...literapromíscua...

| 04 março 2015 | |

Caio é meu, Charles também. Entram dois Jacks nessa orgia, o Kerouac e o London. Não posso esquecer meu amante melancólico Azevedo, meus moleques Neil, Rimbaud e o safado careca do Pedro Juán.

Pego mulher também, não dispenso um lesbianismo com Clarice e Florbela, Ana Cristina e Anais. Não posso esquecer da Akhmátova. Sou vidrada num sotaque russo ao pé do ouvido, bem do jeito que Dostô e Tolstói falam comigo. Nesse sexo transcendental tem espaço pra Trevisan e Kundera, Franz e Pablito. E se Pessoa bobear, eu flerto com ele também. Tudo bem que Oscar me dispensou por Bosie, mas ele um dia foi meu...

Sou literapromíscua.



6 Comentários:

Amanda Vieira Says:
05 março, 2015

Adorei quando tu postou isso, Val. A foto então é um arraso. E a finesse? Enquanto eu sou periguete literária, tu é literapromíscua... Já dizia uma de nossas grandes pensadoras brasileiras: quem nasceu piriga, nunca vai ser diva. Huahuahuahua

Josielma Ramos Says:
05 março, 2015

Uau, até eu me senti literapromíscua nesse momento,
a definição que faz de amor a cada autor é incrível, adorei.
Beijos

Lunna Marcela Says:
05 março, 2015

Gostei muito deste texto, uma brincadeira carregada de muitas vontade e desejos e esta foto então altamente sugestiva .. lindo demais parabéns! <3

Caroline Porto Says:
05 março, 2015

Acho que vi você escrevendo algo parecido no twitter e achei incrível.. parabéns por ter um gosto tão bom! Beijos

Mutações Faíscantes da Porto

Luciano Vellasco Says:
05 março, 2015

Eu tinha visto essa postagem no seu Facebook. Ficou show! A imagem como disse a Lunna é bem sugestiva.
Beijos


Academia Literária DF

Lilian Farias Says:
06 março, 2015

Adorei o jogo linguístico... a brincadeira literária, bem sacaninha, bem libidinosa... A imagem diz muita coisa.
http://poesianaalmaliteraria.blogspot.com.br/

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

╬† Autores ╬†

agatha christie Alan Dean Foster Alan Moore Álvares de Azevedo Ana Cristina César Anaïs Nin Anna Akhmatova Anne Rice Anne Sexton Antônio Xerxenesky Arthur Rimbaud Bob Dylan Bram Stoker Cacaso Caio f. Abreu Cecília Meireles Charles Baudelaire charles bukowski Charles Dickens chuck palahniuk Clarice Lispector clive barker Cruz e Sousa dalton trevisan David Seltzer Dik Browne Don Winslow edgar allan poe Eduardo Galeano Emily Brontë Ernest Hemingway Eurípedes F. Scott Fitzgerald Ferreira Gullar Florbela Espanca Franz Kafka Garth Ennis George R. R. Martin Gilberto Freyre Guido Crepax H. G. Wells H. P. Lovecraft Haruki Murakami Henry James Herman Hesse Herman Melville Hilda Hilst honoré de balzac Horacio Quiroga Hunter S. Thompson Ignácio de Loyola Brandão isaac asimov Ivan Turgueniev J. R. R. Tolkien Jack Kerouac Jack London Jay Anson João Ubaldo Ribeiro Joe Sacco Jon Krakauer Jorge Luis Borges José Mauro de Vasconcelos Julio Verne Konstantinos Kaváfis L. Frank Baum Laura Esquivel Leon Tolstói Lord Byron Luciana Hidalgo Luiz Ruffato Lygia Fagundes Telles manoel de barros Marcelo Rubens Paiva Mario Benedetti Mark Twain Marquês de Sade Martha Medeiros Mary Shelley Michel Laub Miguel de Cervantes Milo Manara Moacyr Scliar Neil Gaiman Nelson Rodrigues Nicolai Gógol Oscar Wilde Pablo Neruda Patti Smith Paulo Leminski Pedro Juán Gutierrez Rachel de Queiroz Rainer Maria Rilke Ray Bradbury Robert Bloch Robert Kirkman robert louis stevenson Roberto Beltrão Rubem Alves Sándor Márai Sófocles Stephen King Stieg Larsson Susan E. Hinton Sylvia Plath Torquato Neto Victor Hugo Virginia Woolf William S. Burroughs Ziraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...