TAG Problemas de Leitor

| 22 janeiro 2015 | 4 Comentários |
Fui indicada pelo  Incriativos pra responder esta TAG, e mesmo eles tendo feito em vídeo, não tem problema de fazer sem ser por vídeo, é só anotar as respostas. Mais detalhes da TAG, vejam no Canal do Incriativos. Agradeço aos meus dois amores Victor e Italo pela indicação. Vamos às respostas...


Lista de perguntas:

1. Você tem 20 mil livros para ler. Como você decide o vai que ler?

O livro me escolhe, na maioria esmagadora das vezes... Fico olhando para a estante e num momento de absorção, alguma capa ou título me chamam a atenção e eu o puxo da prateleira... Faço exceção com livros de parceria ou desafios literários...


2. Você está no meio de um livro, mas não está gostando. Você para ou continua?

Vou até o fim, embora arrastando a leitura por semanas...
Sou do tipo de capitão que afunda com seu navio, e mesmo com a leitura ruim, eu afundo com ela...


3. O fim do ano está chegando e você está perto, mas não tão perto de finalizar sua meta de leitura. O que você pretende fazer e como?

Bem, eu não sou de estipular metas, faço desafios, tento ir eliminando os livros mais finos da lista...


4. As capas de uma série que você ama são horríveis! Como você lida com isso?

Bem, se não tem outras capas disponíveis, o jeito é ficar com as feias na estante mesmo, desde que o conteúdo dos livros seja bom, compensa...

5. Todo mundo, incluindo sua mãe, gostam de livro que você não gosta. Como você compartilha esses sentimentos?

Sou bem clara quando digo que não gosto do livro tal e tal, não estou nem aí se a maioria gosta dele. eu digo que é ruim e pronto... *risos*


6. Você está lendo um livro e você está prestes a começar a chorar em público. Como você lida com isso?

Eu pauso a leitura, disfarço e vou enxugando os olhos por baixo da lente dos óculos *risos* Mas como levo sempre dois livros na bolsa, por vezes já pausei a leitura de um livro que ia me fazer chorar pra terminar em casa e chorar à vontade sem ninguém ver, e fiquei lendo o livro 'coringa' pra preencher o tempo 'vazio' 


7. A sequência do livro que você ama acabou de sair, mas você esqueceu parte da história anterior. Você lê o anterior novamente? Pula para a sequência? Lê uma sinopse ou resenha? Chora de frustração?

Geralmente dou uma relida nos trechos que marquei no livro anterior, vejo alguma resenha pra relembrar, ou até alguma minha, caso eu tenha resenhado o dito cujo... Mas nunca voltei a ler o anterior...


8. Você não quer que ninguém, NINGUÉM, pegue seus livros emprestados. Como você educadamente diz às pessoas NÃO quando eles perguntam?

Que só empresto pra pessoas que tenho confiança, e são bem poucas. E que prefiro comprar o livro pra dar a pessoa de presente do que pegar minha edição e emprestar...


9. Déficit de Atenção. Você não conseguiu ler os livros que queria no último mês. O que você faz para voltar a ler mais?

Cancelo algumas horas de faxina e sono *risos*


10. Há muitos livros novos que foram lançados e que você está morrendo de vontade de ler! Quantos deles você realmente compra?

Eu não sofro de tiques nervosos de comprar o livro assim que ele é lançado. Sei esperar pacientemente ele baixar o preço, a 'modinha' passar pra só então procurar em algum sebo ou site de livros, ou na AVON. Até porque lançamentos são caros, na maioria das vezes, e dependendo do título, você acaba explorado sem piedade, e eu tenho muito amor ao meu bolso e dinheirinho... Então só compro aqueles que realmente tem uma temática que já estou habituada a ler, pra não dar tiro no escuro e me arrepender...


11. Depois de ter comprado os novos livros que você tanto queria, quanto tempo eles ficam em sua prateleira antes de você realmente ler?


Depende, alguns eu leio no mesmo dia que compro, outros passam anos na estante até serem lidos... Depende da empolgação, do meu tempo disponível, do meu estado de espírito, em suma, uma série de fatores contribui - ou não - pra eles serem lidos assim que comprados...



Desafio 2015 - Revirando a Estante

| 17 janeiro 2015 | 3 Comentários |
Vamos falar sério que eu sou um desastre para cumprir metas,e  já deveria ter desistido de fazer novamente o Desafio Revirando a Estante, pois tentei por duas vezes sem sucesso. Porém, no de 2014 eu consegui tirar um dos livros da lista - isso mesmo, 1 de 10. u.u' - Senti que isso foi um pequeno progresso, afinal, o livro em questão foi o volume único de As Crônicas de Nárnia, com suas mais de 700 páginas... 
Detesto ler por obrigação e ainda assim, me ponho a fazer estes desafios. Então, resolvi fazer [de novo] o bendito desafio. E espero poder [finalmente] conseguir ler os encalhados da estante que estão nessa lista, que não mudou tanto assim de 2013 pra cá... 

Os 10 livros [intimados] para ler em 2015:


Passeio ao Farol - Virgínia Woolf
O sol também se levanta - Ernest Hemingway
Lolita - Vladimir Nabokov
As aventuras de Tom Sawyer - Mark Twain
Expresso do Oriente - Grahan Green
O lobo do Mar - Jack London
O caso Wagner - Nietzsche
Os trabalhadores do Mar - Victor Hugo
O amante de Lady Chatterley - D. H. Lawrence
Angústia - Graciliano Ramos

Não serão lidos necessariamente nessa ordem, ok? Se der, irei resenhando os que mais gostar e linkando na lateral do blog, onde o Desafio ficará 'exposto'...


TAG - Meus livros, ninguém sai!

| 15 janeiro 2015 | 9 Comentários |
Achei engraçadíssima a TAG que vi no Blog Coisas que eu sei que sei e quis fazer aqui no blog, porque esse viral me deixou morrendo de rir a primeira vez que vi, trata-se da TAG Meus livros, ninguém sai! 




  • "Ei coisinha, vá devagar": Sabe aquele livro que você devorou rapidamente? Qual foi?
Mate-me, por favor - Legs McNeil 




Esse livro conta a história sem censura do punk nas décadas de 60/70/80, em formato de entrevistas com vários artistas da época, fãs de tour, etc, dentre os quais David Bowie, Andy Warhol, Patti Smith, Nico, Iggy Pop e outros... 
  • "Eu vou me segurar aqui": Qual livro te prendeu?



Não soltei Trainspotting, de Irvine Welsh, nem pra ir ao banheiro...
  • "Se eu cair eu quebro a minha clavícula": Qual obra te desestabilizou emocionalmente?



O meu pé de laranja lima, de José Mauro de Vasconcelos. Tem resenha dele aqui.
  • "Meu óculos, ninguém sai!": Qual livro você não empresta porque tem muito ciúmes?




Poutz, são vários, mas um que não sai nem sob ameaça de morte é a trilogia Millennium, de Stieg Larsson.
  • "Juliana, você viu meu óculos"?: Qual livro você emprestou e nunca mais viu na vida?



O corpo fala, de Pierre Well. A quem eu emprestei disse que passou pra outra amiga e ela nunca me disse que tava com o livro, aí ficou o dito pelo não-dito e eu perdi o livro... 
  • 'Juliana tá des-ma-i-a-da": Qual livro te deixou com ressaca literária, sem poder ler outros livros?



O apelo da Selva, de Jack London. Também tem resenha dele aqui...
  • "Chamuchamochamu chama o SAMU": Que livro te deixou louco pela continuação?



A senhora da magia, volume I de As brumas de Avalon, de Marion Zimmer Bradley. Li os três primeiros volumes em poucos dias, mas não sei o porquê de não ter concluído o quarto volume, apesar de ter gostado tanto da história... Mas certamente foi algum outro livro que me chamou a atenção na época em que estava lendo a série... Pretendo fechar a história no Desafio de Férias...
  • "Eu errei, viu?": Escreva aqui um pouco sobre aquele livro que você achou que seria uma coisa e foi outra:




Bem, um livro que não dava praticamente nada por ele e que me surpreendeu de forma assombrosa foi A Casa, de André Vianco. A escrita do autor é apaixonante, mas não pensei que o livro fosse me fazer chorar... Tem resenha dele aqui pra quem quiser conferir... 

Uma biblioteca dentro de uma maçã Parte #8

| 13 janeiro 2015 | 4 Comentários |
E então, chegamos a mais um mês de Desafio Literário, consegui cumprir [a duras penas] a leitura do livro sorteado do mês passado, O estranho mundo que se mostra às crianças. A leitura não foi ruim, o problema é que eu passei por uns dias bem desestimulantes para leitura, adoentada, com uma série de aborrecimentos, que não contribuíram em nada para que eu me concentrasse nos livros, mas felizmente a turbulência passou e cá estou novamente postando com regularidade no blog... 

O livro sorteado desse mês de Janeiro foi Prodígios da Natureza Vol. I, da coleção Atlas do Extraordinário, comprado na Bienal de 2011. São 118 páginas, e apesar das letras miúdas, ele é repleto de imagens, mapas e ilustrações... Então, acredito que vou conseguir terminar sua leitura agora em janeiro... 




Bem, até a próxima postagem... :D


Jack London e alguns contos...

| 12 janeiro 2015 | 5 Comentários |
Olá, meus queridos leitores. Estou há uns dias sem postar nada por aqui, mas meu ritmo de leituras nesse início de ano está bem lento, estive adoentada por uns dias e com alguns problemas pessoais que me deixaram desanimada até para sair da cama, que dirá para me concentrar em alguma leitura... Mas, aproveitando que hoje seria o aniversário de um dos meus autores preferidos - Jack London - trago para vocês a resenha de seu último livro lido, inclusive nesse começo de janeiro...

Trata-se do livro História de um Soldado. Na verdade, o título é um dos cinco contos que compõem a obra. Fala sobre uma história de guerra, em que o protagonista desde moço sabia montar com habilidade. Ele está em terreno inimigo e qualquer movimento desnecessário pode lhe custar a vida... Ele passa por vários momentos de tensão sendo espreitado pelo inimigo... Ao se deparar com um grupo de cavaleiros, encontra uma casa onde pode se esconder... 

O segundo conto é sobre vagabundo que se encontra dormindo na grama, com o sol a pino acima de si, e é encontrado por uma linda garotinha, que coloca sobre si uma sombrinha, a fim de lhe dar sombra. O conto é o meu preferido do livro. É um contraste da vida errante e de ex-preso do vagabundo com a pureza e delicadeza de uma menina inocente, que desconhece o mal dos homens e do mundo... Traz um importante questionamento para o homem e uma esperança de mudar, e aproveitar o que a vida tem de bom a nos oferecer... O conto trata de um duelo de índole e de redenção...

O próximo conto se intitula Os três manetas. São três homens andarilhos, que numa fria noite se encontram a beira de um rio, e dividindo o álcool que traziam consigo, compartilham suas [des]venturas que os levaram à vida atual e o que os levou a chegar aquele ponto de perder um membro. Homens bem-sucedidos de outrora, que hoje vivem desgastados e ressequidos pelas agruras do tempo... 

Um nariz para o Rei é um conto sobre esperteza. Se passa na Coréia e fala sobre um político que roubou tanto do governo que foi condenado a morte e estava preso aguardando sua sentença, caso não pudesse repor o dinheiro que havia desviado. Ele utiliza-se de astúcia para conseguir se soltar, recuperar o dinheiro e dar a volta por cima...

Fechando o livro, que tem apenas 127 páginas, temos o conto A volta do pai pródigo. Josiah Childs havia se casado com uma megera, e dessa união nasceu uma criança, mas ele jamais chegou a conhecer o filho, pois abandonara o convívio do lar indo trabalhar e prospetar longe da esposa. Apesar de sempre enviar dinheiro para ela e seu filho. Eis que um dia, Josiah resolve tornar à casa, e conhece seu filho, desejando naquele momento, poder levá-o consigo... A história trata do medo de um pai ser rejeitado por sua prole, o arrependimento de ter ido embora e o medo de reencontrar a sua esposa, a quem amou um dia. 

Jack London traz pequenas lições em seus contos, escritos de forma magistral. A leitura se dá de forma rápida e breve, mas não menos agradável por sua leveza... Recomendo para todas as idades... É uma excelente pedida para os que não conhecem a obra do autor...



Jack London nasceu em 1876 e viveu apenas quatro décadas. Apesar da vida curta, escreveu e viveu muitas aventuras no decorrer da [breve] existência. Foi entregador de jornais, policial, percorreu o Canadá e Estados Unidos viajando, caçou focas no mar da Sibéria, viajou para o México e a Coréia, e é um dos maiores nomes da literatura americana. Em todos os seus livros que tive o prazer de ler, notei a mensagem de liberdade vivida por ele. Influenciou outros autores, tal como Jack Kerouac.

London foi rejeitado pelo pai e entregue para adoção. Quando sua mãe adotiva casou-se, o marido resolveu assumir a criança como seu filho, dando-lhe seu sobrenome. Faleceu em 1916, de forma precoce, mas deixou um grande legado em suas obras imortalizadas na literatura... Já falei sobre alguns de seus livros aqui no blog, podem dar uma conferida nos links abaixo...



Espero que tenham gostado do post. Até a próxima, queridos. Tentarei não demorar tanto pra voltar aqui, me desejem sorte nesses dias... Beijos...

Livros que comprei em Dezembro/2014

| 08 janeiro 2015 | 5 Comentários |
Então, gente. Volto aqui com mais um post sobre as comprinhas que fiz em dezembro, as últimas de 2014. Me dei de presente 13 livros. [13 de dezembro foi meu aniversário e o número de livros foi coincidência *risos*]. O primeiro deles foi uma compra pelo Black Friday, no Submarino: Os Goonies. Depois, fui ao sebo do meu amigo Dedê e trouxe mais 12 títulos. Eis a lista:




  1. Os Goonies - James Kahn [5 estrelas]
  2. O mandarim - Eça de Queiroz 
  3. Os fugitivos - Patricia Highsmtih 
  4. Crime na Mesopotâmia - Agatha Christie 
  5. Clarissa - Erico Verissimo
  6. Ana Terra - Erico Verissimo
  7. O analista de Bagé - Luis Fernando Veríssimo
  8. História de um soldado - Jack London [5 estrelas]
  9. O mistério da fábrica de livros -Pedro Bandeira [3 estrelas]
  10. Hiroshima - John Hersey 
  11. Boêmios errantes - John Steinbeck
  12. Esboço para uma teoria das emoções - Sartre
  13. A manhã de um senhor - Tolstoi 



Eles foram comprados por apenas 5.00 reais cada. Uma pechincha.


Essa edição de Sartre é minha leitura atual... Mais um russo na estante... E pra não perder o costume, mais um de Agatha Christie...


Já li a versão em quadrinhos de O analista de Bagé, e quando vi o livro na pilha, não exitei em comprar... Mais um título do meu querido London na coleção, bem como esse infantil de Pedro Bandeira, que li quando era mais nova, na biblioteca... 


Mas a melhor compra certamente foi Os Goonies, pois a história faz parte da minha infância... Li assim que chegou e já postei a resenha... 


Bem, vou aproveitar este post para dizer que farei algumas alterações nas colunas Correios e Compras do Mês do blog. Vou juntar tudo num post único. O que ganhei de promoção, o que comprei, troquei, recebi de amigos... Ficará mais extenso, dependendo da quantidade de coisas recebidas, mas creio ser melhor um post único. Ah, e vou incluir também os quadrinhos que eu comprar/ganhar ao longo do mês... A coluna vai se chamar Correios mesmo, mas saibam que a partir desse ano fica tudo incluso. O que acham da ideia? 

Bem, quais desses livros vocês já leram? Quais tem vontade de ler? Me contem nos comentários. Até o próximo post. Beijos...

Correios [Envios e Recebidos] - 20

| 06 janeiro 2015 | 4 Comentários |
E Dezembro veio com tudo pra mim, olha só o que andei recebendo dos Correios. Época de natal, comemorei meu aniversário e não tem nada mais legal que receber muitos mimos nesse período. Então, vamos lá conferir o que chegou pra mim esse mês...


Logo no dia 01, recebi de Lígia Colares, parceira aqui do blog, os brindes dos dois sorteios que ganhei no Way to Happiness: Uma ecobag de Sonhos, de Mari Scotti + marcadores sortidos. E a segunda promoção foi um Kit de marcadores.



Recebi também uma cartinha linda dos irmãos Italo e Tamara, ele me enviou um lindo desenho e ela me deu de presente o livro Crime e Castigo + lindos marcadores que ela mesma fez, e ainda um Postal de Emily Strange



Arte de Ítalo - O Morro dos Ventos Uivantes

Ganhei uma promoção do blog Sopa Primordial e a Editora Aleph deveria me enviar o livro Fluam, minhas lágrimas, disse o policial. E eis que recebo em casa o livro Flua [espero que ninguém tenha perdido o emprego pelo equívoco]. Ao entrar em contato com um dos donos do blog, ele comunicou o ocorrido à editora, e dias depois eles enviam o livro correto, dizendo que eu poderia ficar com ambos os exemplares... Sorte em dobro, não é?


Aproveitando a Black Friday [nunca comprei antes nela], consegui comprar no Submarino o livro Os Goonies, de 54.00 por 25.00 reais. Já li e logo sai resenha dele aqui no blog...


Recebi da minha querida Mara meu presentinho de aniversário. Além da cartinha maravilhosa, ela me enviou uma linda agenda e uma gueixa que está enfeitando minha estante. Meu muito obrigada, Marinha.


Pathy também me enviou presentinhos, além de um ótimo livro, recebi postal, livreto, marcador e uma faixa de cabelo muito linda, de caveirinha [que já estou usando, claro].


Recebi do amigo e parceiro de Dose Literária, Fábio Michelete, um exemplar de seu livro Aprendi a me Amar, e alguns marcadores. Foi uma surpresa receber o pacote, pois não esperava ganhar cartinha dele. ^^




No Amigo Secreto organizado por Carolli Márol, ganhei Snoopy e sua turma, volume I. Já li e amei a leitura... ♥




Enviei cartinhas para Kris, Ítalo, Tamara, minha AS Jaqueline. Infelizmente não tirei photo dos pacotinhos.. xD
Até a próxima caixinha de correio, que espero ser bem recheada como essa... Beijos...

Primeira leitura de 2015 - Clube da Luta

| 05 janeiro 2015 | 12 Comentários |


"Tyler me arranja um emprego de garçom, depois o mesmo Tyler está colocando uma arma em minha boca e dizendo que o primeiro passo para a vida eterna é que você tem que morrer.Porém, por muito tempo, Tyler e eu fomos melhores amigos. As pessoas sempre me perguntam se conheço Tyler Durden."


E o livro Clube da Luta começa assim. Ganhei esse livro num amigo secreto com meus alunos do 9º ano e digo com todas as letras que foi um dos melhores livros que poderia ganhar. Iniciei a leitura dele em poucos dias e só não terminei a mais tempo por causa do corre-corre das festas de fim de ano, mas concluí a leitura dele agora no início de 2015. É meu primeiro contato com o autor, Chuck Palahniuk e posso dizer que já estou apaixonada pela forma como ele escreve.

Eu tive contato com Clube da Luta quando vi o filme dirigido por David Fincher, com Edward Norton e Brad Pitt no elenco. Lembro que na época eu fiquei abismada com o roteiro e só descobri que era baseado num livro por causa de um post no Dose Literária. E desde então, ele estava em minha wish-list.

A história é sobre um cara que sofre de insônia e conhece um homem chamado Tyler Durden. O narrador da história é um homem descontente com a própria vida, seu trabalho monótono tendo um chefe que pega no seu pé e que frequenta reuniões de grupos de doentes terminais e afins. Num desses encontros, ele conhece Marla, mulher misteriosa que logo vai se envolver com Tyler, seu novo amigo fabricante de sabão. E juntos, eles fundam um Clube da Luta, que atua nas noites de fim de semana, com homens de várias idades e diferentes ocupações e classes sociais, e que durante o dia voltam para sua mesmice de vida... Existem algumas regras no clube que não devem ser quebradas, a primeira delas é não falar sobre o clube da Luta, mas a cada dia surgem novos adeptos que ouviram falar sobre o clube e seu funcionamento...

Logo a quantidade de membros aumenta sendo necessário abrir filiais em diversas partes do país. E Tyler vive administrando isso. Quando o narrador dorme, Tyler vai fazer o 'serviço pesado' e quando o narrador desperta, sente-se extremamente cansado e vai ter que consertar alguma 'confusão' que Tyler arrumou enquanto ele dormia... Marla acaba entrando na vida dos dois amigos, pois se envolve com Tyler, mas o narrador também gosta dela..

Para ser sincera, não é uma narrativa de fácil compreensão se você não ler atentamente e ficar ligado nas entrelinhas. Tive que voltar alguns trechos para compreender alguns acontecimentos. Mas fui percebendo ao longo da leitura a crítica feita à sociedade, que oprime seus cidadãos a consumirem de maneira desenfreada o que lhes é oferecido. Que não saiam do 'lugar-comum' a fim de não se distinguirem do 'rebanho' e serem tachados de anormais e 'fora dos eixos'. Os membros do clube são garçons, policiais, médicos, vendedores durante o dia mas encontram no clube uma forma de libertar-se das amarras sociais. a pancadaria é apenas um pano de fundo para extravasar a tensão do cotidiano. Os olhos roxos no dia seguinte são apenas uma pequena consequência para se recordar que à noite, eles são livres para serem o que quiserem...

"A propaganda faz essas pessoas irem atrás de carros e roupas de que elas não precisam. Gerações tem trabalhado em empregos que odeiam para poder comprar coisas de que realmente não precisam."

Após um tempo, apenas as lutas não são o suficiente para animar os frequentadores do clube e então Tyler começa novos 'projetos' de destruição e 'vandalismo'. Os membros tem metas a cumprir, e o fazem... Não dá pra me estender muito sem correr o risco de soltar spoiler mas recomendo a leitura e após esta, vejam o filme... Ambos são maravilhosos...

Ah, não poderia deixar de comentar sobre a questão da 'autodestruição' que o livro nos apresenta. Burlar as leis, quebrar as regras sociais e chegar ao 'fundo do poço' para assim 'se encontrar', amadurecer, crescer... O livro é transgressor, bem escrito, com uma carga de acidez a cada página mas que não deixa de ser envolvente e divertido... O final deixa o leitor embasbacado... E você pensa: 'como não percebi tal fato antes, no decorrer da leitura?' Foi um tapa em minha cara...


"Às vezes você faz algo e se ferra. E às vezes as coisas que não faz é que ferram você."





“AVISO: Se você está lendo isso, então isto é para você. Cada segundo perdido lendo este texto inútil é outro segundo a menos da sua vida. Você não tem outras coisas para fazer? A sua vida é tão vazia que você honestamente não consegue pensar numa maneira melhor de vive-la? Ou você fica tão impressionado com a autoridade daqueles que a exercem sobre você? Você lê tudo o que deveria ler? Você pensa tudo o que deveria pensar? Compra tudo o que lhe dizem pra comprar? Saia do seu apartamento. Encontre alguém do sexo oposto. Pare de comprar tanto e se masturbar tanto. Peça demissão. Comece a brigar. Prove que está vivo. Se você não fizer valer pelo seu lado humano você se tornará apenas mais um numero. Você foi avisado.” - Tyler

Resenha do Mês [Dezembro] - Inéditos e Dispersos, de Ana Cristina César

| 03 janeiro 2015 | 3 Comentários |
A leitura de Inéditos e Dispersos deixou minha mente completamente dispersa e incoerente, desconecta. Estou me sentindo abalada espiritualmente, perturbada e ao mesmo tempo com uma incrível sensação de entorpecimento. Queria uma máquina do tempo pra voltar ao ano de 1983 e te impedir de saltar daquele 8º andar, Ana Cristina. Você teria escrito mais coisas belas e perturbadoramente sensíveis para mim...

Minha linda edição...

Ana Cristina César foi minha mais nova paixão em 2014. Eu já tinha tido contato com ela antes, quando li A teus pés, mas a leitura não rendeu tanto quanto gostaria, talvez por ter sido feita em pdf, e por isso pretendo [re]ler... Mas ter gasto algumas horas de minha vida perdida em suas páginas 'inéditas e dispersas' foi um deleite imenso...

O livro traz sua obra dividida em etapas, dos anos de 1961 até 1983, ano de sua morte. A obra foi organizada por Armando Freitas Filho, amigo da autora. Ele conseguiu reunir o que Ana Cristina tinha de melhor em seus escritos, numa belíssima edição publicada em 1998, pela Editora Ática... E eu achei essa capa lindíssima...


"Tenho ciúmes deste cigarro que você fuma Tão distraidamente." abril/68

Foi impossível não me identificar com vários trechos ou poemas completos de Ana C. Ela escrevia de forma intensa, e pude perceber elementos que a convidam para um salto à janela em várias passagens do livro... Premeditação? Quem sabe?

Os poemas possuem uma carga melancólica e ao mesmo tempo, voraz. São textos curtos, porém de uma densidade incríveis... Ana C. toca a alma...

"Sou amativa antes de tudoembora o mundo me condene. [...] Uma lâmpada queimada me contempla. [...]Uma palavra me delineiaVORAZ."setembro/68

Ana C. escrevia desde pequena, e para ela, escrever era uma forma de jogar para fora de si mesma toda a solidão e apreensão de viver. "Angústia é fala entupida." Como afirmava seu amigo e organizador do livro, Armando, ela escrevia versos inquietantes e fora dos eixos. Essa forma de fazer poesia é de uma sensibilidade perturbadora.

A parte final do livro mostra uma pequena biografia de Ana Cristina, bem como fotos de várias etapas de sua vida, desde pequenina, até o ano de seu suicidio, em 1983, quando se jogou da janela do apartamento dos pais, a 29 de outubro... Há também alguns desenhos feitos por Ana C. ilustrando algumas páginas...
Eu poderia discorrer horas sobre as sensações que o livro me trouxe, mas isso seria deveras cansativo aos leitores... quem sabe um dia eu converse com alguém sobre o livro... hehe... Mas recomendo a leitura, ela nos põe a divagar sobre vários aspectos da existência...
Abaixo, alguns trechos que mais me identifiquei...


Ana Cristina César...

"perdi-me agora rabiscando-te." setembro/68

"de sonho em sonho o instante está completo:sons se deitam novos sobre dor tão mansa:"22.5.69

"teu gosto, tua cor, teu som, teu meu"15.6.69


"Não sou idêntica a mim mesmosou e não sou ao mesmo tempo, no mesmo lugar e sob [o mesmo ponto de vistaNão sou divina, não tenho causaNão tenho razão de ser nem finalidade própria:Sou a própria lógica circundante."junho/69


"as palavras escorrem como líquidos lubrificando passagens ressentidas."


"imagino como seria te amar:desisto da idéia numa verbal volúpiae recomeço a escrever poemas."


"Não encontro no meio de todas essas históriasnenhuma que seja a minha."

Espero que vocês possam tem a oportunidade de conhecer a obra de Ana Cristina César. Deleitem-se com suas palavras 'inéditas e dispersas...'

Destaque de Leituras 2014

| 02 janeiro 2015 | 5 Comentários |
Bem, cá estou eu com mais um destaque das leituras que tive ao longo do ano de 2014... Confesso que o ritmo foi arrastado em alguns meses, mas foi por conta de títulos de Desafio Literário, número de páginas de alguns outros e falta de tempo por causa do trabalho... Mas, tive um ano bem proveitoso, e conheci alguns autores por quem fiquei apaixonada...


Tive minha estreia com os autores Márcia Denser, Lord Byron, Michel Laub, Anna Akhmatova, Irvine Welsh, Gabriel García Marquez, Mia Couto, Marion Zimmer Bradley, Tico Santa Cruz, Marquês de Sade, Marcelo Rubens Paiva, Rubem Fonseca, Hilda Hilst, Haruki Murakami, Isabel Allende, Stieg Larsson, Sófocles, Paulo Leminski, Roald Dahl, Ferreira Gullar, Julio Cortázar, Maurício Gomyde, Simenon, Antônio Xerxenesky e Lygia Fagundes Telles. Alguns desses certamente estarão em próximas leituras... 


Li nove títulos de Agatha Christie [três a menos que ano passado...]



E no final a morte
Aventura em Bagdá
Os cinco porquinhos
O detetive Parker Pyne
O caso do hotel Bertram
A terceira moça
Depois do funeral
A maldição do espelho
O homem do terno marrom

Outro autor que se fez presente em minhas leituras foi Sidney Sheldon, com 5 livros lidos:



O estrangulador
A perseguição
O ditador
Os doze mandamentos
Corrida pela herança

Li 48 livros infantis, ao todo... Bem mais que o ano passado, que foram 18... 9 livros de poema/poesia, 19 e-books [isso é um progresso pra mim, que não tenho leitor específico e leio no computador, além de detestar tal tipo de leitura...]

12 revistas foram lidas em 2014 [3 a menos que ano passado]


De quadrinhos li muito Bolinha, Marvel, The Walking Dead, Neil Gaiman, Supernatural e as dez edições de Daytripper...

Quadrinhos notáveis de 2014:

Batman - O homem que ri
Daytripper
Os julgamentos de Loki
Azul é a cor mais quente
Simon's Cat Volume I e II
O livro de ouro do Recruta Zero
A saga do Monstro do Pântano volume I
Sandman: Teatro do Mistério
Sandman: Noites sem fim


Leituras 'decepcionantes' ou que eu esperava bem mais:

Viagem ao centro da Terra - Julio Verne [ o final foi ruim pra mim]
As armas secretas - Julio Cortázar [achei muito confuso]
Os Lusíadas - Luis de Camões [cansativo e entediante]

Leituras que ficaram em meu coração:

A maçã envenenada - Michel Laub
Antologia poética - Anna Akhmatova
Junky - William Burroughs
A dama do cachorrinho - Anton Tchekov
Trainspotting - Irvine Welsh
A casa do céu - Amanda Lindhout
Selvagens - Don Winslow
O exorcista - William Peter Blatty
Caninos brancos - Jack London
Feliz ano velho - Marcelo Rubens Paiva
O insaciável homem-aranha - Pedro Juan Gutierrez
Os homens que não amavam as  mulheres - Stieg Larsson
A morte de Ivan Ilitch - Liev Tolstoi
O meu pé de laranja lima - José Mauro de Vasconcelos
O egípcio - Mika Waltari
Anne Frank - o outro lado do diário - Miep Gies
F. - Antônio Xerxenesky
Os Goonies - James Kahn


Espero que 2015 me traga várias surpresas literárias positivas... Até a próxima, e desejo a todos um Feliz 2015. Muito obrigada por me acompanharem até aqui... ;)

╬† Literatura no Mundo ╬†

╬† Autores ╬†

agatha christie Alan Dean Foster Alan Moore Álvares de Azevedo Ana Cristina César Anaïs Nin Anna Akhmatova Anne Rice Anne Sexton Antônio Xerxenesky Arthur Rimbaud Bob Dylan Bram Stoker Cacaso Caio f. Abreu Cecília Meireles Charles Baudelaire charles bukowski Charles Dickens chuck palahniuk Clarice Lispector clive barker Cruz e Sousa dalton trevisan David Seltzer Dik Browne Don Winslow edgar allan poe Eduardo Galeano Emily Brontë Ernest Hemingway Eurípedes F. Scott Fitzgerald Ferreira Gullar Florbela Espanca Franz Kafka Garth Ennis George R. R. Martin Gilberto Freyre Guido Crepax H. G. Wells H. P. Lovecraft Haruki Murakami Henry James Herman Hesse Herman Melville Hilda Hilst honoré de balzac Horacio Quiroga Hunter S. Thompson Ignácio de Loyola Brandão isaac asimov Ivan Turgueniev J. R. R. Tolkien Jack Kerouac Jack London Jay Anson João Ubaldo Ribeiro Joe Sacco Jon Krakauer Jorge Luis Borges José Mauro de Vasconcelos Julio Verne Konstantinos Kaváfis L. Frank Baum Laura Esquivel Leon Tolstói Lord Byron Luciana Hidalgo Luiz Ruffato Lygia Fagundes Telles manoel de barros Marcelo Rubens Paiva Mario Benedetti Mark Twain Marquês de Sade Martha Medeiros Mary Shelley Michel Laub Miguel de Cervantes Milo Manara Moacyr Scliar Neil Gaiman Nelson Rodrigues Nicolai Gógol Oscar Wilde Pablo Neruda Patti Smith Paulo Leminski Pedro Juán Gutierrez Rachel de Queiroz Rainer Maria Rilke Ray Bradbury Robert Bloch Robert Kirkman robert louis stevenson Roberto Beltrão Rubem Alves Sándor Márai Sófocles Stephen King Stieg Larsson Susan E. Hinton Sylvia Plath Torquato Neto Victor Hugo Virginia Woolf William S. Burroughs Ziraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...