A mão esquerda de Dex... ops! de Deus...

| 09 junho 2015 | |
Bem, trago para você as impressões de um livro que me envolveu nos últimos dias: Dexter - a mão esquerda de Deus, do autor Jeff Lindsay. Alguns já sabem, mas não custa informar que sou apaixonada pela série, e apesar de ter visto recentemente as temporadas que faltavam, com exceção da última [que falaram que é uma porcaria] eu resolvi pausar a série pra iniciar os livros, pois não quero me despedir de uma vez do mais maravilhosos serial killer da literatura atual já criado... Enfim...



Confesso que comecei a leitura esperando ser uma cópia exata do que tinha visto na série, e afora algumas coisas idênticas, o livro segue uma linha diferente... A essência da história é a mesma da primeira temporada mas o rumo que a história toma é diferente quanto ao desfecho do livro... A meu ver, foi algo bastante inusitado e me surpreendeu de forma positiva... Mas vamos voltar ao livro...

A mão esquerda de Deus começa nos apresentando Dexter, um analista de sangue em cenas de crime, que trabalha na polícia de Miami, se veste como um nerd de laboratório, e passa em branco em várias situações. Mora sozinho, tem uma namorada que já foi casada, mãe de dois filhos [IrRita - sim, a detesto] e é irmão de criação de Debora Morgan, que almeja uma posição maior no departamento, mas está envolta numa série de crimes onde prostitutas aparecem mortas, esquartejadas e sem uma gota sequer de sangue no corpo... A única coisa que ninguém sabe sobre o quieto e simpático rapaz que trabalha no laboratório é que ele é um assassino que mata outros assassinos, após investigar e reunir provas suficientes para justificar seus escolhidos para a morte. 

Dex passa a imagem de um bom rapaz, mas na verdade é tudo fingimento. Não que ele seja alguém de má índole - ele só mata pessoas ruins - mas ser uma espécie deturpada de 'justiceiro' não o livraria de uma cadeira elétrica no estado da Flórida... Então, ele guarda segredo desse seu lado sombrio e ninguém na delegacia desconfia de suas ações... Ninguém exceto o sargento Doakes... Para Doakes, algo em Dexter 'fede', e ele pretende descobrir o que é. A cara de bom moço que oferece rosquinhas aos seus companheiros de trabalho não engana o sargento valentão...



Doakes faz a linha tira durão e correto, temos também o latino Angel, o 'tarado' Masuoka [responsável pelas melhores tiradas de humor na série e nos livros], Deb, irmã de Dex, LaGuerta, a ambiciosa detetive que passa por cima de tudo e de todos para subir de cargo, mesmo que tenha que pisar em algumas cabeças pra isso, o Capitão Mathews, que vive pressionando LaGuerta a solucionar os casos, e Harry, o pai morto de Dexter que o ensinou a canalizar sua 'voz interior' [ou Passageiro sombrio, como Dexter o chama], em matar apenas assassinos, pois Harry percebeu desde cedo o que Dexter era...

A namorada de Dexter, Rita, é uma mulher que teme um aprofundamento na relação com Dexter devido ao histórico violento com o ex-marido. Para ele, ela é perfeita para camuflar sua vida 'secreta' e mostrar à sociedade o quanto é um cara normal. Apesar de tudo, ele gosta muito dos filhos de Rita, na maneira de gostar de um psicopata'... Ele também nutre um carinho especial por sua irmã Deb, e faz o que pode para ajuda-la a raciocinar e solucionar o crime do assassino esquartejador de mulheres, pois isso seria uma oportunidade de fazer com que ela seja promovida... 

A história é toda contada pelo ponto de vista de Dexter, como se ele conversasse com o leitor, embora faça alguns monólogos em boa parte do livro... A leitura flui de maneira suave, e ao mesmo tempo instiga o leitor a querer saber o que vai se passar no capítulo seguinte. Os capítulos são curtos, tornando a leitura prazerosa e não cansativa... Ao todo, são 272 páginas com uma história que vai deixar os fãs do protagonista mais que satisfeitos... 

Dexter é puro charme...


A série de livros conta com oito volumes. Deu origem a série que teve oito temporadas. Os livros estão em minha Wishhlist e graças a uma professora minha da faculdade, tive a chance de riscar dois itens da lista, pois ela me deu os dois primeiros volumes... Em breve lerei o segundo e volto aqui pra comentar com vocês o que eu achei...

Não pretendo me estender muito na história pois tiraria o brilho da leitura, mas adianto que o desfecho é totalmente inovador, principalmente para aqueles que esperam algo parecido com o fim da primeira temporada. Mudaram alguns pontos na série, mas isso não compromete a leitura do livro... 

Dexter -  a mão esquerda de Deus é uma publicação da Editora Planeta do Brasil. Espero que tenham curtido. Me contem nos comentários se vocês gostam da obra/série ou se tem vontade de conhecer... 


7 Comentários:

T. Costa Says:
10 junho, 2015

Eu adorei a série. Odiei o último episódio com todas as forças claro rs. Mas não curti o livro. Acho que a série teve um melhor andamento por mais que tenham estragado o final.

Maria Valéria Says:
10 junho, 2015

Ainda não vi a última temporada, tô deixando render um pouco pra ir acompanhando os livros... rsrs

Luciano Vellasco Says:
11 junho, 2015

Oie.
Sempre quis ver Dexter, mas a minha lista de séries é grande e nunca apareceu tempo para assistir. E como eu gosto de ver tudo de uma vez... iria demorar uma vida rs
O mesmo digo para os livros. Ainda não li nenhum, pois nunca acho com um preço bom.
Acredito que seja uma história muito interessante, ainda mais porque eu gosto de séries do gênero.
Parabéns pela resenha.

Academia Literária-DF

Celly Nascimento Says:
11 junho, 2015

Oie, Maria!
Sim, tenho vontade de conhecer. Tenho aqui um livro dele, Querido e Devotado Dexter, mas nunca me interessei o suficiente pra ir atrás da ordem dos livros. Foi uma maravilha ter lido seu post, porque isso agora mudou e eu vou tratar logo de baixar a série e assistir pelo menos a primeira temporada pra ver se realmente vou gostar do enredo. Como você disse, obra literária e adaptação divergem muito, mas a essência é a mesma e é isso que quero saber se irá me agradar.
Ótima resenha!
Com carinho,
Celly.

http://melivrandoblog.blogspot.com/

Déborah Says:
13 junho, 2015

Eu assisti um pouco de Dexter e gostei muito.
Gostava muito da Ritas, mas...
Tenho vontade de ler os livros e terminar a série.
Que bom que não é tão fiel a série ou não teria tanta vantagem ler, mas com certeza está na minha wishlist. ^^

Lisossomos

Jéss Winchester Says:
17 junho, 2015

Oii, tudo bem com você?
Eu já vi alguns pedações de episódios da série, rsrs, e eu achava que ele matava qualquer pessoa, e não apenas assassinos, gostei disso. Enfim, quero muito ver a série e até agora ainda não sabia que tinham os livros. Você preferiu o livro ou a primeira temporada? Acho que ela equivale ao primeiro livro, não sei como funciona. Estarei esperando a próxima resenha.

Beijos da Jéss ♥
Brilliant Diamond | Fan Page

Kris Oliveira - Conversas de Alcova Says:
18 junho, 2015

Val obrigada por fazer inveja, rsrsrsr
Eu sou louca pra ler a série, mas são muitos livros
e eu sou pobre e eles caros, rsrsrs
Sou fã alucinada da adaptação e sei que ambas são bem diferentes é isso
o que me instiga mais a ler os livros.
Aiiiin deu saudade dele agora.
DEX <3

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...