Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...





"Deixai toda esperança, ó vós que entrais!" Inferno. A divina Comédia [Dante Alighieri]

Páginas

5

Resenha do Mês [Março] - O Hobbit - J. R. R. Tolkien

minha edição linda...

Ganhei uma linda edição de O Hobbit ano passado, no dia do meu aniversário. Presente do meu amado namorido e resolvi colocá-lo entre minha meta de leitura de 2015, pois sou apaixonada pela obra de J. R. R. Tolkien e só havia lido a trilogia de O Senhor dos Anéis [e que pretendo ter na estante]. Aproveitando o dia 25 de março, em que todos os fãs do autor publicam algum trecho de seus livros, resolvi começar a leitura de O Hobbit. A experiência foi mais que deliciosa...

Eu tinha assistido à trilogia, inclusive vi o terceiro no cinema, como mais um presente de aniversário, dois dias após o lançamento do mesmo, no dia 11 de dezembro [sim, meu aniversário em 13 de dezembro foi mais que maravilhoso]. Já tinha ouvido a opinião de várias pessoas  negativando a trilogia pois o diretor tinha mexido bastante no roteiro pra adaptar o livro em três partes. A meu ver, apesar de algumas cenas e personagens que não existem no livro, a trilogia foi perfeita. Não creio que tenha sido um desastre como os fãs mais 'fanáticos' ousaram afirmar...

Mas vamos falar sobre o livro em si. O Hobbit é sobre a aventura de Bilbo Bolseiro, um hobbit que viviam em sua toca de forma despreocupada, em que o mago Gandalf e uma comitiva de anões batem à sua porta [esvaziando sua despensa, acho digno comentar...]. Eles precisavam da ajuda do ladrão' para recuperar seu tesouro na Montanha Solitária, que estava sob o poder de um poderoso dragão, Smaug. Smaug em tempos anteriores havia invadido o lar dos anões, destruindo todos a sua volta, e angariando para si a riqueza do povo pequeno e guerreiro. Os anões que sobreviveram espalharam-se pela Terra Média e o filho do Rei Anão, Thorin, resolve vingar o seu povo e recuperar o seu ouro. Ele e alguns de seus mais aliados guerreiros e amigos necessitam atravessar vários perigos para alcançarem seu objetivo. Gandalf vê na pessoa de Bilbo uma valorosa ajuda nessa empreitada.

Quando partem das Colinas onde fica a Vila dos Hobbits, contrariado, Bilbo se depara com a maior aventura de sua vida, encontra grandes amigos pelo caminho, e uma criatura inusitada surge em um de seus 'apuros', e é nesse momento que ele encontra um poderoso anel mágico, que faz com que seu portador desapareça ao colocá-lo no dedo... Depois de várias rimas apostando sua vida, ele consegue escapar de Gollum [um importante personagem na saga de O Senhor dos Anéis...]

"Tem raízes misteriosas,
É mais alta que as frondosas
Sobe sobe e também desce,
Mas não cresce nem decresce.
- Fácil! - Disse Bilbo. - Montanha, acho eu.
- Ele adivinha fácil? Precisa fazer uma competição com nós, meu preciosso. Se o preciosso perguntar e ele não responder, nós come ele, meu preciosso. Se ele pergunta e nós não ressponde, então nós faz o que ele quer, que tal? Nós mosstra a saída, é ssim!”



Bilbo e a comitiva de anões se separam várias vezes no percorrer do caminho. Mas sempre que os anões estavam em apuros, a sorte e engenhosidade de Bilbo os salvava. Gandalf não foi com eles o caminho inteiro, várias vezes se ausentava para cuidar de assuntos mais 'urgentes', mas quando menos esperavam, lá estava o grande mago os ajudando, de alguma forma... Além da grande ameaça em forma de dragão, nossos heróis pequeninos ainda precisam enfrentar uma guerra que está por vir, pois a notícia de que a riqueza dos anões está na Montanha Solitária se espalha por toda a Terra-Média, atraindo elfos, orcs, humanos que almejam uma parte [ou todo] o tesouro... Será que Thorin vai recuperar a glória de seu povo? Smaug vai permitir que eles cheguem perto de seu ouro? Que outros perigos aguardam a comitiva de Thorin e Bilbo Bolseiro? Leia para descobrir... 

Conhecemos o mundo encantado e sombrio da Terra-Média. Personagens que iriam aparecer em outras obras de Tolkien, locais que também se fariam importantes em outras aventuras, cenas épicas de batalha, mortes cheias de bravura e situações engraçadas por parte dos anões e do próprio Bilbo, principalmente no que se refere a comida, fazem a leitura de O Hobbit uma experiência única. 

"Não era a coisa certa para dizer, mas o já começaram a chegar o agitara muito. Ele gostava de visitas, mas gostava de conhecê-las antes que chegassem, e preferia convidá-las por sua própria conta. Teve um pensamento horrível de que o bolo poderia não ser suficiente e então ele, como anfitrião, que sabia de suas obrigações e se resignava a ela apesar do sofrimento, poderia ter de ficar sem."

Impossível não notar semelhança na narrativa suave e descritiva de Tolkien com a de C. S. Lewis em As crônicas de Nárnia [os autores eram amigos]. A leitura não é cansativa e as quase 300 páginas passam 'voando'. É considerado um livro para crianças, apesar de ser cultuado por pessoas de várias idades. 

O autor é bem descritivo, colocando o leitor dentro da Terra-Média, e é possível visualizar cada detalhe na mente ao ler O Hobbit. Sem contar que o livro possui algumas imagens muito bonitas de certas passagens importantes da trama, e mapas também se fazem presentes na edição da WMF Martins Fontes. Em suma, O Hobbit é uma leitura agradável, que vai conduzir o leitor a um mundo incrível, que vai cativar os apaixonados por um bom clássico de fantasia... 



Para finalizar, deixo aqui a música-tema da trilogia, na voz de Billy Boyle [o Pippin de O Senhor dos Anéis]. Uma bela letra, uma linda canção... Impossível não se emocionar ao ouvir... e desejar viajar para a Terra-Média... Essa música me arrancou lágrimas no cinema, acreditem...





"A noite está caindo
Assim termina o dia
A estrada está chamando
E eu preciso ir
Pelas montanhas e abaixo das árvores
Pelas terras onde a luz nunca brilhou
Por riachos de prata que vão em direção ao mar

Por baixo das nuvens e das estrelas
Por cima da neve e das manhãs de inverno
Eu deixei para trás os caminhos que me guiavam para casa
E fui pela estrada em que eles me levaram
Eu não posso dizer
Nós chegamos até aqui
Mas agora chegou o dia
De dizer adeus"


Espero que tenham gostado da resenha. Já leram ou viram a trilogia? Conhecem a obra do grande Mestre Tolkien? Me contem nos comentários... Até a próxima, pessoal... 

5 Comentários:

Caroline Porto

Eu sou fãzona de Senhor dos Anéis e do Hobbit também Val.. já li as obras, vi os filmes e sempre que revejo é como estivesse assistindo pela primeira vez *___* mesmo que já saiba todas as falas decoradas kk. Adorei a sua resenha, ela traduz o mesmo sentimento que tenho em relação ao autor. Grande beijo!

Mutações Faíscantes da Porto

Suzana

Eu nunca li nada do Tolkien, mas o pessoal lá do meu trabalho vive me pressionando para ler. Confesso que não faz meu estilo, mas estou começando a ficar com vontade de adquirir a edição capa dura que está a venda lá, e ele parece mesmo ser bem legal (eles estão quase me convencendo) rs Sua resenha me influenciou também haha Não duvido mais que logo logo eu dê uma chance!

Flor Roxa Poemas & Poesias

Que linda resenha val parabéns amei tudo, a canção é maravilhosa ..bjss
http://florroxapoemasepoesias.blogspot.com.br/

Kris Oliveira - Conversas de Alcova

Oi Val,
Sou louca pra começar a ler Tolkien, mas cadê dinheiro pra comprar os livros?
Hahauha Vou ver se acho algo lá na biblioteca da universidade.
Como sempre tuas resenhas são magníficas, cheias de detalhes, afinal o carinho com que tu escreve é incrível.
Beijos, gata.

Alice Aguiar

eu sou doida pra ler esse livro dele, foi um dos poucos que eu ainda não li. espero gostar da leitura. Seguindo o Coelho Branco

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...