lista de futuras leituras :D

Maria Lygia Says:
15 novembro, 2015

Esse livro parece ser realmente fantástico, já faz algum tempo que estou com vontade de lê-lo. Tenho uma história de amor e ódio com enredos sobre psicopatas, assassinos etc. Ao mesmo tempo que em que me fascino pelas histórias, sinto um pouco de nojo da sociedade. Não sei o que fazer sobre ainda, veremos quando eu ler mais livros sobre isso.

http://ocasulodasletras.blogspot.com.br/

Lumartinho Says:
17 novembro, 2015

OIe, tudo bem!?
Eu não sou fissurada nesse tipo de leitura, mas eu gostaria muito de ler esse livro e conhecer melhor esses assassinos, apesar de que eu iria bem devagar pra não ficar muito chocada, eu sou bem impressionável!
Beijos

LuMartinho | Face

Amores e Livros Says:
03 dezembro, 2015

Com toda certeza esse é um dos livros mais interessantes que a Darkside tem em seu catálogo. Eu mesmo, que não sou fã de ler esse tipo de história fiquei interessada durante um bom tempo no livro - e só desisti pois tenho certeza de que eu não teria estomago para ler o livro... Não teria mesmo... Algumas partes citadas na sua resenha já me deixaram com o estomago embrulhado...rs
Beijinhos,
Lica

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...