Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...





"Deixai toda esperança, ó vós que entrais!" Inferno. A divina Comédia [Dante Alighieri]

Páginas

4

Histórias por dentro das histórias dos livros...

Sempre gostei de livros novos, mas quem me conhece sabe o amor que sinto pelos sebos e suas mesas ou estantes empoeiradas... Me sinto uma verdadeira garimpeira em busca de preciosidades, sejam livros raros, edições antigas ou que não estão em estoque nas livrarias... Mais do que o cheiro embolorado e coloração desbotada, além de um preço bem mais em conta para o meu bolso, gosto de idealizar as histórias que esses livros me trazem, não apenas aquela[a] escrita[s] em suas páginas pelo autor, e sim aquelas histórias que se insinuam pelos grifos do antigo dono, pelas dedicatórias ou objetos esquecidos entre as páginas...

Já encontrei recibos de compra e venda, flores secas, marcadores diversos, bilhetes e até fotografias... Me pego pensando no porquê daquele trecho tal ter sido sublinhado, o que chamou a atenção daquele parágrafo em quem leu antes de mim... Se o antigo dono morreu, e o motivo do livro ter ido parar no sebo, por quantas mãos ele passou até chegar às minhas... Se foi um presente, se foi uma compra bem [ou mal]sucedida, se a pessoa se mudou e no caminho o livro se perdeu... 

Guardo algumas coisas que encontrei em livros, é meio que um resgate de quem se aventurou naquelas páginas... anônimos que nunca conheci e provavelmente sequer conhecerei a identidade, mas que estão tão próximos a mim, de alguma forma, como se parte delas estivesse comigo... Eu simpatizaria com essas pessoas? Não iria com a cara de alguma[a]? Não sei...


Mas especulo, conjecturo, idealizo... 

4 Comentários:

Mariana Oliveira

Eu também penso nisso, o que aconteceu para essa cena ser criada, o que o autor viu, sentiu nesse momento.
Acho que muita gente tem esse tipo de sentimento também, principalmente quando a história é muito boa ou choca de alguma forma. Eu acho. Hehe.

janaina silva

Ola,assisti um filme a um tempo atras que falava sobre isso, a garota ganha do pai um livro com uma linda dedicatória nem sei porque o livro vai para em um sebo depois de adulta ela passa a procurar pelos sebos o livro, tem uma coleção do mesmo livro de edições diferentes e com dedicatórias,depois desse filme passei a me interessar por esse tipo de bagagem que o livros de sebo traz e na beleza por traz dela.
BEIJOSSsss...
http://sonhosdeleitor.blogspot.com.br/

Kris Oliveira - Conversas de Alcova

Val, eu também tenho um grande carinho por livros velhos.
Meu único problema hoje em dia é a rinite.
Poxa tu escreve muito bem, quando resolve colocar tuas ideias, deveria fazer isso mais vezes
seria um prazer poder ler mais do que escreves, beijo.

Maria Valéria

tentarei postar coisas assim com mais frequência ^^
ou resgatar uns posts antigos...
valeu a dica, Kris <3

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...