Delírios de um corpo febril...


Quero beijos intermináveis, que saciem minha boca voraz e sedenta, abraços de calor que aqueçam minha pele entorpecida, sonolenta...
Quero sussurros em meu ouvido, embalando nossos corpos em cadência, que me façam estremecer ao leve toque de tuas mãos sôfregas, turbulentas...

Ame meu corpo, sacie teu corpo, satisfaça a ambos com este sexo quente, louco...
Com tuas doses de amor, com minhas doses de torpor, com nossos corpos entremeados de fluídos intensos...

Nenhum comentário:

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

Witches Hat
Tecnologia do Blogger.