Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...





"Deixai toda esperança, ó vós que entrais!" Inferno. A divina Comédia [Dante Alighieri]

Páginas

12

Resenha do Mês [Maio] - Poeminha em língua de brincar, de Manoel de Barros



Li alguns livros interessantes no mês de maio, mas a maior surpresa para mim foi uma leitura em pdf de um livro infantil de Manoel de Barros, um de meus autores/poetas brasileiros preferidos. Corrigindo a heresia de ter lido vários títulos dele e ainda não ter compartilhado as impressões de alguns deles aqui no blog, venho por meio desta [mini] resenha apresentar Poeminha em língua de brincar, publicado pela Editora Record. Apesar de ser uma história infantil, não deixa de encantar adultos [como eu] que amam sentir o gostinho da infância ao folhear as páginas de um bom livro... Vamos lá...

Poeminha em forma de brincar tem apenas 16 páginas. Isso mesmo. Poucas páginas com o poder de fazer o leitor viajar pela leitura de forma leve e divertida. O poeta brinca com as palavras formando versos que trazem o leitor à reflexão de como seria o mundo se não fosse o faz-de-conta. Imaginem um mundo sério, reto, sem regras a serem quebradas e sem fantasia. No mínimo enfastioso, não? Pois Manoel faz com que um menino, que tinha 'sonho de ave' falasse na língua das aves e crianças, desafiando a própria razão. Para ele, as palavras eram mais interessantes quando floreadas, e não para [apenas] pensar. 



Pensar dava muito trabalho, não havia graça em pensar. Usar as palavras com criatividade para descrever sensações abstratas era mais interessante...

"Mas o garoto que tinha no rosto um sonho de ave extraviada
Também tinha por sestro jogar pedrinhas no bom senso.
E jogava pedrinhas:
Disse que ainda hoje vira a nossa Tarde sentada sobre uma lata ao modo que um bentevi sentado na telha.
Logo entrou a Dona Lógica da Razão e bosteou:
Mas lata não aguenta uma Tarde em cima dela, e ademais a lata não tem espaço para caber uma Tarde nela!
Isso é língua de brincar
É coisa-nada.
O menino sentenciou:
Se o Nada desaparecer a poesia acaba."




Há que se fazer poesia com as palavras para que a vida tenha um pouco mais de graça e suavidade... O livro conta com lindas ilustrações, feitas por Martha Barros. A primeira edição é de 2007... Em suma, é um livro para todas as idades, para aqueles que buscam beleza e poesia na simplicidade das coisas e das palavras...

12 Comentários:

Iany Tavares

Adorei a resenha! Com certeza foi lê-lo!!
Beijos da Ih<3

Lumartinho

Olá!
Que livro bonitinho!! Só 16 páginas de poesia nos dá a oportunidade de ler e reler, viajando dentro das histórias criadas. Não conhecia esse livro e gostei muito como o autor aborda o mundo sem o faz-de-conta. BOA dica de livro *---*
Beijos

LuMartinho |Face

Gleyse Vieira

Adorei a resenha, e gostei muito de ter conhecido a obra. Eu adoro poesia e o fato de alguns (os bons) autores conseguirem brincar com as palavras de uma forma que encanta. Vou pesquisar mais sobre o Manuel de Barros. Bjs

Território nº 6

My Tiny Books

Adorei. Ótimo para distrair em um dia chato.
http://mytinybooks.blogspot.com.br/

Déborah

Acho que nunca li nada do Manoel de Barros, mas ouvi falar muito durante a faculdade.
Não sou muito fã de coisas poéticas, mas achei bonito o trecho que você colocou e os desenhos também são bonitos.

Lisossomos

Carol Kurras

Oi Maria!
Não conhecia este livro ainda mas ele parece ser muito bom não? Achei muito fofa as ilustrações! Incrível como mesmo com poucas páginas um livro pode nos ganhar, não é mesmo? Adorei!
Beijos
Carol
www.sobrevicioselivros.com

Leticia

Oi Maria
Ainda não conheço nenhuma obra do autor mas gostei deste livro que você apresentou.
Precisamos ler esses livros mesmo as vezes. Ótimo post


livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br
Participe do top comentarista de junho

Francine Porfirio

Se te disser que nunca li nada do autor? Achei os pequenos trechos que incluiu aqui dignos de atenção. Uma sensibilidade poética transborda das palavras do autor que, menina, realmente me interessei por esse livro. Gostaria de pedir, já que você é fã do autor e leu várias das suas obras, que o apresentasse para quem não o conhece. Qual é o melhor livro dele para começar a ter contato com sua escrita? Adoraria ler um post seu sobre isso.

Beijos!
http://www.myqueenside.blogspot.com

Maria Valéria

vou deixar sua sugestão anotada pra logo poder fazer algo do tipo ^^

Roberta Ferreira

Olá!!

Manoel Bandeira é o cara! Acho que trabalhei tanto com os meus alunos que fiquei apaixonada! Adorei a sua resenha e acredita que ainda não conhecia esse livro?? Mas adorei conhecê-lo. Está na minha lista de desejados!!!

Beijos,
http://www.estantedarob.com.br/

Jéss Winchester

Oii, tudo bem?
Nunca li nada do autor, não sou muito de ler poemas sabe, mas não que eu não goste, tem uns realmente lindos. Achei fofinho esse, mesmo sendo para crianças, encanta qualquer idade não é? rsrs

Beijos da Jéss ♥
Brilliant Diamond | Fan Page

Aline Gonçalves

Oie, tudo bom?
Não conhecia o autor, mas achei a proposta do livro interessante. Gosto dessa poesia nas histórias, principalmente nas narrativas infantis.
Beijos,
http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...