A garota da casa grande [aquela da diagonal...]

| 22 maio 2014 | |
Bem, acabei de fazer a leitura desse livro e com a mente ainda fresca das linhas lidas, resolvi escrever esta resenha... Recebi A garota da casa grande em parceria com a autora Amanda Marchi, e por ser um livro fininho e com uma temática que me desperta logo a curiosidade, dei uma pausa em outra leitura para desfrutar de suas páginas. 

Confesso que li rápido, em apenas uma sentada, tal a leveza da história. Apesar do tema ser polêmico, achei que o livro não peca pelo clichê, e a autora conduziu de maneira sutil o romance das personagens... Trata-se da história de Geórgia, que vai passar mais uma vez as férias anuais na casa da avó, numa cidadezinha perdida no interior. Entediada com a longa viagem, sem expectativas de diversão durante sua estadia por lá, Geórgia não se sente confortável em rever pessoas que mal tem contato ao longo do ano, e fingir saudades ou entusiasmo não é a melhor maneira de lidar com a situação...

A narrativa funciona em primeira pessoa, com a protagonista nos falando sobre esses dias ao lado da avó e de uma tia. Algo acaba despertando seu interesse: a vizinha da casa grande, que fica na verdade, na diagonal da rua... o jeito como Geórgia olha pra ela é carregado de curiosidade. E logo o destino coloca ambas as garotas frente a frente [graças ao cachorro Max] e um livro num banco de praça... O contato entre elas é breve, mas carregado de interesse mútuo, embora demonstrado de maneira sutil... 

Achei o livro bem detalhado em suas descrições, a narrativa de Geórgia é quase sem vírgulas, como ditas em um só fôlego, uma linguagem bem casual, que aproxima o leitor da protagonista... Uma das características da personagem na qual me identifiquei é seu gosto por leitura e sua indisposição de acordar cedo [*risos*]. Ela cita ao longo do livro Oscar Wilde, Agatha Christie e Game of Thrones, achei bem bacana essas referências... 

Um ponto que poderia considerar 'negativo' é que alguns acontecimentos ocorrem em tempo bem rápido. Não sei se pelo número de páginas, algumas coisas ficam meio corridas, de uma cena logo pula-se pra outra, sem rodeios... Mas não chegou a atrapalhar a leitura. Com o passar dos capítulos, consegui me adaptar a isso. E apesar dessa condução apressada da história, a relação de Geórgia e Alice não se dá da noite pro dia, ocorre de maneira natural. [Não pense que verá algo do tipo 'duas garotas se conhecem e no dia seguinte já caem na cama apaixonadas']. O romance acontece aos poucos, sem pressa...

Em um trecho do livro, há uma mostra do preconceito das pessoas, principalmente de cidades do interior... O machismo se faz presente nesse momento... Outro ponto importante a ressaltar é a relação de Geórgia com sua avó, que vai ficando mais forte depois que ela descobre a opinião da senhora sobre sua orientação sexual... Mas então acontece uma coisa que muda tudo, e será um fator decisivo na relação de Geórgia e Alice...

Em suma, é um livro que merece ser lido, a autora é jovem e talentosa, mostrou que sabe usar bem as palavras para mostrar às pessoas que o amor pode ser vivido de todas as maneiras, por qualquer pessoa, independente de serem do mesmo sexo ou não... E que as barreiras impostas pelo destino podem não ser páreo para uma paixão verdadeira, sincera e pura como a de duas garotas...


5 Comentários:

Amiga da Leitora - Thais Says:
22 maio, 2014

É um tema polêmico e ao mesmo tempo curioso, pois não li muitos livros assim ainda. Adorei a capa, ficou bem fofa!!

xoxo
http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

Gabriela Amoroso Says:
22 maio, 2014

Oii
Acho que ainda não li nenhum livro com essa temática. A história parece ser bem interessante. Gostei da resenha! :)

Beijos,
Pitada de Cultura

Naylane Sartor Says:
23 maio, 2014

Oie! Não conhecia o livro, mas amei a capa!
Bjs, comentar por favor nessa resenha ajudaria muito:
http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/05/os-assassinos-do-cartao-postal.html

Alessandra Tapias Says:
26 maio, 2014

A sinopse e a proposta do livro me chamaram muito a atenção quando vi. Também recebi e será lido na semana que vem.

Adorei sua resenha, quero muito ver como ficará a relação dela com a avó. E mais ainda como ela é tratada, o preconceito... tudo!! Adoro livros que mexem com a cabeça e fazem pensar!

Bjkas

Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

Kris Oliveira Says:
27 maio, 2014

Eu mal posso esperar que o livro chegue até mim *--*
Estou muito curiosa para conhecer Gerogia e Alice <3

Conversas de Alcova

Postar um comentário

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

╬† Literatura no Mundo ╬†

╬† Autores ╬†

agatha christie Alan Dean Foster Alan Moore Álvares de Azevedo Ana Cristina César Anaïs Nin Anna Akhmatova Anne Rice Anne Sexton Antônio Xerxenesky Arthur Rimbaud Bob Dylan Bram Stoker Cacaso Caio f. Abreu Cecília Meireles Charles Baudelaire charles bukowski Charles Dickens chuck palahniuk Clarice Lispector clive barker Cruz e Sousa dalton trevisan David Seltzer Dik Browne Don Winslow edgar allan poe Eduardo Galeano Emily Brontë Ernest Hemingway Eurípedes F. Scott Fitzgerald Ferreira Gullar Florbela Espanca Franz Kafka Garth Ennis George R. R. Martin Gilberto Freyre Guido Crepax H. G. Wells H. P. Lovecraft Haruki Murakami Henry James Herman Hesse Herman Melville Hilda Hilst honoré de balzac Horacio Quiroga Hunter S. Thompson Ignácio de Loyola Brandão isaac asimov Ivan Turgueniev J. R. R. Tolkien Jack Kerouac Jack London Jay Anson João Ubaldo Ribeiro Joe Sacco Jon Krakauer Jorge Luis Borges José Mauro de Vasconcelos Julio Verne Konstantinos Kaváfis L. Frank Baum Laura Esquivel Leon Tolstói Lord Byron Luciana Hidalgo Luiz Ruffato Lygia Fagundes Telles manoel de barros Marcelo Rubens Paiva Mario Benedetti Mark Twain Marquês de Sade Martha Medeiros Mary Shelley Michel Laub Miguel de Cervantes Milo Manara Moacyr Scliar Neil Gaiman Nelson Rodrigues Nicolai Gógol Oscar Wilde Pablo Neruda Patti Smith Paulo Leminski Pedro Juán Gutierrez Rachel de Queiroz Rainer Maria Rilke Ray Bradbury Robert Bloch Robert Kirkman robert louis stevenson Roberto Beltrão Rubem Alves Sándor Márai Sófocles Stephen King Stieg Larsson Susan E. Hinton Sylvia Plath Torquato Neto Victor Hugo Virginia Woolf William S. Burroughs Ziraldo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Witches Hat
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...