Um devaneio perdido...


Penso sempre em você... principalmente nas noites frias, tempestuosas e cheias de solidão... pensas em mim igualmente, ou sou apenas um devaneio perdido em suas memórias?
já não sei o que pensar... e me aflijo com teu silêncio... é como se eu te ligasse e apenas ouvisse o som de tua respiração entrecortada pela distância... e nenhuma palavra dita... apenas o teu respirar... gritando tua ausência em meu ouvido...
e me dilacero de saudades...

Nenhum comentário:

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

Witches Hat
Tecnologia do Blogger.