Crimes do Tarô, de Leonardo Nóbrega

| 16 novembro 2015 | |
Recebi de parceria com o autor Leonardo Nóbrega seu livro Crimes do Tarô, publicado pela Premius Editora. Confesso que meu interessa no livro cresceu bastante depois de ver algumas opiniões de amigas sobre a obra e fiquei muito feliz quando Leonardo topou fechar a parceria e enviou um exemplar para mim... 

Conhecemos o policial Tomás, que vive numa cidadezinha de litoral, sossegada e tranquila. O trabalho dele é igualmente calmo, se resumindo a uma briga doméstica aqui, um roubo ali, mas isso está prestes a mudar. O principal banco da cidade é arrombado. O ladrão deixa para trás um cadáver, levando o dinheiro do banco e a cidade fica em estado de alerta. O ladrão, que o guarda noturno afirma ter sido uma mulher, deixa duas intrigantes cartas de tarô no local. Cabe a Tomás desvendar esse mistério...



Logo, outras invasões a importantes setores da cidade começam a acontecer e objetos incomuns são roubados. Logo, uma funcionária do banco procura Tomás e lhe passa informações valiosas, pondo na lista de suspeitos de um crime de falsificação na cidade, o próprio dono do banco, que pode estar espalhando dinheiro falso. Além dele, outras figuras importantes que parecem ser vítimas, na verdade, podem ser justamente os culpados pela série de arrombamentos, roubos, incêndios e ameaças que formam o caso, bem como uma série de corpos que vão caindo um a um, a fim de não entregarem seus 'superiores'... 

Tomás terá que resolver tudo e ao mesmo tempo lidar com o fato de estar se apaixonando por sua informante - Edith. Alguém a quer morta, e logo o leitor descobrirá o porquê... 

Leonardo Nóbrega soube criar um suspense cheio de reviravoltas e uma trama bem intricada, que levam o leitor à ultima página com extrema avidez, a fim de se descobrir o desfecho da história. Afora alguns pequenos erros na revisão, a diagramação do livro está bem-feita, os capítulos curtos dão mais ritmo à leitura e a escrita fluída fazem com que a história não fique monótona ou cansativa. 

A cada página, o mistério traz mais elementos que parecem interligados e que vão proporcionar uma carga de adrenalina no leitor. O final foi surpreendente, me deixou sem palavras. Em suma, Crimes do Tarô é um prato cheio para os leitores aficionados por boas histórias policiais, num cenário 'brazuca' e cheio de descrições que nos transportam para o interior de suas folhas. Vale a pena a pedida... 

5 Comentários:

Helana Ohara Says:
16 novembro, 2015

Já li outras resenhas desse livro e te confesso que tô apaixonada, pelo título história...
AMO SUSPENSE.

Beijinhos, Helana ♥
In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

Juliana Garcez Says:
19 novembro, 2015

Oi! Tudo bem?

Já li resenhas sobre esse livro que me fizeram ficar doida por ele! Seria um prazer receber essa obra do autor para resenha, já que no momento não posso comprá-lo =( Adorei saber que essa obra tem uma carga de adrenalina enorme! *O* Já quero.

Beijos,

Juliana Garcez | Livros e Flores

Larissa Stewart Says:
20 novembro, 2015

Ola. não conhecia o livro mas a premissa do livro com um.pequeno suspense me atraiu bastante. A capa é linda. Parabéns pela parceria.

Beijão da Lari
brilliantdiamond-bg.blogspot.com.br

Jéssica Melo Says:
20 novembro, 2015

Olá Maria, eu amo romance policial e o enredo deste parece ser bem legal além de ser ambientado aqui no brasil <3 Já tinha lido outras resenha positivas do livro e com a sua só aumentou a minha vontade de lê-lo e espero poder faze-lo em breve.

Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

Francine Porfirio Says:
22 novembro, 2015

Acho que o grande trunfo de um autor no gênero suspense é, com certeza, o desfecho! Se ele te deixou sem palavras, flor, com certeza o livro faz jus às qualidade que você ressaltou sobre ele. Quero lê-lo! (rs)

Beijos!
http://www.myqueenside.blogspot.com

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

╬† Autores ╬†

agatha christie Alan Dean Foster Alan Moore Álvares de Azevedo Ana Cristina César Anaïs Nin Anna Akhmatova Anne Rice Anne Sexton Antônio Xerxenesky Arthur Rimbaud Bob Dylan Bram Stoker Cacaso Caio f. Abreu Cecília Meireles Charles Baudelaire charles bukowski Charles Dickens chuck palahniuk Clarice Lispector clive barker Cruz e Sousa dalton trevisan David Seltzer Dik Browne Don Winslow edgar allan poe Eduardo Galeano Emily Brontë Ernest Hemingway Eurípedes F. Scott Fitzgerald Ferreira Gullar Florbela Espanca Franz Kafka Garth Ennis George R. R. Martin Gilberto Freyre Guido Crepax H. G. Wells H. P. Lovecraft Haruki Murakami Henry James Herman Hesse Herman Melville Hilda Hilst honoré de balzac Horacio Quiroga Hunter S. Thompson Ignácio de Loyola Brandão isaac asimov Ivan Turgueniev J. R. R. Tolkien Jack Kerouac Jack London Jay Anson João Ubaldo Ribeiro Joe Sacco Jon Krakauer Jorge Luis Borges José Mauro de Vasconcelos Julio Verne Konstantinos Kaváfis L. Frank Baum Laura Esquivel Leon Tolstói Lord Byron Luciana Hidalgo Luiz Ruffato Lygia Fagundes Telles manoel de barros Marcelo Rubens Paiva Mario Benedetti Mark Twain Marquês de Sade Martha Medeiros Mary Shelley Michel Laub Miguel de Cervantes Milo Manara Moacyr Scliar Neil Gaiman Nelson Rodrigues Nicolai Gógol Oscar Wilde Pablo Neruda Patti Smith Paulo Leminski Pedro Juán Gutierrez Rachel de Queiroz Rainer Maria Rilke Ray Bradbury Robert Bloch Robert Kirkman robert louis stevenson Roberto Beltrão Rubem Alves Sándor Márai Sófocles Stephen King Stieg Larsson Susan E. Hinton Sylvia Plath Torquato Neto Victor Hugo Virginia Woolf William S. Burroughs Ziraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...