The Walking Dead - A queda do Governador Parte 2

| 18 julho 2015 | |
Olá, pessoas queridas. Volto com mais uma resenha de livro que está na lista da Maratona Literária de Inverno 2015. The Walking Dead - A queda do Governador Parte 2, de Robert Kirkman e Jay Bonansinga, publicado pela Editora Record, não faz parte dos desafios da #MLI2015 mas está inserido dentro da temática da Primeira semana, e foi uma boa leitura feita em apenas 2 dias... Aviso que se você não leu os livros anteriores, vai encontrar alguns spoilers na resenha, pois tentei e não consegui ficar sem abordar nada do enredo até então... Aconselho a pular ou escolher outro post do blog para ler...




Dando continuidade aos acontecimentos ocorridos no livro anterior, o Governador se vê a beira da morte, e só não se ferra por causa de Bob, que - mesmo relutante por seu vício em bebida, não se acovarda e passa a cuidar de sua recuperação, que se dá quase por um milagre, tal o estado em que Michonne o deixou... Em paralelo, Lilly e Austin estão cada vez mais inseguros quanto ao futuro incerto deles e do bebê que Lilly carrega no ventre. A cada dia, ela se convence que o grupo de Rick é responsável por todo o caos que se instaurou em Woodbury e fica cada vez mais leal ao Governador, embora uns meses antes tenha organizado um motim contra ele...

"Ele vê todo o sangue escorrendo pelo tronco despido, formando manchas grudentas, no formato de mapas, que já começavam a secar e escureciam à luz fraca da sala. ele olha para o cotoco chamuscado do braço direito, etão avalia a cavidade ocular exposta e ensopada de sangue; a órbita ocular, brilhante e gelatinosa como um ovo cozido mole, pendia da lateral do rosto do homem por gavinhas de tecido. Ele reparar no pântano de sangue arterial formando uma poça ao redor das partes íntimas do homem." 

Quando O Governador consegue se pôr de pé, resolve atacar a prisão, mas pra isso ele envia alguns homens para descobrir a localização do esconderijo de Rick, além de irem encontrar Martinez, que até o momento não voltou... O grupo parte, juntamente com Lilly e Austin, e no caminho, se deparam com uma horda de mordedores e algumas descobertas nada agradáveis. Ao relatarem tudo a Philip, este aproveita parar usar de artifícios que fazem com que a população de Woodbury se volte contra o grupo da Prisão, e acabam promovendo uma caçada ao local a fim de matarem todos os sobreviventes que encontrarem na prisão, sem chance de redenção. Cegos de fúria, vinte e três membros da cidade partem, carregados de munição e armamento pesado... Pelo jeito a carnificina será grande... Muitas baixas ocorrem, principalmente no grupo do Governador. Mas uma morte [três, na verdade] no grupo de Rick tem efeitos bem impactantes e causam uma reviravolta na trama... 

Mais uma vez, o enfoque principal dos livros está na figura de Philip Blake, o Governador. Diferente da série, nos livros conhecemos mais o lado dos moradores de Woodbury, e os personagens centrais da série ficam em segundo plano, embora tenham papel importante na história. Pelos livros, é possível conhecer mais o 'lado inimigo', que na verdade é composto apenas de mais vítimas do ardor doentio de Philip... Lilly [que no livro anterior me deu muita raiva], me deixou um pouco penalizada com ela neste volume da série, e passa a enxergar as coisas por outra perspectiva, embora de forma ainda muito remota... 

O livro deixa um final satisfatório, de uma calma e felicidade tensas, como se a qualquer momento, tudo o que eles reuniram após os eventos tempestuosos pudesse ruir, como num castelo de cartas... E acredito que o livro cinco terá um enfoque maior no grupo de Rick. Vamos aguardar pra ver...



9 Comentários:

Coleções Literárias Says:
19 julho, 2015

Eu não li o livro ainda, nenhum da série. Mas confesso que mesmo não sendo minha praia eu estou curiosa.
Adorei a resenha :D Fiquei ainda mais curiosa para ler.

Evellyn Cardoso Says:
19 julho, 2015

Estou tão louça pra ler esse livro. Eu dei ele de presente pros meus primos mas não comprei um pra mim, e agora estou só na vontade. Rs

www.itgeekgirls.com

bruna lombardi Says:
19 julho, 2015

Oie,
Eu ainda não li nenhum dos livros, mas tenho interesse, a série e boa e os quadrinhos são melhores ainda *u*
Gostei da sua resenha Maria :)
Beijos
Cantinho da Bruna

Déborah Says:
19 julho, 2015

Ainda não li nenhum dos livros de TWD só poucas Hqs.
Tenho muita curiosidade de ler apesar de ter meio medo de assistir a série.
Não curto zumbis.
Que bom que a sua leitura da maratona está fluindo bem.

Lisossomos

Marijleite Says:
20 julho, 2015

Olá; gostei da resenha. Ainda não li os livros nem acompanho a série na tv, mas pelos comentários que vejo, parece bem legal.

Alice Aguiar Says:
20 julho, 2015

Eu li o primeiro livro da série e fiquei apaixonada pela história. gostei de saber como tudo começou!
espero gostar dessa leitura também, mas queria ver um pouco do lado dos outros personagens ao invés do governador sabe. enfim que bom que teve um final satisfatório. to pretendendo ler em breve *---*
Seguindo o Coelho Branco

Débora Costa Says:
20 julho, 2015

Assim como abandonei a série de TV, abandonei os livros. Achei a narrativa chata e cansativa, não consegui me apegar a história.

http://laoliphant.com.br/

Celly Nascimento Says:
22 julho, 2015

Oie, Maria!
Eu não li os livros anteriores, mas não tenho problemas com spoilers. Até gostei do enredo desse volume em particular e acho que vou começar a ler por sua influência hahaah
Com carinho,
Celly.

http://melivrandoblog.blogspot.com/

Luan Jonathan Says:
23 julho, 2015

Eu não me interessei muito pelos livros dessa série, não é uma temática que eu curto muito... :(

Abraços e até!

lendoferozmente.blogspot.com.br

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

╬† Autores ╬†

agatha christie Alan Dean Foster Alan Moore Álvares de Azevedo Ana Cristina César Anaïs Nin Anna Akhmatova Anne Rice Anne Sexton Antônio Xerxenesky Arthur Rimbaud Bob Dylan Bram Stoker Cacaso Caio f. Abreu Cecília Meireles Charles Baudelaire charles bukowski Charles Dickens chuck palahniuk Clarice Lispector clive barker Cruz e Sousa dalton trevisan David Seltzer Dik Browne Don Winslow edgar allan poe Eduardo Galeano Emily Brontë Ernest Hemingway Eurípedes F. Scott Fitzgerald Ferreira Gullar Florbela Espanca Franz Kafka Garth Ennis George R. R. Martin Gilberto Freyre Guido Crepax H. G. Wells H. P. Lovecraft Haruki Murakami Henry James Herman Hesse Herman Melville Hilda Hilst honoré de balzac Horacio Quiroga Hunter S. Thompson Ignácio de Loyola Brandão isaac asimov Ivan Turgueniev J. R. R. Tolkien Jack Kerouac Jack London Jay Anson João Ubaldo Ribeiro Joe Sacco Jon Krakauer Jorge Luis Borges José Mauro de Vasconcelos Julio Verne Konstantinos Kaváfis L. Frank Baum Laura Esquivel Leon Tolstói Lord Byron Luciana Hidalgo Luiz Ruffato Lygia Fagundes Telles manoel de barros Marcelo Rubens Paiva Mario Benedetti Mark Twain Marquês de Sade Martha Medeiros Mary Shelley Michel Laub Miguel de Cervantes Milo Manara Moacyr Scliar Neil Gaiman Nelson Rodrigues Nicolai Gógol Oscar Wilde Pablo Neruda Patti Smith Paulo Leminski Pedro Juán Gutierrez Rachel de Queiroz Rainer Maria Rilke Ray Bradbury Robert Bloch Robert Kirkman robert louis stevenson Roberto Beltrão Rubem Alves Sándor Márai Sófocles Stephen King Stieg Larsson Susan E. Hinton Sylvia Plath Torquato Neto Victor Hugo Virginia Woolf William S. Burroughs Ziraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...