E quem compreenderá minha loucura? As vozes dentro da minha cabeça...
Elas pedem que eu pule...
As vozes dentro de minha cabeça...
Elas pedem que eu voe...

Num instante de lucidez olho ao meu redor.
E minha loucura retorna, e eu salto para o eterno...
Vôo em busca da plenitude infinita. Me desprendo de tudo.


Transcendo...

Nenhum comentário:

De Bukowski a Dostoievski. Ana Cristina César a Lilian Farias. Deleite-se com a poesia de Florbela Espanca e o erotismo de Anaïs Nin...
Aforismos, devaneios, quotes dispersos e impressões literárias...um baú de antiguidades e pós-modernismo. O obscuro, complexo, distópico, inverso... O horror, o amor, a loucura e o veneno de uma alma em busca de liberdade...

Seja bem-indo-e-vindo[a]!

Witches Hat
Tecnologia do Blogger.