Swing: Eu,Tu... Eles... Um estudo antropológico sobre a prática do Swing...

| 19 agosto 2015 | |
Escrito por Maria Silvério, Swing: Eu, Tu... Eles, publicado pela Chiado Editora aborda o 'universo' da prática de swing, de acordo com uma pesquisa realizada pela autora em clubes noturnos de Portugal, por meio de uma pesquisa de campo, depoimentos e muita observação do comportamento dos frequentadores destes locais e praticadores assíduos desse estilo de vida que é permeado de tabus e preconceitos...

Dividido em cinco partes, ela dá início à obra discorrendo sobre o início de sua pesquisa, quando precisou investigar os endereços desses locais na internet e sua dificuldade em consegui-lo, devido ao extremo sigilo desses ambientes em preservar a identidade de seus clientes/membros. Com a ajuda de seu namorado, ela consegue alguns contatos, através de poucas informações na internet e finalmente visita um desses locais. 



Ainda na parte inicial do livro, a antropóloga nos apresenta uma ideia do espaço físico de um clube de swing, o perfil dos membros e os valores que costumam pagar para entrar e usufruir do espaço, as investidas por telefone e pessoalmente pra conseguir escrever o trabalho, e algumas tentativas [frustradas] por parte de alguns indivíduos de convidá-la a participar das relações sexuais. Em momento algum ela foi para a parte prática da pesquisa, e teve receio de dizer seu propósito por medo que fechassem as portas para ela e os contatos que tinha conseguido se sentissem vigiados, usados ou coisa do tipo...

Silvério também nos apresenta as regras do swing, desmistificando alguns pré-conceitos formados  pela sociedade, que apontam a prática como algo completamente desorganizado e sem limites. Existe todo um conjunto de princípios a seguir para quem se aventura nesses clubes. O principal deles é saber ouvir um 'não' de algum casal ou single [solteiros que frequentam o ambiente], sem insistir na abordagem. Ela também fala sobre a prática aqui no Brasil, fazendo vários comparativos entre os dois países, e conhecemos as diferenças entre os espaços físicos e casais adeptos daqui e de Portugal. 

Uma parte do livro é toda dedicada à compreensão da origem dos relacionamentos conjugais, a fim de - talvez - explicar/esclarecer o fenômeno na contemporaneidade. O foco swing não tem tanta ênfase nesses capítulos, e a abordagem se concentra em questões como união familiar, amor/paixão, industrialização e sexualidade, patriarcalismo, feminismo, aspectos patológicos estudados ao longo dos anos para denominar práticas sexuais que saiam da linha 'sexo para procriar' e convergem no campo da 'perversão ou desvio de conduta sexual', psicanálise, entre outros pontos interessantes acerca do casamento/sexo/religiosidade. 

Destacam-se também os capítulos falando sobre a liberdade sexual, e como ela se encaixa nos estereótipos de gênero. Ela referencia nomes importantes no campo da psicologia e sociologia, como Sigmund Freud, Michel Foucault e Zigmunt Bauman, faz paralelos com opiniões divergentes de vários antropólogos sem dar um diagnostico de quem está 'certo ou errado', fazendo com que o leitor enxergue mais de uma perspectiva do assunto em pauta e possa tirar suas próprias conclusões...

Voltando ao swing, ela mantém no anonimato as pessoas que contribuíram com sua pesquisa ao longo das semanas, preservando suas identidades, atribuindo-lhes nomes fictícios no decorrer do livro. Conceitos como homossexualidade, ciúme e infidelidade são citados nos capítulos finais, e servem como uma forma de entendermos os casais que se iniciam nessa prática sexual. 

Em suma, o livro se revelou um excelente estudo antropológico sobre a prática do swing, trazendo características pertinentes a esse estilo de vida, satisfazendo os curiosos acerca do tema e aprofundando o conhecimento de quem já pesquisa algo relacionado à sexualidade. Como ponto negativo, a única coisa que me incomodou um pouco ao longo da obra foram alguns erros ortográficos, mas nenhum deles comprometeu a leitura, e são bem poucos espalhados ao longo de quase 300 páginas... Aos leigos e estudiosos da história da sexualidade, eis uma boa e interessante leitura... 


9 Comentários:

Feitas de Papel Says:
19 agosto, 2015

Olá! Adorei a resenha e achei o enredo do livro bem diferente do que gosto de ler hahha, mais valeu conhecer sobre!

xx, Julie

Rízia Castro Says:
20 agosto, 2015

Um livro para leitores com a mente aberta né?
Curti a dica, não conhecia o livro, mas achei curioso tratar o tema abertamente, de forma antropológica.
Gostei
Beijinhos
Rizia - Livroterapias

Silvana Sartori Says:
20 agosto, 2015

Olha eu sinceramente não conhecia esse livro, mas eu acho que não seria
um que pegaria para ler nesse momento. Mas mesmo assim gostei do desenvolvimento da resenha
e do seu ponto de vista sobre a obra. Me parece ser bom, mas não para o meu momento atual.

http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/08/resenha-procura-se.html

Carolina Valeriano Says:
20 agosto, 2015

Vir no seu blog, sempre é uma boa surpresa! Esse tema e muitos outros envolvendo a sexualidade devem ser expostos da maneira certa, e como penso os preconceitos devem ser excluidos da mente humana!
Parabéns pelo excelente ponto de vista e resenha!

abordodanavemae.blogspot.com.br

Dryh Meira Says:
20 agosto, 2015

Oiee ^^
Ainda não conhecia esse livro, mas não o leria agora. Há algum tempo, li um livro onde os personagens iam à uma boate de swing, então estou curiosa até agora para saber como as coisas funcionam em lugares assim.
MilkMilks
http://shakedepalavras.blogspot.com.br

Livros & Tal... Says:
24 agosto, 2015

Olá, boa noite!

Não é um assunto que me interesse, por esse motivo, deixo a indicação passar. Mas, para quem quer se aprofundar e entender mais do assunto, pela sua resenha, pode ser uma boa indicação.

Beijo!

Cila - Leitora Voraz Says:
26 agosto, 2015

Oi Maria, sua linda, tudo bem
Vou te confessar que esse livro não é para mim. Mas percebi que para quem não conhece o assunto e tem curiosidade de aprender, parecer ser uma leitura séria.
beijinhos.
cila.
http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

Suelen Fernandes Says:
26 agosto, 2015

Olá!
Eu não conhecia o livro, mas fiquei curiosa pra conhecer como foi essa pesquisa.
Deve ter sido um trabalho imenso para a escritora conseguir as informações.
A sua resenha está maravilhosa.
Beijinhos!
http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

Unknown Says:
10 maio, 2016

As pessoas tem medo de ler sobre tal assunto. Acho muito interessante!

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

╬† Autores ╬†

agatha christie Alan Dean Foster Alan Moore Álvares de Azevedo Ana Cristina César Anaïs Nin Anna Akhmatova Anne Rice Anne Sexton Antônio Xerxenesky Arthur Rimbaud Bob Dylan Bram Stoker Cacaso Caio f. Abreu Cecília Meireles Charles Baudelaire charles bukowski Charles Dickens chuck palahniuk Clarice Lispector clive barker Cruz e Sousa dalton trevisan David Seltzer Dik Browne Don Winslow edgar allan poe Eduardo Galeano Emily Brontë Ernest Hemingway Eurípedes F. Scott Fitzgerald Ferreira Gullar Florbela Espanca Franz Kafka Garth Ennis George R. R. Martin Gilberto Freyre Guido Crepax H. G. Wells H. P. Lovecraft Haruki Murakami Henry James Herman Hesse Herman Melville Hilda Hilst honoré de balzac Horacio Quiroga Hunter S. Thompson Ignácio de Loyola Brandão isaac asimov Ivan Turgueniev J. R. R. Tolkien Jack Kerouac Jack London Jay Anson João Ubaldo Ribeiro Joe Sacco Jon Krakauer Jorge Luis Borges José Mauro de Vasconcelos Julio Verne Konstantinos Kaváfis L. Frank Baum Laura Esquivel Leon Tolstói Lord Byron Luciana Hidalgo Luiz Ruffato Lygia Fagundes Telles manoel de barros Marcelo Rubens Paiva Mario Benedetti Mark Twain Marquês de Sade Martha Medeiros Mary Shelley Michel Laub Miguel de Cervantes Milo Manara Moacyr Scliar Neil Gaiman Nelson Rodrigues Nicolai Gógol Oscar Wilde Pablo Neruda Patti Smith Paulo Leminski Pedro Juán Gutierrez Rachel de Queiroz Rainer Maria Rilke Ray Bradbury Robert Bloch Robert Kirkman robert louis stevenson Roberto Beltrão Rubem Alves Sándor Márai Sófocles Stephen King Stieg Larsson Susan E. Hinton Sylvia Plath Torquato Neto Victor Hugo Virginia Woolf William S. Burroughs Ziraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...