Os sonhos de Jurema e outras historietas sem tempo...

| 03 novembro 2015 | |
Recebi como cortesia de uma querida amiga sua publicação recente intitulada Os sonhos de Jurema e outras historietas sem tempo, e garanto que o único defeito do livro é que ele poderia ter mais contos, pois a escrita de Mara Vanessa é deliciosa, e ao mesmo tempo que massageia, nos dá aquela breve sensação de desconforto seguido de soluço... O livro foi publicado de maneira artesanal, como a autora intitulou o formato, publicado pela Infinitum Editora... a diagramação é singular. E para adquirir seu exemplar, é só entrar em contato com a autora por e-mail: maravanessa@gmail.com



Com uma maestria impressionante, ela baila com as palavras, nos brindando com contos breves, bem ao estilo do 'vampiro de Curitiba' - Dalton Trevisan - expondo cenários do cotidiano de pessoas comuns, mas que fazem o leitor se identificar em alguma[s] delas...

Os contos falam sobre um novo amor, sobre as labutas diárias de uma vida sem esperança, sobre nunca se abater perante as dificuldades, e - acreditem - fugindo do clichê de parecer autoajuda. As historietas são realistas, metafóricas, falam de urbanidade - eis alguns dos elementos que o livro carrega consigo. O amor se encontra nas entrelinhas...

"Eu como minhas unhas, detono meu pulmão, ferro com meu corpo. Sou fedorento como um gambá e o libertário dos libertinos. Mas ainda não sei como olhar para os seus olhos com todas essas cores de azul e verde. Ainda não sei..."

Em certos momentos, é quase palpável a crueza visceral com que a autora ambienta seus personagens. 

"Lavando os pés na água barrenta, corpo molhado pela chuva e bucho morrendo de fome, resolve perguntar à mãe onde ela conheceu o pai. Olhando o esgoto no meio da rua, ela responde:
- Aí mesmo, ó."

O livro também fala sobre as superficialidades das relações modernas, numa era em que os celulares se tornam mais que aparatos e parecem ser elementos essenciais para sobreviver nesse mundo de aparências... No conto Insone, a tragédia da vida recai sobre os lugares que ninguém espera. Em Revista sagrada, o cansaço do dia-a-dia se reflete na mesmice dos relacionamentos, já exauridos; Em Ata, corre a hipocrisia santa e a ingenuidade cega... 

Em Refluxos, as lembranças de alguém que partiu são o foco da historieta...

"A cozinha ainda estava lá, com aquele aspecto gordurento que se confundia com os cabelos dela. Olhou para o ralo da pia fixamente. Ainda hoje continua olhando. Quem sabe a encontre lá, presa entre os restos de comida entupidos."

Os sonhos de Jurema e outras historietas sem tempo é para aqueles que sabem encontrar poesia em todo lugar... Seja numa repartição pública, num ponto de ônibus após o cursinho ou entre pombos se alimentando da pipoca de alguém num banco de praça... É sobre[vivências], dores, humanos... 


7 Comentários:

Gleyse Vieira Says:
03 novembro, 2015

Oi Val, eu gosto desse tipo de história, queria que não fossem contos, mas uma grande história contada através dessa coisa mais metafórica e crua. Me interessei muito pela leitura. Quem sabe eu compro. Bjs

Gleyse Vieira Says:
03 novembro, 2015

Oi Val, eu gosto desse tipo de história, queria que não fossem contos, mas uma grande história contada através dessa coisa mais metafórica e crua. Me interessei muito pela leitura. Quem sabe eu compro. Bjs

Kíria Simões Says:
03 novembro, 2015

Olá.
São pouco os livros de contos que li na vida, não é minha primeira opção para leitura, mas sempre que quero ler algo breve opto por contos, gostei muito da resenha, fiquei curiosa para poder ler o livro, amei como o livro foi publicado, parece que todo leitor vai ter a primeira prova na estante.

Bjs
http://nosleitoras.com/

Francine Porfirio Says:
04 novembro, 2015

Oi, flor.
Gostei da sua crítica. Eu adoro contos e esses me atraíram por serem envolventes e retratarem contextos bem descritos. Pela sua opinião, noto que é um prato cheio para quem aprecia o gênero. Também me interessei pelo layout diferenciado.

Beijos!
http://www.myqueenside.blogspot.com

Giselly Karla Says:
05 novembro, 2015

A diagramação do livro é bem diferente mais interessante. Não sou muito fã de contos mas leio alguns e esses até que me despertaram um certo interesse. Vou adicionar em minha lista. ;)

Bjokas!

Déborah Says:
06 novembro, 2015

Valéria, pelo pouco que deu pra ver do livro a diagramação é bem diferente mesmo e muito bonita.
Gostei das temáticas empregadas nos contos e fiquei bem interessada em ler.

Lisossomos

Sabrina Finoti Says:
16 novembro, 2015

Oi!
O livro parece ser bem bonito mesmo, e mesmo tendo uma temática de vampiros, que muitos não gostam, parece ser lindo e recomendado pra todos

www.gordinhaassumida.com.br

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

╬† Autores ╬†

agatha christie Alan Dean Foster Alan Moore Álvares de Azevedo Ana Cristina César Anaïs Nin Anna Akhmatova Anne Rice Anne Sexton Antônio Xerxenesky Arthur Rimbaud Bob Dylan Bram Stoker Cacaso Caio f. Abreu Cecília Meireles Charles Baudelaire charles bukowski Charles Dickens chuck palahniuk Clarice Lispector clive barker Cruz e Sousa dalton trevisan David Seltzer Dik Browne Don Winslow edgar allan poe Eduardo Galeano Emily Brontë Ernest Hemingway Eurípedes F. Scott Fitzgerald Ferreira Gullar Florbela Espanca Franz Kafka Garth Ennis George R. R. Martin Gilberto Freyre Guido Crepax H. G. Wells H. P. Lovecraft Haruki Murakami Henry James Herman Hesse Herman Melville Hilda Hilst honoré de balzac Horacio Quiroga Hunter S. Thompson Ignácio de Loyola Brandão isaac asimov Ivan Turgueniev J. R. R. Tolkien Jack Kerouac Jack London Jay Anson João Ubaldo Ribeiro Joe Sacco Jon Krakauer Jorge Luis Borges José Mauro de Vasconcelos Julio Verne Konstantinos Kaváfis L. Frank Baum Laura Esquivel Leon Tolstói Lord Byron Luciana Hidalgo Luiz Ruffato Lygia Fagundes Telles manoel de barros Marcelo Rubens Paiva Mario Benedetti Mark Twain Marquês de Sade Martha Medeiros Mary Shelley Michel Laub Miguel de Cervantes Milo Manara Moacyr Scliar Neil Gaiman Nelson Rodrigues Nicolai Gógol Oscar Wilde Pablo Neruda Patti Smith Paulo Leminski Pedro Juán Gutierrez Rachel de Queiroz Rainer Maria Rilke Ray Bradbury Robert Bloch Robert Kirkman robert louis stevenson Roberto Beltrão Rubem Alves Sándor Márai Sófocles Stephen King Stieg Larsson Susan E. Hinton Sylvia Plath Torquato Neto Victor Hugo Virginia Woolf William S. Burroughs Ziraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...