Bienal do Livro Pernambuco - 2015

| 13 outubro 2015 | |
A Bienal do Livro aqui em Pernambuco teve início dia 02 de outubro e finalizou no dia das crianças, dia 12, às 17:00, sediada no Centro de Convenções de Pernambuco. Claro que - da mesma forma que fui nas edições anteriores de 2009 pra cá, não poderia deixar de comparecer este ano. E fui duas vezes no último fim de semana: dia 09 com alguns alunos meus, da escola onde trabalho, e no domingo [11/10] acompanhada de parte da família - sobrinho, irmã e marido. 



Sobre o evento em si, achei essa edição mais fraca que as anteriores, tanto no fluxo de visitantes como nos expositores. Infelizmente não pude assistir a palestras e minicursos sediados durante o evento, mas com relação a isso, vi muitas críticas positivas. 

compras do primeiro dia que eu fui...

Sobre as opções de compras, dou destaque ao estande da Editora Aleph, que estava com um catálogo diversificado e incrível, fazendo os fãs de sci-fi esvaziarem a carteira... Eu fui uma delas e adquiri três super livros da editora: Laranja Mecânica, edição especial 50 anos; Alien e Neuromancer [edição especial 30 anos]... 

Minhas aquisições ao longo dos dois dias que compareci foram de preços variáveis. O mais caro custou $64.90 e o mais barato que encontrei estava por $1.00. Mas para conseguir livros bons por um preço bacana, era necessário 'garimpar' bastante nas várias mesas espalhadas nos estandes com promoções... Não foi tarefa fácil, mas consegui algumas relíquias... 

Com relação à minha Wishlist, praticamente não comprei nada dela, exceto o título da DarkSide Books, Anatomia do Mal. De uma lista antiga, consegui por 5 reais o livro Poemas, de Lord Byron e Perfil de uma mente criminosa [por 10 reais...]. No fim das contas, olha o 'estrago' que fiz...



Um dos pontos altos pra mim foi ter levado minha irmã [Patrícia] e Miguel para conhecer a Feira. Eles nunca tinham ido a uma bienal antes e ver a cara de ambos, felizes, valeu todo o esforço pra chegar até lá... Espero que na edição de 2017, eu possa levá-los novamente, e comprar muitos e muitos livros... Minho me ajudou bastante carregando pacotes e brincando com Miguel, quando ele emburrava... 

Suelle e David

Cecilia, Paloma, eu, Larissa, Claudia e Silas
Só pra finalizar: achei que os títulos em alguns estandes estavam muito caros para um evento como a Bienal. A Saraiva estava com preços exorbitantes e em outros pontos, os livros eram em sua maioria para o público infantil, religioso e 'de novos pintores com seus livros de colorir'. Senti falta de uma maior diversificação de títulos à venda...

Patricia, Miguel e eu

Em suma, avaliando de 0 a 10, eu daria nota 7.0 para o evento, comparando com os anos anteriores, mas no quesito diversão - em ambos os dias - nota máxima. Valeu muito a pena. Até a próxima, e espero que tenham gostado. Me contem nos comentários se você compareceu. ^.~


Minho, Miguel e eu no estande da Aleph...


8 Comentários:

Juliana Garcez Says:
13 outubro, 2015

Oie! Tudo bem?

Bem que eu queria ter uma Bienal pertinho de mim. =( Eu nunca fui a uma, acredita? É sempre tão longe de onde moro que o custo da estadia acaba ficando inviável. Mas enfim, uma pena que esse ano você achou o evento mais fraco que os anteriores... E nossa, eu iria pirar no estande da Alpeh! rsrs Adorei suas aquisições. E o ruim desses eventos é quando os preços estão lá em cima, né? Afinal, as vezes sai mais barato comprar na internet mesmo... E daí a bienal acaba perdendo um dos seus propósitos, né?!

Beijos,

Juliana Garcez | Livros e Flores

Bárbara Prado Says:
13 outubro, 2015

Nunca fui a uma Bienal, mas morro de vontade
Apesar dos pesares, achei suas comprinhas bem recheadas rs

Beijos
http://myself-here1.blogspot.com.br/?m=1

luanebulosa Says:
13 outubro, 2015

Eu fui ontem pra cavucar na chepa da bienal, achei esse o ano mais fraquinho que participei, dessa vez só gastei 52 lágrimas e voltei para casa com 7 títulos. Queria algo do Verne, mas, só encontrei edições resumidas. :/ Minha surpresa feliz foi uma edição de Poliana para ler com bebê.

Salada de Livros Says:
14 outubro, 2015

Oie!!
Uma pena que tenha caído o nível da Bienal dai, principalmente considerando que o número de leitores e pessoas interessadas só vem aumentando, isso é realmente uma pena mas, pelo menos ai tem.
No meu estado não tem, fico muito triste com isso.
Mas, adorei seu post.
Beijos!!

Lumartinho Says:
15 outubro, 2015

Oie!
Que legal essa bienal! Adorei as suas compras, mas uma pena que a Saraiva está, como sempre, achando que os livros que ela vendem são de ouro, quando são como os livros em qualquer outro lugar. U_U
Eu gosto de livros de colorir, então não ficaria chateada em achar váááááários hahaha Que bom que, no final, você se divertiu muito, isso que importa!
beijos

LuMartinho | Face

Monalisa Marques Says:
15 outubro, 2015

Caramba, você comprou muita coisa! Eu fui à bienal aqui no Rio e só comprei um livro. Os preços não estavam tão bons no dia em que eu fui.
Beijo!

Um Reino Muito Distante Says:
15 outubro, 2015

Muito bacana a Bienal aí de Pernambuco1 Você comprou muito coisa! Pelo que acompanho os estandes da Aleph nas feiras dos livros são um bálsamo para leitores de ficção cientíca (eu sou uma delas rsrs...). Estou namorando essa edição de Neuromancer, é muito linda!

http://umreinomuitodistante.blogspot.com.br/

Brubs. Says:
20 outubro, 2015

Vi o povo comentando bastante sobre a bienal. Vi que tinha mesmo bastante coisas baratas espalhadas pelas mesas, eu iria adorar que a bienal daqui de SP fosse com menos fluxo de visitantes hahaha
No fim valeu a diversão né?
http://marifriend.blogspot.com.br/

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

╬† Autores ╬†

agatha christie Alan Dean Foster Alan Moore Álvares de Azevedo Ana Cristina César Anaïs Nin Anna Akhmatova Anne Rice Anne Sexton Antônio Xerxenesky Arthur Rimbaud Bob Dylan Bram Stoker Cacaso Caio f. Abreu Cecília Meireles Charles Baudelaire charles bukowski Charles Dickens chuck palahniuk Clarice Lispector clive barker Cruz e Sousa dalton trevisan David Seltzer Dik Browne Don Winslow edgar allan poe Eduardo Galeano Emily Brontë Ernest Hemingway Eurípedes F. Scott Fitzgerald Ferreira Gullar Florbela Espanca Franz Kafka Garth Ennis George R. R. Martin Gilberto Freyre Guido Crepax H. G. Wells H. P. Lovecraft Haruki Murakami Henry James Herman Hesse Herman Melville Hilda Hilst honoré de balzac Horacio Quiroga Hunter S. Thompson Ignácio de Loyola Brandão isaac asimov Ivan Turgueniev J. R. R. Tolkien Jack Kerouac Jack London Jay Anson João Ubaldo Ribeiro Joe Sacco Jon Krakauer Jorge Luis Borges José Mauro de Vasconcelos Julio Verne Konstantinos Kaváfis L. Frank Baum Laura Esquivel Leon Tolstói Lord Byron Luciana Hidalgo Luiz Ruffato Lygia Fagundes Telles manoel de barros Marcelo Rubens Paiva Mario Benedetti Mark Twain Marquês de Sade Martha Medeiros Mary Shelley Michel Laub Miguel de Cervantes Milo Manara Moacyr Scliar Neil Gaiman Nelson Rodrigues Nicolai Gógol Oscar Wilde Pablo Neruda Patti Smith Paulo Leminski Pedro Juán Gutierrez Rachel de Queiroz Rainer Maria Rilke Ray Bradbury Robert Bloch Robert Kirkman robert louis stevenson Roberto Beltrão Rubem Alves Sándor Márai Sófocles Stephen King Stieg Larsson Susan E. Hinton Sylvia Plath Torquato Neto Victor Hugo Virginia Woolf William S. Burroughs Ziraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...