Swing: Eu,Tu... Eles... Um estudo antropológico sobre a prática do Swing...

| 19 agosto 2015 | |
Escrito por Maria Silvério, Swing: Eu, Tu... Eles, publicado pela Chiado Editora aborda o 'universo' da prática de swing, de acordo com uma pesquisa realizada pela autora em clubes noturnos de Portugal, por meio de uma pesquisa de campo, depoimentos e muita observação do comportamento dos frequentadores destes locais e praticadores assíduos desse estilo de vida que é permeado de tabus e preconceitos...

Dividido em cinco partes, ela dá início à obra discorrendo sobre o início de sua pesquisa, quando precisou investigar os endereços desses locais na internet e sua dificuldade em consegui-lo, devido ao extremo sigilo desses ambientes em preservar a identidade de seus clientes/membros. Com a ajuda de seu namorado, ela consegue alguns contatos, através de poucas informações na internet e finalmente visita um desses locais. 



Ainda na parte inicial do livro, a antropóloga nos apresenta uma ideia do espaço físico de um clube de swing, o perfil dos membros e os valores que costumam pagar para entrar e usufruir do espaço, as investidas por telefone e pessoalmente pra conseguir escrever o trabalho, e algumas tentativas [frustradas] por parte de alguns indivíduos de convidá-la a participar das relações sexuais. Em momento algum ela foi para a parte prática da pesquisa, e teve receio de dizer seu propósito por medo que fechassem as portas para ela e os contatos que tinha conseguido se sentissem vigiados, usados ou coisa do tipo...

Silvério também nos apresenta as regras do swing, desmistificando alguns pré-conceitos formados  pela sociedade, que apontam a prática como algo completamente desorganizado e sem limites. Existe todo um conjunto de princípios a seguir para quem se aventura nesses clubes. O principal deles é saber ouvir um 'não' de algum casal ou single [solteiros que frequentam o ambiente], sem insistir na abordagem. Ela também fala sobre a prática aqui no Brasil, fazendo vários comparativos entre os dois países, e conhecemos as diferenças entre os espaços físicos e casais adeptos daqui e de Portugal. 

Uma parte do livro é toda dedicada à compreensão da origem dos relacionamentos conjugais, a fim de - talvez - explicar/esclarecer o fenômeno na contemporaneidade. O foco swing não tem tanta ênfase nesses capítulos, e a abordagem se concentra em questões como união familiar, amor/paixão, industrialização e sexualidade, patriarcalismo, feminismo, aspectos patológicos estudados ao longo dos anos para denominar práticas sexuais que saiam da linha 'sexo para procriar' e convergem no campo da 'perversão ou desvio de conduta sexual', psicanálise, entre outros pontos interessantes acerca do casamento/sexo/religiosidade. 

Destacam-se também os capítulos falando sobre a liberdade sexual, e como ela se encaixa nos estereótipos de gênero. Ela referencia nomes importantes no campo da psicologia e sociologia, como Sigmund Freud, Michel Foucault e Zigmunt Bauman, faz paralelos com opiniões divergentes de vários antropólogos sem dar um diagnostico de quem está 'certo ou errado', fazendo com que o leitor enxergue mais de uma perspectiva do assunto em pauta e possa tirar suas próprias conclusões...

Voltando ao swing, ela mantém no anonimato as pessoas que contribuíram com sua pesquisa ao longo das semanas, preservando suas identidades, atribuindo-lhes nomes fictícios no decorrer do livro. Conceitos como homossexualidade, ciúme e infidelidade são citados nos capítulos finais, e servem como uma forma de entendermos os casais que se iniciam nessa prática sexual. 

Em suma, o livro se revelou um excelente estudo antropológico sobre a prática do swing, trazendo características pertinentes a esse estilo de vida, satisfazendo os curiosos acerca do tema e aprofundando o conhecimento de quem já pesquisa algo relacionado à sexualidade. Como ponto negativo, a única coisa que me incomodou um pouco ao longo da obra foram alguns erros ortográficos, mas nenhum deles comprometeu a leitura, e são bem poucos espalhados ao longo de quase 300 páginas... Aos leigos e estudiosos da história da sexualidade, eis uma boa e interessante leitura... 


9 Comentários:

Feitas de Papel Says:
19 agosto, 2015

Olá! Adorei a resenha e achei o enredo do livro bem diferente do que gosto de ler hahha, mais valeu conhecer sobre!

xx, Julie

Rízia Castro Says:
20 agosto, 2015

Um livro para leitores com a mente aberta né?
Curti a dica, não conhecia o livro, mas achei curioso tratar o tema abertamente, de forma antropológica.
Gostei
Beijinhos
Rizia - Livroterapias

Silvana Sartori Says:
20 agosto, 2015

Olha eu sinceramente não conhecia esse livro, mas eu acho que não seria
um que pegaria para ler nesse momento. Mas mesmo assim gostei do desenvolvimento da resenha
e do seu ponto de vista sobre a obra. Me parece ser bom, mas não para o meu momento atual.

http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/08/resenha-procura-se.html

Carolina Valeriano Says:
20 agosto, 2015

Vir no seu blog, sempre é uma boa surpresa! Esse tema e muitos outros envolvendo a sexualidade devem ser expostos da maneira certa, e como penso os preconceitos devem ser excluidos da mente humana!
Parabéns pelo excelente ponto de vista e resenha!

abordodanavemae.blogspot.com.br

Dryh Meira Says:
20 agosto, 2015

Oiee ^^
Ainda não conhecia esse livro, mas não o leria agora. Há algum tempo, li um livro onde os personagens iam à uma boate de swing, então estou curiosa até agora para saber como as coisas funcionam em lugares assim.
MilkMilks
http://shakedepalavras.blogspot.com.br

Livros & Tal... Says:
24 agosto, 2015

Olá, boa noite!

Não é um assunto que me interesse, por esse motivo, deixo a indicação passar. Mas, para quem quer se aprofundar e entender mais do assunto, pela sua resenha, pode ser uma boa indicação.

Beijo!

Cila - Leitora Voraz Says:
26 agosto, 2015

Oi Maria, sua linda, tudo bem
Vou te confessar que esse livro não é para mim. Mas percebi que para quem não conhece o assunto e tem curiosidade de aprender, parecer ser uma leitura séria.
beijinhos.
cila.
http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

Suelen Fernandes Says:
26 agosto, 2015

Olá!
Eu não conhecia o livro, mas fiquei curiosa pra conhecer como foi essa pesquisa.
Deve ter sido um trabalho imenso para a escritora conseguir as informações.
A sua resenha está maravilhosa.
Beijinhos!
http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

Unknown Says:
10 maio, 2016

As pessoas tem medo de ler sobre tal assunto. Acho muito interessante!

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...